Chave PIX: saiba como cadastrar e aproveitar a novidade!

Quem utiliza serviços bancários com frequência, principalmente, transferências entre contas e depósitos, com certeza está muito ansioso. Isso porque em novembro será lançado o PIX, um sistema online que vai permitir transferências e pagamentos instantâneos sem custo algum, mesmo entre bancos diferentes. O serviço é considerado uma revolução. Para utilizá-lo, os usuários já podem cadastrar a chave PIX e aguardar o serviço ficar disponível em novembro.

O PIX é considerado uma verdadeira revolução quando o assunto é banco digital. Em outras palavras, essa ferramenta desenvolvida pelo Banco Central e que será disponível por vários bancos vai mudar o jeito de fazer operações financeiras no Brasil. Principalmente, em relação ao custo das transações.

Atualmente, na maioria dos casos, para movimentar recursos de uma conta para outra são cobradas incômodas taxas. Por vezes, dependendo do valor, o consumidor até muda de ideia e realiza a transação de outra maneira para evitar esse desembolso. Além disso, alguns tipos de transferência bancária são afetadas por um “gap” de tempo. Ou seja, você transfere o dinheiro hoje, porém, cairá na conta destino apenas do dia seguinte.

Com o PIX, tudo isso será passado. O sistema promete fazer transferências e pagamentos instantâneos, a qualquer hora e local, pela internet, por meio do app do seu banco. Para você ter uma ideia, o PIX tem potencial para substituir as cédulas de dinheiro em pouco tempo. Para estar apto a utilizar a ferramenta, é preciso cadastrar a chave PIX.

Vamos ensinar todos os passos nesse post e aprofundar um pouco mais sobre o PIX.  Ah, e não esqueça de manter sempre um bom plano de internet da Claro ou da TIM para ter todos os recursos à mão. Confira!

Leia também: Descubra o melhor plano de TV, internet de celular no Compara Plano

CONFIRA AS OPÇÕES DE PLANOS DA CLARO QUE MAIS DE ADAPTAM A VOCÊ!

O que é chave PIX?

Quase 700 bancos e fintechs de todo o país já foram habilitados pelo Banco Central para disponibilizarem o novo sistema aos seus clientes. A expectativa é a ferramenta estar apta para o uso em 16 novembro. Alguns bancos devem oferecer para testes ainda em 3 de novembro. Se você utiliza apps de bancos no seu celular, já deve ter visualizado notificações sobre o PIX, certo? Principalmente, para fazer o cadastro da tal chave PIX.

Na verdade, as chaves PIX são como se fossem o endereço da conta bancária de uma pessoa que vai utilizar o sistema. Em outras palavras, segundo o próprio Banco do Brasil, são códigos que ajudarão na identificação da conta. Uma espécie de “apelido” que facilita a identificação de uma conta. Com isso, não será necessário, por exemplo, escrever todas as informações pessoais de uma conta ao fazer uma operação para enviar ou receber recursos.

O contrário ocorre nas tradicionais TED (Transferência Eletrônica Disponível) e DOC (Documento de Ordem de Crédito), onde você precisa inserir vários dados (apesar de alguns apps bancários já gravarem as transações mais recentes e facilitarem um pouco o processo).

É preciso saber que há quatro categorias diferentes de chave PIX, com dados distintos:

  • CPF ou CNPJ do cliente;
  • Endereço do correio eletrônico (e-mail);
  • Número do telefone celular;
  • Chave aleatória criada pelo próprio usuário, no caso que não queira utilizar um dado pessoal (conjunto de números, letras e símbolos gerados de forma aleatória)

Leia também: A inteligência artificial está mudando o mercado de trabalho

Números de chaves

Cada pessoa física titular de uma conta bancária poderá cadastrar até cinco chaves PIX. Enquanto isso, pessoas jurídicas (CNPJ) terão direito a 20 chaves. Nos dois casos, cada usuário poderá fazer o registro de dois números de celular diferentes, por exemplo, ou ainda e-mails ou números de sua preferência.

É preciso ficar atento que não é possível inserir uma mesma chave PIX em contas bancárias diferentes. Ou seja, caso um determinado CPF for cadastrado, isso inviabiliza o uso do mesmo número em outra conta. Depois, para alterar a informação em uma conta, só fazendo uma portabilidade de chaves.

O cadastro da chave PIX não é obrigatório para quem quiser utilizar o serviço. Nesse caso, para fazer uma transação instantânea, será necessário informar no app do banco todos os dados da conta destinatária. Assim, como ocorre em um TEC ou DOC convencional. Como você pode ver, dá um trabalho maior e é justamente aí que o PIX quer facilitar na sua vida.

O próprio Banco Central faz um apelo ao usuários de serviços bancários ao afirmar que é altamente recomendável fazer o cadastro das chaves PIX. Isso por conta justamente da praticidade de rapidez das operações nesse formato.

Leia também: RecargaPay é seguro? Descubra como fazer as operações

Como funciona na prática

Entendeu o conceito da chave PIX? Vamos dar um exemplo prático. Você quer realizar uma transferência instantânea de dinheiro a um amigo do qual acabou de comprar um objeto. No app do seu banco, para realizar a transação, você digitará apenas a quantia e a chave PIX do destinatário.

Ou seja, não será mais preciso digitar o número da conta bancária, do CPF ou do CNPJ do seu amigo. Além disso, a operação não terá custo algum e o recurso cairá instantaneamente na conta do seu parceiro. Em outra situação, você precisa receber um dinheiro de outra pessoa. Nesse caso, basta repassar à pessoa a sua chave PIX e pronto. Fácil, não?

Leia também: Planos básicos para acessar o aplicativo Caixa Tem

CONFIRA OS MELHORES PLANOS DA TIM PARA O SEU CELULAR

Faça o registro das suas chaves PIX

Para fazer a inscrição das suas chaves PIX é preciso acessar o aplicativo do seu banco, onde está registrada a conta bancária. Como falamos mais acima, na maioria das vezes, ao abrir o app, o banco já mostra uma notificação para cadastrar a chave PIX. Ao apertar, você precisará confirmar a posse da chave (será enviado um código SMS para o seu celular ou mensagem por e-mail). Assim, irá vincular a chave à sua conta.

Cada instituição bancária pode fazer o processo de forma um pouco diferente, porém, a lógica e os passos são bastante parecidos.

Portabilidade

Vamos supor que você faça o cadastro das chaves PIX e depois opte por mudar de instituição financeira. Nesse caso, dá pra levar suas chaves junto fazendo a portabilidade. O processo é similar a quando você realiza uma portabilidade de conta para receber seu salário. Para isso, basta fazer a solicitação da portabilidade no banco ao qual você está chegando.

Reivindicação da chave PIX

Outra operação possível será a reivindicação de chaves. Isso ocorrerá, por exemplo, quando você tentar inscrever uma chave PIX e o sistema informar que o dado já é utilizado por outro usuário. Assim, você pode solicitar a reivindicação da chave na sua instituição financeira. Com isso, correrá um prazo de sete dias até o usuário que tem posse dessa chave se manifestar. Caso contrário, a chave será transferida.

Chave PIX: entendeu como funciona?

Agora que você já conhece os caminhos para cadastrar sua chave PIX, que tal conferir como funciona a conta Nubank para pessoa jurídica (PJ)?

Se você gostou do nosso conteúdo e quer saber mais sobre tecnologia, planos e pacotes, dicas e curiosidades, acompanhe o Compara Plano. Estamos muito satisfeitos em te ver por aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Contrate via chat