O que aconteceu com os orelhões?

orelhões

Telefones de uso público, os orelhões são peças encontradas em qualquer país e cidade no mundo. Muito utilizados no início dos anos 1970, percebe-se hoje uma cadência na demanda dos mesmos. Países como a Inglaterra, por exemplo, descontinuaram o uso de suas famosas phone booths pela falta de uso e alto custo de manutenção do aparelho. Mas o que aconteceu com os orelhões nos tempos de hoje?

Telefones de uso público no Brasil

Aqui no Brasil, os orelhões tornaram-se febre no fim da década de 1970, assegurando seu posto de utilidade pública até meados dos anos 2000. A praticidade de encontrá-los em qualquer esquina e o baixo custo para usá-los, o tornaram uma peça chave para o desenvolvimento da comunicação brasileira.

Hoje, devido ao crescente desenvolvimento tecnológico no meio da comunicação, o uso de orelhões não faz mais parte do cotidiano brasileiro.

E agora o antes tão necessário telefone de uso público tornou-se uma peça obsoleta no cenário nacional.

Ainda assim, é possível encontrá-los em alguns lugares, dando vida a alguns questionamentos: Quais são as aplicações dos orelhões hoje? Quando, como e porquê devemos usá-los? Onde podemos encontrá-los? Mas primeiro, vamos ver um pouco de história!

Leia tambémBrasil Total 21: como funciona o plano de telefone fixo

Como tudo começou…

Foi em 1971 que a cidade de São Paulo e a então Companhia Telefônica Brasileira (CTB), em parceria com a designer Chu Ming, começaram o processo de desenvolvimento do popularmente conhecido orelhão.

Seu nome verdadeiro, Chu II (em homenagem à sua criadora) foi um marco na história brasileira, já que antes de ser desenvolvido, a comunicação pública limitava-se a estabelecimentos que faziam parceria com a CTB.

Para fazer ligações rápidas, usadas para recados simples, era necessário comprar uma ficha (vendida em bancas de jornais), procurar um estabelecimento vinculado à instituição e então, fazer a ligação (e de forma rápida, afinal de contas, outras pessoas estavam esperando para usar o telefone).

Foi então que em 1972, as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo amanheceram com dezenas de orelhões, ou como eram chamados na época – capacetes de astronautas – espalhados pela cidade.

A revolução estava feita, agora, era possível comprar a ficha nas bancas de jornais e em outros postos de venda autorizados e então, fazer a ligação tranquilamente, envoltos por uma cápsula protetora, que impede o som de sair, e os ruídos de entrar.

Os orelhões rapidamente tornaram-se febre entre a população brasileira, já que era a forma mais econômica, rápida e segura de fazer uma ligação.

Seu design, logo tomou proporção internacional, sendo usado em outros países da América Latina.

A evolução foi constante e em 1992 as fichas foram abandonadas, passou-se a usar cartões pré-pagos com valores variantes.

Ao mesmo tempo que sua popularidade crescia, a empresa que os gerenciava passava por problemas, sendo então comprada por outras companhias.

Tempos modernos

Ao longo dos anos a CTB passou por diversos donos, até que hoje, em 2019, pertence a cinco empresas: Telefônica, CTBC, Embratel, Sercomtel e Oi, responsáveis pela manutenção dos telefones de uso público.

Destas cinco empresas, a Oi é a única que possui um plano pré-pago para ligações em orelhões.

Com o rápido desenvolvimento tecnológico acerca do âmbito da comunicação, os orelhões experienciaram uma grande perda de público.

Só em 2018, foram desativados 56% do número total de orelhões no país um impressionante número de 482.522 aparelhos.

Apesar da baixa procura, dificuldade de acesso e falta de necessidade dos mesmos, ainda é possível encontrá-los pelas cidades, com seu design atemporal e icônico.

Porquê, onde e como devemos usá-los?

Por que

Os orelhões são peça chave quando o assunto é emergência. Em casos de assalto, perda, sem bateria ou créditos no celular, os orelhões são a solução indicada para resolver a situação. Seu baixo custo e procura fazem com que as linhas estejam sempre livres, facilitando a comunicação com terceiros.
Os orelhões servem para qualquer tipo de emergência. Um exemplo disso, é que em casos de desastres naturais nos EUA, os telefones públicos são as vias mais seguras e rápidas de comunicação.

Onde?

É comum encontrá-los em locais movimentados, como metrôs, aeroportos, rodoviárias e terminais. Porém, também é possível encontrá-los espalhados pelos centros das cidades e locais frequentados por turistas, como museus, teatros e shoppings. Para facilitar o uso e localização dos orelhões, a Anatel possui um mapa contendo a localização e o status dos aparelhos. É possível verificar dados como, o número, a operadora e endereço do orelhão.

Como?

É possível executar chamadas através de um orelhão de quatro formas: a cobrar local ou para outras cidades, chamadas pré-pagas locais, ou chamadas pré-pagas internacionais.

Para executar chamadas locais a cobrar, é necessário inserir o código “9090” + o número desejado.

Para chamadas a cobrar a distância é necessário inserir o código “9090” + o código da cidade + o número desejado.

Para chamadas pré-pagas, se faz necessário adquirir cartões pré-pagos para executar ligações. É possível encontrá-los em postos de venda, como bancas de jornal, supermercados, mercearias e drogarias.

Para executá-las insira o cartão e disque o número desejado.

Nos casos de ligações pré-pagas internacionais, é necessário inserir “00” + “31” + código do país + código da cidade + número desejado.

Saiba todos os códigos das operadoras do Brasil neste outro artigo.

A Oi oferece alguns planos relacionados aos orelhões. Veja a seguir:

Plano Oi para orelhões

Das cinco empresas responsáveis pela manutenção dos telefones de uso público, a Oi, possui um pacote de cartões pré-pagos para a execução de ligações. São três tipos de cartão, com preços fixados pela empresa:

20 créditos = R$ 2,50

40 créditos = R$ 5,00

75 créditos = R$ 9,37

Durante a ligação os créditos diminuem e é possível verificar a quantidade restante no painel do telefone. As ligações podem ser feitas para qualquer operadora e o consumo de crédito varia de acordo com a duração da ligação.

A Oi também disponibiliza uma tabela dos postos oficiais de venda dos cartões.

Curiosidades

  • Antes do icônico Chu II, um protótipo chamado Chu I foi desenvolvido. Com dimensões menores, foi apelidado de “orelhinha” e podia ser instalado direto em paredes ou adaptados a diversos suportes.
  • “Orelhão” é o apelido dado a estrutura que cerca o telefone de uso público, pela sua semelhança com as orelhas.
  • Em 1973, seu design tornou-se tão popular, que a Companhia Telefônica Brasileira, exportou 3 aparelhos para Moçambique, na África. O que mais tarde fez com que diversos países africanos adotassem o modelo.
  • Em 1972, Carlos Drummond de Andrade escreveu a crônica “Amenidades da Cidade” em homenagem ao lançamento dos orelhões.
  • Ao serem lançados em 1971, foram apelidados de “Tulipas”, nos casos onde eram instalados em grupos de três, e “Capacete de Astronauta” pela sua estrutura.
  • Em 2016, os orelhões completaram 45 anos.
  • Seu design oval e desenvolvido por Chu Ming foi inspirado nas cascas de ovo, já que, segundo a artista “é a melhor forma acústica”.
  • Em 2012, a exposição a céu aberto “Call Parade”, organizada pela Vivo, homenageou o Orelhão e sua criadora, ao expor na cidade de São Paulo, cem orelhões customizados por artistas e designers renomados.
  • Também em São Paulo, o Orelhão fez parte da exposição “Ícones do Design”, no Museu da Casa Brasileira.
  • O Orelhão integrou a exposição “Tão longe, tão perto”, organizada pela Fundação Telefónica, no Museu de Arte Brasileira da Faap.
  • Nos anos 1990, com a popularidade dos orelhões, era muito comum fazer coleções dos cartões telefônicos, que possuíam diversas estampas e desenhos.
  • As estampas variam: Desde animais típicos do Brasil, a monumentos históricos, passando por desenhos.
  • As coleções ainda existem, e alguns dos cartões chegam a custar R$2.000.
  • Para unificar a história do orelhão no Brasil, foi criado um site com todas as informações do aparelho, desde de sua concepção, até os tempos de hoje. É possível acessar a arte conceitual e como os mesmos foram idealizados.

Lembre-se de usá-los

Apesar do uso de celulares, e outras ferramentas de comunicação, o orelhão ainda é uma forma válida de comunicação, além de viável para solução de problemas e emergências. Seu custo-benefício é inegável e por isso deve ser lembrado como uma peça-chave para o cenário brasileiro.

E fica aqui a dica: Sempre carregue um cartão telefônico com você! Nunca se sabe quando será necessário usá-lo 🙂

Veja outras dicas e curiosidades sobre o mundo da telefonia no nosso blog.

Melhores planos de telefone fixo: veja um comparativo

O uso do telefone fixo no Brasil parece estar com os dias contados quando olhamos exclusivamente para o crescimento da telefonia móvel, principalmente em grandes centros urbanos. Mas os dados mostram que muitas casas ainda têm acesso à serviços de telefonia fixa. De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em agosto de 2019 foram registrados mais de 35 milhões de planos de telefone contratados.

Esse número vem, de fato, em queda constante desde 2014. Além disso, representa uma baixa de 8,22% em relação ao mesmo período de 2018. No entanto, isso não significa que as operadoras tenham desistido do mercado, que representa uma alternativa principalmente para locais em que o sinal para celulares ainda é insuficiente.

O market share da telefonia fixa no Brasil, conforme levantamento de agosto de 2019 da Teleco, aponta a Vivo na liderança com 32,6%, seguida da Oi (31,1%), Claro (28,6%), Algar (3,5%), TIM (2,9%) e Copel (0,7%). Abaixo você confere alguns dos melhores planos de telefone fixo que estão atualmente no mercado. Vale destacar que os preços mencionados são referentes a setembro de 2019 e podem variar de acordo com cada região.

TIM

Assim como em seus planos de telefone móvel, a TIM oferece modelos pré-pago, pós-pago e controle entre os pacotes de telefonia fixa. Confira abaixo todas as opções:

TIM Pós-pago

TIM fixo rural (R$ 42,90 por mês) – 100 minutos locais, sendo 50 para telefones fixos e mais 50 para telefones móveis.

Fixo local total plus (R$ 39,90 por mês) – Ligações locais ilimitadas. Além disso, uma série de serviços inclusos: TIM Portal Conteúdo Silver (3 canais de conteúdo à escolha), siga-me, identificador de chamadas, caixa postal e conferências.

Brasil total plus (R$ 49,90 por mês) – Ligações ilimitadas para o Brasil inteiro. Serviços inclusos: TIM Portal Conteúdo Gold (4 canais de conteúdo à escolha), siga-me, identificador de chamadas, caixa postal e conferências.

LDI total plus (R$ 59,90 por mês) – Alternativa interessante para quem precisa manter contato com pessoas no exterior. Neste pacote a operadora oferece ligações ilimitadas para todo o Brasil e mais 150 minutos de chamadas LDI (Longa Distância Internacional). Também conta serviços inclusos: TIM Portal Conteúdo Premium (4 canais de conteúdo à escolha), siga-me, identificador de chamadas, caixa postal e conferências.

Tim fixo pré-pago e controle

No entanto, se você não pretende utilizar seu telefone com tanta frequência talvez o TIM fixo pré seja uma opção mais interessante. Com o plano pré-pego você paga apenas pelos minutos que falar, sem necessidade de assinatura ou de habilitação. São cobrados R$ 0,35 por minuto.

Utilizando a versão mais barata do pós-pago por exemplo (R$ 39,90 com ligações locais ilimitadas) você poderia falar até 114 minutos para pagar menos. Ou seja, o uso dessa modalidade só compensa para quem pretende falar até no máximo 1 hora e 54 minutos. Além disso, são permitidas apenas chamadas de TIM para TIM no plano pré-pago.

Por fim, a operadora ainda oferece a opção TIM controle. Com ela você fala com TIM móvel e outros fixos pagando apenas o primeiro minuto da chamada. Você paga o valor fixo mensal de R$ 33,26 que é revertido em créditos para utilizar nas ligações.

Conforme você fizer as ligações, uma tarifa é cobrada referente ao minuto inicial da sua chamada. Além disso, o plano conta com dois serviços inclusos: chamada em espera e caixa postal.

Serviços inclusos e adicionais

Chamada a cobrar – Por R$ 5,07 adicionais você contrata o serviço de bloqueio para não receber nenhuma chamada a cobrar. Pode ser adquirido em todos os planos.

Bloqueio de longa distância – Também é um serviço adicional que pode ser contratado para todos os planos. Por R$ 16,90 você deixa de receber ligações de longa distância tanto nacionais quanto internacionais.

Identificador de chamadas – Saiba o número de quem está te ligando.

Siga-me – É uma boa opção para momentos em que não estiver em casa. Com este serviço você pode encaminhar sem nenhum custo as chamadas que receber no fixo diretamente para o seu celular.

TIM Portal Conteúdo – Cada pacote dá direito a um número de canais disponíveis no portal de conteúdo da operadora. Você pode escolher entre canais de notícias esportivas, dicas de relacionamento, piadas, cuidados com maternidade, entre outros.

Veja aqui as ofertas atualizadas na nossa seção de planos de telefonia fixa da TIM.

comparador telefone fixo

Claro

A Claro também oferece um plano destinado a moradores de áreas rurais. Com tecnologia via cabo ou satélite, a operadora tem quatro opções de telefone fixo para seus clientes:

Claro fone rural (R$ 42,89 por mês) – Garante 100 minutos em ligações locais.

Brasil 21 (R$ 20,00 por mês) – Chamadas locais ilimitadas, assim como discagem direta a distância para fixos de qualquer operadora. Além disso, 1000 minutos para ligações nacionais com celulares que também são Claro. Serviços inclusos: Identificador de chamadas, siga-me, chamadas em espera, conferência a três e bloqueio de ligações.

Brasil total 21 (R$ 40,00 por mês) – Chamadas ilimitadas para fixos e celulares de todo o Brasil, de qualquer operadora, usando o código 21. Inclui mesmos serviços do plano Brasil 21.

Mundo total 21 (R$ 60,00 por mês) – A opção internacional da Claro inclui chamadas ilimitadas para fixos e celulares de todo o Brasil, de qualquer operadora, usando o código 21. Além disso, a opção é ideal para manter contato com 35 países aos quais a Claro também garante ligações ilimitadas. São eles:

Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Bolívia, Canadá, Chile, Cingapura, China, Coreia do Sul, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos (incluindo Havaí e Alasca), França, Grécia, Holanda, Hungria, Hong Kong, Irlanda, Itália, Israel, Japão, México, Noruega, Nova Zelândia, Porto Rico, Portugal (incluindo Açores e Madeira), Peru, Polônia, Reino Unido, República Tcheca, Suécia, Suíça e Venezuela.

O mundo total 21 também tem incluso no pacote os mesmos serviços dos planos anteriores.

Serviços inclusos

Chamadas em espera – Atenda outra chamada sem precisar encerrar a chamada atual. Também é possível alternar entre as duas.

Conferência a três – Em toda ligação é possível adicionar uma terceira pessoa à conversa.

Siga-me – Quando sua linha estiver ocupada ou depois de 20 segundos sem atendê-la é possível configurar o “siga-me”, transferindo para outro telefone as chamadas recebidas em seu número.

Identificador de chamadas – Saiba o número de quem está te ligando.

Clique aqui para ver as ofertas atualizadas na nossa seção de telefonia fixa da Claro.

Vivo

Escolher entre os planos de telefone fixo da Vivo pode ser uma tarefa um pouco mais simples. Isso porque a operadora oferece apenas duas opções: ilimitado local e ilimitado para todo o Brasil. Veja:

Vivo fixo ilimitado local (R$ 20,00 por mês) – Ligações livres para fixo e celulares da Vivo no mesmo município. Serviços inclusos: secretária eletrônica, siga-me, identificador de chamadas e atendimento simultâneo

Vivo fixo ilimitado Brasil (R$ 40,00 por mês) – Ligações ilimitadas tanto para fixo quanto para celulares de todas as operadoras do Brasil, utilizando o código 15 para ligações DDD. Além disso, discando o 15 você também economiza em ligações internacionais.

Serviços inclusos

Secretaria eletrônica (Siga-me) – Registre recados e chamadas não atendidas em seu telefone residencial. Ou, então, se quiser atender fora de casa basta cadastrar outro número de telefone fixo ou ainda um celular para que as ligações sejam redirecionadas.

Identificador de chamadas – Saiba o número de quem está te ligando.

Atendimento simultâneo de chamadas – Com o serviço você fale com duas pessoas ao mesmo tempo e na mesma linha ou alternando entre as conversa conversas apertando a tecla flash.

Detalhes da conta – Por meio do app Meu Vivo Fixo você confere sua segunda via da fatura e todo o detalhamento do seu uso do telefone, como data, horário, número e duração de suas ligações. A plataforma é uma ótima ferramenta de gerenciamento e está disponível para download tanto na Google Play Store quanto na App Store.

Seguro de proteção – A operadora oferece ainda um seguro contra imprevistos como roubo e incêndio. Clientes da Vivo Fixo têm direito a um seguro da “Seguros de Proteção Mapfre”.

Confira aqui a seção de ofertas atualizadas com planos de telefone fixo da Vivo.

Oi

Por fim, a Oi aposta em um único pacote: o Oi Fixo. Por R$ 69,90 mensais você contrata o plano da operadora que conta com chamadas ilimitadas para telefones móveis e fixos de todo o Brasil e todas as operadoras. Com o pacote único da empresa você garante, assim como nas empresas anteriores, alguns serviços “extra”. São eles: chamadas em espera, ligação de orelhão da Oi, identificador de chamadas e suporte técnico virtual 24h.

Serviços inclusos

Chamadas em espera – Mantenha na linha simultaneamente ligações de até duas pessoas.

Identificador de chamadas – Saiba o número de quem está te ligando.

Ligação de orelhão – Clientes do plano fixo têm direito a ligações locais utilizando o orelhão da Oi para outro telefone fixo da Oi. Discando 9090 e o número do telefone associado ao plano a chamada é gratuita tanto para quem faz quanto para quem recebe.

Técnico Virtual – A operadora oferece ainda o aplicativo Técnico Virtual, por onde é possível resolver problemas com a linha de telefone. Além disso, a plataforma serve como suporte para clientes com pacote de internet da Oi. O Técnico Virtual resolve pequenos problemas de sinal e realiza verificações automáticas que analisam as configurações de rede em busca de falhas, bloqueios e reparos abertos na região. O app está disponível para Android e iOS.

Veja aqui a seção de ofertas com os pacotes de telefone fixo da Oi.

Agora que você conhece os melhores planos de telefone fixo, que tal dar uma olhada em nosso artigo com dicas dos melhores planos para celular? No blog do Compara Plano você encontra conteúdo todo dia sobre tecnologia, direito do consumidor, internet, planos e pacotes das operadoras, entre outros. Fique de olho!

Quais os melhores celulares com a tela grande em 2019

É senso comum que os celulares nos acompanham durante a rotina do dia a dia. Não importa aonde vamos, ele está sempre lá, perambulando entre o bolso e a mão, repetidamente. Consequentemente, estamos cada vez mais delegando a ele as funções que, anteriormente, cabiam a diversos objetos, como câmera, rádio, agenda, álbum. Porque passamos o dia olhando para a sua tela, estamos cada vez mais buscando celulares com a tela grande em 2019, para dar conforto ao permanente olhar para ela.

Por isso, se você está pensando em trocar de aparelho e busca informações sobre os melhores celulares com a tela grande em 2019, vai descobrir tudo o que precisa saber antes de tomar uma decisão. Pois, nós do Compara Plano vamos te ajudar!

Celulares com a tela grande

Os celulares com tela cada vez maior se tornaram uma tendência. As polegadas a cada lançamento alcançam valores maiores, e parece que o sentido contrário não está perto de ser tomado pelas gigantes da tecnologia. Isso acontece por causa do nosso constante manuseio do aparelho, o qual, basicamente, anda servindo de meio para quase todos os nossos fins diários.

Quando escutamos música, é pela tela do celular que a escolhemos. Ao agendar um encontro, é bastante possível que o incluamos num aplicativo de calendário. Do mesmo modo, em vez de passar na casa de alguém para contar um fato ocorrido na noite anterior, é pela tela do celular que a rede social nos proporciona esse canal. E, enquanto escutamos música pensando no encontro agendado, compramos uma roupa nova pelo app da loja favorita, pra fazer bonito na hora H. E, claro, igualmente pelo celular!

Há, até mesmo, aqueles ainda mais conectados, que conseguem ver séries ou ler livros por meio do fiel companheiro. A bem da verdade, esse movimento não é de espantar, tamanhas tecnologia e grandeza das telas. Os celulares já ultrapassaram, por exemplo, as polegadas dos E-readers mais comuns do mercado, 6″, e se aproximam das polegadas dos tablets mais versáteis, 7″.

Por isso, se você está aqui, é porque está a fim de descobrir um pouco mais sobre o que o mercado tem de melhor no momento nesse quesito. Abaixo, vamos te mostrar os melhores celulares com tela grande em 2019, entre modelos de entrada, intermediários e, logicamente, os tops de linha, pois é nesse segmento que a coisa fica realmente interessante. Porém, faremos a ordem inversa, pois o que é mais interessante tem prioridade.

iPhone XS Max

Se você é fã da Apple, esse telefone pode ser um forte concorrente a andar no seu bolso daqui a uns tempos. O XS Max não é só um dos melhores telefones com tela grande em 2019, mas um dos melhores telefones no quadro geral, independentemente da tela.

A marca da maçã nunca economizou esforços para ser uma marca conceito, diferenciada. Então, apresentou esse ano um telefone com tela OLED de 6,5″. Se você não dimensiona bem esse tamanho, nós traduzimos: é muito grande! E se você não sabe o que significa OLED, nós também traduzimos: economia maior e contraste mais intenso. Além disso, esse telefone é literalmente um dos mais potentes do mercado mundial. Com processador Apple A12 e 4GB de memória RAM, ele deixa qualquer usuário, mesmo o mais crítico, hipnotizado.

Porém, se você pensa que esse é seu próximo celular, saiba que você precisa fazer um dos maiores investimentos do mercado: algo em torno de R$6.000 na sua versão mais básica.

Samsung Galaxy S10 Plus

Uma lista dos melhores telefones com tela grande em 2019 não poderia deixar de contar com o Galaxy S10 Plus. A Samsung, uma das gigantes de tecnologia mundial, tem no seu top de linha um dos telefones mais conceituados do momento. Na linha S10 Plus, temos a tela AMOLED dinâmica, com 6,4 polegadas.

A tecnologia AMOLED é considerada a que melhor entrega cores e contraste ao display do telefone. Ou seja, a melhor experiência visual é obtida pelo usuário de um S10 Plus. Além disso, o telefone conta com um display Infinite-O , que é aquela curvinha da borda do aparelho que segue com o display ativo, dando a sensação de que a tela não acaba.

Com relação ao desempenho, estamos falando de um supercelular com até 12GB de RAM e até 1TB de armazenamento. É basicamente um notebook ocupando o espaço de um celular. Essas são razões claras pelas quais o aparelho custa, aproximadamente, R$4.950, na sua versão mais básica.

Huawei P30 Pro

Apesar de parecer não tão badalada quanto Apple e Samsung, a Huawei vem conquistando cada vez mais seu espaço no mercado mundial de tecnologia. Em duelos de gigantes, já mostramos como a empresa detém, até o momento, o título de melhor câmera de celular em 2019. Aqui, apresentamos o Huawei P30 Pro, com a maior tela de um telefone com Android.

Com 6,47″ de tela OLED Full HD+, o P30 tem potencial para competir com concorrentes de respeito. Além da tela enorme, o aparelho conta com 8GB de RAM e 256GB de armazenamento. Além de ter um processamento rápido, conta com excelentes câmeras e uma bateria de 4.200 mAh, uma vantagem em relação ao S10+. E, é claro, nem precisamos falar do charmoso leitor de digitais sob a tela.

Sobre o preço? Ele fica numa média equilibrada quando falamos sobre tops de linha: aproximadamente R$4.200. Há muita gente que, mesmo o vendo figurar na lista dos melhores celulares com tela grande em 2019, desconfia da marca, por desconhecimento. E você? Caso você tenha interesse em saber um pouquinho mais sobre a marca, pode conferir tudo sobre ela aqui.

Samsung Galaxy A30 com tela ‘gigante’

Quando falamos sobre os melhores celulares com tela grande em 2019, não precisamos necessariamente falar sobre os aparelhos top de linha. O Samsung Galaxy A30 é um exemplo desse caso.

Figurando na linha de entrada da Galaxy, o telefone conta com nada menos do que 6,4″ de tela AMOLED. Apesar de a tela ter uma das melhores tecnologias, ela se limita a Full HD+, o que já está de bom tamanho, tendo em conta seu preço. Com 4GB de RAM e 64GB de armazenamento, pode alcançar 512GB por meio de cartão SD, além de ter leitor de digitais.

Para contar com um, você precisa desembolsar, aproximadamente, R$1.000, o que é excelente na relação custo-benefício do produto.

Samsung Galaxy M30: melhor celular com tela grande em 2019 para quem quer gastar pouco

Esse telefone nunca figura nas listas dos melhores telefones com tela grande de 2019, o que é um erro cruel de quem as produz. Isso, pois o Galaxy M30 é um achado menosprezado da gigante Samsung.

Ele tem uma história curiosa! Fabricado na Índia para o público jovem, geralmente não é encontrado em lojas físicas. Como esse perfil de usuário vive conectado, a Samsung deu a ele uma bateria de 5.000 mAh, o que significa muita bateria para a permanente conectividade do mundo atual. Com 4GB de RAM e 64GB de armazenamento, expansíveis até 512GB por SD, conta com uma tela de 6,4″ de AMOLED.

Levando em consideração que você precisa desembolsar cerca de R$900 por esse telefone atualmente, nos segmentos intermediários ele é um forte concorrente a ser o seu próximo celular.

Moto G7 Power

O Moto G7 Power é outro que conta com bateria de 5.000 mAh, raridade em telefones atuais. Com tela de 6.2″, tem memória RAM de até 4GB e de armazenamento de até 64GB, expansíveis até 512GB. Ele conta, além disso, com aquele leitor de digitais na traseira, comum em alguns modelos atuais, além de reconhecimento facial 2D.

Considerado um modelo de entrada, por ser adquirido por cerca de R$850, o que o torna o mais barato da nossa lista.

iPhone 11 Pro: melhor celular com tela grande em 2019?

É preciso lembrar que esse superlançamento ainda não chegou ao mercado, mas já é anunciado nas páginas da Apple, e sua disponibilidade está próxima. Se você pretende adquirir um telefone dentre os modelos principais, os mais elaborados, saiba que o modelo iPhone 11 Pro vai chegar também com uma versão de 6,5″. Não é preciso descrever o que esperar dele, pois, como você já deve imaginar, ele vai ser uma máquina de muita potência. Muita mesmo!

Se você está pesquisando pois pretende adquirir um novo telefone celular, esperamos ter ajudado. Veja aqui no blog também quais os melhores celulares até R$ 1.000 e os melhores até R$ 2.000.

Chiado na chamada? Veja como resolver

O celular não tem uma vida muito longa e às vezes surgem problemas fáceis de serem evitados, como por exemplo o chiado na chamada. 

O chiado na chamada pode acontecer por vários motivos, entre eles estão problemas físicos no aparelho celular, no cabeamento telefônico e interferências. Além desses, a causa do problema pode ser falha no sinal de internet. 

Para melhorar a atividade do seu celular, você pode seguir alguns passos, constatando, primeiramente, se o problema é externo ao celular. 

Para isso, basta fazer um teste de conexão de internet. Existem sites específicos para isso. O nosso blog Compara Plano publicou, recentemente, um artigo sobre esse assunto. Confira as 7 dicas para resolver a internet lenta.

Confira a seguir como resolver o problema de chiado na chamada.

Leia tambémQuais são os melhores planos de celular?

Chiado na chamada pode ser problema no sinal de internet

Ter problemas com o sinal de nosso celular é algo comum. Muitos deles ocorrem por estamos em zonas de péssimo sinal de internet. Por exemplo, quando entramos em um túnel, quando as paredes da casa impedem a passagem de sinal, dentre outros. Esses problemas acabam se tornando persistentes e atrapalhando as atividades diárias.

Embora um problema que atrapalha os usuários de internet, resolver esse problema acaba sendo algo fácil. Com as quedas e falhas na internet em uma ligação acabamos percebendo o chiado na chamada. Para evitar essa falha, podemos usar  dois tipos de resoluções. Vamos a elas?

Não é preciso resolver o chiado na chamada com uso de aplicativos, softwares ou tutoriais. Basta seguir as dicas a seguir:

1- Atenção para os pontos cegos

Verifique os pontos cegos em torno do lugar que você está tentando acessar sua conexão. Por vezes, não são apenas os prédios ao redor do estabelecimento em que você está que atrapalham a conexão. Muitas vezes, a culpa de um baixo sinal de internet são as áreas de sombra. Essas áreas de sombra da antena mais próxima de sua operadora acabam criando zonas sem qualquer recepção de sinal dentro de seu estabelecimento. 

Então, para melhorar as suas ligações pelo celular, basta pegar seu aparelho e fazer um teste em cada ponto da sua casa. Assim, você verifica onde estão os pontos desprovidos de sinal. É possível também usar alguns tipos de aplicativos de teste de sinal. Ao fazer esse teste, você pode fazer sua ligação no lugar que proporcione menos chiado na chamada. 

2- O uso do Bluetooth

Você fez o teste anterior? Descobriu os pontos cegos (áreas de sombra) da sua casa, mas ainda assim não obteve sucesso? Algumas áreas com sinal podem ser em lugares improváveis, altos e você não vai querer ficar pendurado para poder fazer uma ligação. Por isso, deixe seu aparelho nesses lugares improváveis e utilize um dispositivo bluetooth (fone de ouvido, por exemplo) para ouvir músicas e atender ligações.

E, quando esses dispositivos causarem interferência?

Quem escuta rádio ou já fez uma ligação e passou na frente de auto-falante no computador ou de um auto-falante móvel sabe que isso causa interferência. Ao deixar seu celular próximo desses tipos de dispositivos é possível ocorrer chiados. Caso queira fazer uma ligação e não deseje ter chiado na chamada é melhor fazê-la longe desses aparelhos. 

Mas, por que acontecem esses chiados? A interferência acontece porque os celulares são tipos de dispositivos de rádio e também transmitem sinais de frequência. Ao aproximá-los de TVs ou rádios, por exemplo, podem ocorrer interferências de transmissão. Esse tipo de interferência causa um péssimo sinal de transmissão do sinal da chamada, ocasionando o que já sabemos: o chiado na chamada.

Assim,  os celulares se transformam em um transmissor local que opera na faixa de frequência FM, bem utilizada pelas rádios. Com isso, ao enviar os dados de sinal para a telefonia, acaba colocando sinal por cima do transmitido pela rádio, fazendo aquele sinal de ruído que tanto incomoda.

Leia também: Os 10 melhores celulares até R$ 1.500: baixe grátis o e-book

Como resolver a interferência

Se você verificou que o problema é a proximidade com alguma outra rede de transmissão de sinal, procure um outro ambiente para fazer sua chamada telefônica.

Além disso, veja se o problema ocorre apenas em chamadas via WhatsApp. Para tirar a limpo, faça uma ligação convencional e veja se o áudio da ligação continua grave ou falhando.

Se depois de fazer esses dois passos você não obteve melhora, siga as dicas abaixo:

1 – Primeiro desinstale qualquer aplicativo, que talvez esteja interferindo no áudio da chamada. Veja os últimos instalados.

2 – Desligue o seu celular;

3 – Agora, veja se microfone do seu celular está sujo. Para isso, utilize uma agulha ou alfinete e limpe o furinho do microfone;

4 –  Pronto. Agora ligue novamente o seu aparelho celular. Conecte o fone de ouvido e retire. Faça isso repetidas vezes;

5 – Bom, feito isso, realize uma chamada de teste e ajuste o volume do aparelho durante a ligação. 

Além disso, verifique a estabilidade de som fica em uma chamada convencional, usando o gravador de voz do celular. Você pode também testar o áudio de músicas para saber se o problema é no aparelho ou na conexão de internet. 

Para saber se o problema é na sua internet teste chamadas em lugares com wi-fi diferente do seu. Pode ser na casa de um amigo ou na faculdade. 

Se mesmo assim continuar o chiado na chamada, veja, por fim, se o problema está com o roteador de internet e agende uma visita técnica com sua operadora. 

Outras dicas importantes

Se após todas essas etapas você ainda não tiver certeza sobre a origem do problema, comece a testar os  aplicativos antes de chamar um técnico. Faça backup do seu WhatsAppp, desinstale o aplicativo, reinicie o celular e reinstale o app para testar as chamadas. 

Se mesmo assim não melhorar, você pode restaurar o celular para o padrão de fábrica. Antes disso, faça backup de todos os seus dados do aparelho, veja neste artigo como fazer isso.

Porém, antes de realizar tudo sozinho, você pode também buscar uma assistência técnica e de confiança. Assim, terá um melhor esclarecimento dos problemas que vêm ocorrendo em seu aparelho. 

Gostou do nosso artigo? Acompanhe o blog Compara Plano. Diariamente publicamos artigos com novidades sobre o mundo da tecnologia.

Telefone fixo para empresas: escolha o melhor

fixo para empresas

Escolher o plano certo para o telefone fixo para empresas é muito importante. Apesar da crescente onda de desativação de números no Brasil, os telefones fixos ainda estão presentes em 35,45 milhões de domicílios. Segundo a Anatel, houve uma redução de 7,4% no total de linhas ativas no país. Isto, contudo, não diminui a importância de adquirir uma linha que se adeque ao que a sua empresa precisa.

Mais dinâmicos e com vantagens específicas, os serviços voltados para o uso corporativo apresentam diferenças significativas quando comparados aos planos residenciais. Que tal conhecer algumas delas?

Leia também: Descubra os melhores planos de celular para empresas

Telefone fixo para empresas ainda vale a pena?

Se você ainda tem o costume de falar muito ao telefone, este já é um bom motivo para adquirir uma linha fixa. Em primeiro lugar, há tarifas menores do que os planos de telefonia celular. Além disso, há uma série de vantagens que podem ser oferecidas pelas companhias telefônicas justamente pela baixa de procura.

Normalmente, as linhas acabam vinculadas aos combos que incluem televisão e internet. Com isso, você pode acabar descolando um desconto interessante na adesão dos serviços. Além disso, os telefones fixos costumam ser mais baratos que smartphones e aparelhos celulares em geral, já que não ficam ultrapassados tão rápido.

Mas não há só vantagens financeiras. Exceto nas versões sem fio, os telefones fixos não dependem de bateria para funcionar. Eles também costumam ser mais estáveis do que as linhas móveis, já que não há problemas de sinal ou problemas de instabilidade.

Em uma emergência, é muito mais provável que os telefones fixos continuem funcionando do que os celulares. Além disso, a clareza da ligação costuma ser maior. E estes são só alguns dos motivos pelos quais a maioria das empresas ainda conta com telefone fixo.

As vantagens dos planos fixos para empresas

A primeira vantagem dos planos empresariais para telefones fixos é a questão econômica. Diferente das linhas residenciais, que custam mais conforme o número de minutos adquiridos aumenta, aquelas voltadas para negócios são desenvolvidas para a utilização frequente. Logo, seu custo-benefício é menor. Além disso, os planos costumam permitir que a empresa faça sua comunicação interna sem custos extras.

Normalmente, as ligações feitas entre si não custam nada. E ainda é possível incluir os números móveis corporativos ou mais linhas na jogada.

Outro benefício oferecido são as ligações gratuitas dos clientes. As chamadas “linhas 0800” são oferecidas em alguns dos planos de telefonia, permitindo que a sua clientela se comunique com a sua empresa sem gastar um centavo.

Os planos de telefone fixo para empresas ainda oferecem serviços sem custo adicional, como identificadores de chamada e assistência técnica personalizada. Diferente do que pode acontecer em alguns dos planos residenciais, não há fila de espera no atendimento de problemas. Com serviços diferenciados e prazos de resolução cursos, o atendimento é voltado para garantir que o cliente não perca nada importante.

comparador telefone fixo

Quais os planos de telefone fixo para empresas disponíveis?

Atualmente, há quatro grandes operadoras no Brasil que dominam o mercado da telefonia fixa. De acordo com a Anatel, o maior número de linhas fixas ativas no Brasil pertence à Vivo (11,63 milhões). Isto representa 32,08% do total disponível. Em seguida, aparece a Oi com 11,10 milhões (31,31%). Em terceiro lugar está a Claro, com 10,2 milhões (28,06%). E em quarto, está a TIM e seu 1 milhão de linhas (2,83%). Todas as outras prestadoras de serviço, somadas, representam 4,81% (1,70 milhões).

Neste artigo, você encontrará informações à respeito dos planos empresariais oferecidos pelas quatro maiores operadoras de telefonia fixa do país.

VIVO

A Vivo oferece dois tipos de planos de telefonia fixa empresarial: ilimitado nacional e ilimitado local.

Ilimitado Local

Ligações: Ilimitadas para telefones fixos e aparelhos celulares da mesma localidade. Ligações para outro DDD ou DDI são cobradas à parte.
Vantagens: Uma única linha de telefone.
Preço: R$45,00/mês no Combo*

Ilimitado Nacional

Ligações: Ilimitadas para telefones fixos e aparelhos celulares de todo o Brasil mediante o uso do prefixo da operadora (15). Ligações DDI são cobradas à parte.
Observações: Uma linha de telefone e Apontador Business (serviço da empresa para acesso ao painel e Facebook Ads, edição completa das informações, respostas e comentários, palavras chaves, categorias de mensagens e a possibilidade de adição de vários telefones Vivo Fixo) inclusos.
Preço: R$50,00/mês no Combo*

A VIVO ainda oferece os serviços extras Vox Digital e Vox IP para contratação à parte, em duas versões: corporativa e avançada.

Vox Digital

Na versão corporativa, o Vox Digital apresenta um canal de comunicação de voz que possibilita ligações internas e externas transformando ramais em linhas telefônicas. O serviço é flexível e se adapta às estruturas e demandas da empresa. Na versão avançada, chamada Vox Digital DDR, há a opção de contratação de pacotes com 10, 15, 20 ou 30 canais.

Vox IP

O Vox IP, por outro lado, oferece na versão corporativa os canais SIP (session initiation protocol) de acordo com as necessidades da empresa. Isto permite que você interligue seu sistema de PABX com a Vivo, adquirindo benefícios como economia, controle de conta e maior abrangência.

Na versão avançada, o serviço integra o PABX (troca automática de ramais privados) da empresa à rede da Vivo e oferece maior qualidade nas ligações. Além disso, ainda é possível adquirir maior velocidade e segurança para serviços como e-commerce, webmail e acesso à Cloud. Há a opção de até 6 IPs fixos.

OI

A Oi oferece um único tipo de telefonia fixa, com serviços de contratação adicional.

Plano Fixo

Ligações: Ilimitadas locais e DDD para telefones fixos e celulares para todas as operadoras atuantes no país mediante o uso do prefixo da operadora (14 ou 31).
Observações: Há taxa de adesão (12x de R$20,00 parcelados na conta), multa rescisória por cancelamento e prazo de instalação (7 dias a partir da aprovação do pedido).
Preço: R$69,90/mês.

Os serviços adicionais oferecidos incluem identificador de chamadas, chamada em espera, digitronco (até 30 ligações simultâneas em um mesmo cabo telefônico) e busca automática por outro número quando um estiver ocupado. Os custos de contratação são à parte.

CLARO

A Claro oferece um único tipo de telefonia fixa, com serviços de contratação adicional.

Claro Fixo Empresas

Ligações: Ilimitadas para telefones fixos e aparelhos celulares de todo o Brasil mediante o uso do prefixo da operadora (21).
Observações: Não informadas.
Preço: Não informado.

Os serviços adicionais oferecidos incluem um gestor online (gerenciamento de celulares à distância), uso da linha e de dados móveis fora do país, rede de wi-fi e proteção digital para os dispositivos da empresa. Os custos de contratação são à parte.

TIM

A Tim oferece dois tipos de planos de telefonia fixa empresarial: um para pequenas e médias e outro para grandes empresas.

Tim Office (Pequenas e Médias Empresas)

Ligações: Ilimitadas para telefones fixos e aparelhos celulares de todo o Brasil mediante o uso do prefixo da operadora (41). Chamadas para telefones móveis TIM fora da estrutura ou números móveis de outras operadoras não estão inclusas. Ligações DDD e DDI são cobradas à parte.
Observações: Sem instalação (basta colocar o chip no aparelho), possibilidade de portabilidade (os números fixos continuam os mesmos) e área de uso (cadastro pode ser feito diretamente pelo número *333).
Preço: R$49,90/mês

Tim Fixo Voz Grandes Corporações (Grandes Empresas)

Ligações: Locais e de longa distância.
Observações: Inclusas ligações gratuitas (0800) e número único, virtual PBX (troca de ramais privados).
Preço: Não informado.

Se interessou por algum? Agora é só entrar em contato com a operadora e fechar o negócio.

Confira 4 aplicativos para bloqueio de chamadas

bloqueio de chamadas

Não há nada mais irritante do que receber ligações de telemarketing 24 horas por dia e, principalmente, em horários indesejados. Cada vez as ligações de spam têm se tornado mais frequentes para os usuários de celular. Quanto mais você bloqueia esse tipo de ação, as empresas ou grupos de golpes ligam de novos números ou modificam apenas o DDD. Continue lendo “Confira 4 aplicativos para bloqueio de chamadas”