Whale: descubra o novo app para criar memes

No final de 2019, o Facebook lançou discretamente um aplicativo de criação de memes. O app Whale foi lançado “em segredo” no Canadá, ou seja, sem nenhum tipo de divulgação. Por enquanto, está disponível apenas na Apple Store do Canadá.

Lá, sua listagem oficial diz que o Whale é um “meme creator” que pode ser usado para editar fotos próprias ou imagens de uma biblioteca de fotos. O usuário tem a possibilidade de compartilhar suas criações em outras redes sociais, como Instagram e Messenger.

A proposta do Whale é oferecer uma maneira fácil de sobrepor efeitos diferentes sobre textos e fotos. Ele traz uma série de ferramentas para que o usuário possa desenvolver seus próprios memes com muita criatividade, utilizando fotos feitas na hora com o celular, imagens do rolo da câmera ou da galeria do programa.

Após escolher a imagem, é possível editá-la, acrescentando textos com frases engraçadas, por exemplo, além de filtros, emojis e uma série de efeitos populares, entre outros recursos. E, ao finalizar a criação, o usuário tem a opção de compartilhá-la no Facebook e também em outras plataformas.

Disponível inicialmente apenas para iOS na App Store do Canadá, o app Whale – Meme Creator ainda não tem previsão de ganhar versão para Android nem de ser lançado em outros países.

Saiba mais: Criação do Facebook: de projeto acadêmico a império mundial 

Como foi desenvolvido o Whale

O Whale foi desenvolvido pela equipe de experimentação de novos produtos do Facebook conhecida como NPE (New Produt Experimentation), que aparece como responsável pelo aplicativo na Apple Store do Canadá. A NPE foi criada no início de 2019 para desenvolver novos aplicativos experimentais para a empresa e suas redes sociais, principalmente Facebook, Instagram e WhatsApp.

Na época, o Facebook afirmou que estava usando um nome de marca separado para permitir que os aplicativos mudem rapidamente ou até que sejam desligados caso a empresa conclua que eles não são úteis para as pessoas. Aplicativos como “Bump” e “Aux”, que também são voltados para pessoas mais jovens, também são creditados à NPE.

Esses aplicativos ainda precisam ganhar força. Um porta-voz do Facebook disse que os aplicativos que o grupo cria visam a ajudar a empresa a encontrar novos recursos e serviços. Logo, estamos diante de uma equipe criada para ousar e trazer novas ideias. Tendo sucesso, esses aplicativos acabam virando funções dentro do Facebook ou do Instagram. Em caso de fracasso, eles simplesmente são abandonados pela empresa.

Por que o Facebook está investindo no Whale?

Por enquanto, todos esses novos aplicativos têm o mesmo objetivo: atingir um público mais jovem do que o normal dentro da plataforma do Facebook. A rede social realmente precisa renovar seus usuários. Isso aconteceu em parte com o Instagram, mas muitos adolescentes ainda usam o Snapchat e agora o TikTok, focado em vídeo.

Aliás, as experiências do Facebook com novos aplicativos chegam em meio à ascensão meteórica do TikTok, especialmente entre os mais jovens. Até o momento, o aplicativo de propriedade da chinesa ByteDance adicionou mais de 500 milhões de usuários em 2019, e está a caminho de ter 1,5 bilhão de usuários no total. É claro que o Facebook não vê isso com bons olhos.

Saiba mais: Tik Tok: o app mais baixado que Facebook e Instagram

Mas o que é um meme?

Caso o aplicativo Whale chegue ao Brasil, ele vai fazer muita gente feliz. Isso porque, para alegrar o dia, nada melhor do que receber um meme ou ser marcado por um amigo em um meme nas redes sociais, não é mesmo? Mas, você já parou para pensar no que é um meme?

De modo bem simples, o meme é um conteúdo que tem capacidade de ser reproduzido e modificado pelas pessoas. O meme nasce com o propósito de ser viralizado, de atingir o maior número de pessoas possível, adaptando-se de acordo com a vontade de quem o compartilha.

De acordo com o relatório “In Meme We Trust”, elaborado pela Consumoteca, estamos cada vez mais cercados por memes. Impulsionados pelos jovens da Geração Z, eles ganharam as ruas e ultrapassaram os limites do humor para representar o que pensamos, sentimos e desejamos expressar.

Em geral, as pessoas tendem a associar meme ao humor e a um formato de conteúdo específico. Afinal, boa parte deles utiliza a ironia e o sarcasmo em doses concentradas e veicula essa mensagem pelo efeito casado entre texto e imagem, estática ou animada.

Mas, o meme não é só uma coisa engraçada ou uma brincadeira: ele carrega muitas mensagens e reflexões sobre temas correntes de relevância para toda a sociedade.

Em sua essência, o meme é uma expressão criativa e intuitiva ao mesmo tempo, uma criação coletiva com vida própria e transmitida com o convívio. É um conteúdo que se ressignifica à medida em que se espalha.

Por que os memes fazem sucesso?

Muito além da junção entre imagem e pouco texto, o meme mostra uma gama de aplicações e usos possíveis que tem sido observada em todo o mundo. Não seria diferente no Brasil, onde somos conhecidos pela inabalável capacidade de rir de nós mesmos.

Em meio à velocidade frenética da vida atual, condensar pensamentos, emoções e discussões num conteúdo facilmente compartilhável tornou-se uma grande potência criativa na comunicação digital. O dia amanhece e provavelmente algum meme já surgiu na tela de alguém: qual é o meme do dia? Qual meme representa você agora? Qual meme será útil numa conversa mais tarde?

Por que Whale pode fazer sucesso?

Ao mesmo tempo, trata-se de uma fábrica sem donos: assim como ninguém se preocupa com a origem de uma piada ou de um ditado popular, pouco importam a origem ou a autoria dos memes, contanto que a mensagem seja imediata e faça sentido para quem a está consumindo e compartilhando.

Sob essa lógica, todo mundo quer um meme para chamar de seu. Por ser uma ferramenta de comunicação extremamente popular, o meme já é considerado a linguagem oficial da internet e, principalmente, dos jovens.

De inspiração para fantasias de carnaval até pesquisas acadêmicas dedicadas a compreender essa linguagem mutante e irrastreável, o meme caiu como uma luva na lógica imediatista, fluída e volátil que passou a conduzir a nossa disputada atenção no mundo atual.

Quais memes fizeram sucesso em 2019

Em dezembro de 2019, o Google divulgou quais foram os termos mais procurados no Brasil durante o ano. Em uma série de assuntos como acontecimentos, esportes, mortes e tecnologia, entre outros, os memes apareceram como um dos que mais bombaram na ferramenta de busca no ano passado. Confira abaixo os 3 memes mais buscados no Google em 2019:

  1. Meme do Riquinho

O meme de maior sucesso do ano no Brasil foi o “Meme do Riquinho”, segundo o Google. Esse viral bombou logo no início de 2019 quando a foto de um personagem com aparência abastada se tornou tema para perguntas fictícias com um teor mais culto. Logo os detetivões descobriram que essa imagem que viralizou foi tirada em 2014 e pertence a Lucky Luciano.

  1. O nome dela é Jenifer

A música do cantor Gabriel Diniz, que faleceu em maio deste ano, estourou nas rádios e também nas redes sociais ainda no início de 2019. O hit conta a história de um cara que conheceu sua ‘crush’ Jenifer no Tinder, fato que fez a narrativa bombar na web e se transformar em uma série de memes.

  1. Caneta Azul

Esse meme é o mais recente da lista divulgada pelo Google. O vídeo em questão trouxe um então anônimo entoando um simples “Caneta Azul, Azul Caneta… Caneta Azul está marcada com minha letra”. O refrão se tornou chiclete e foi o suficiente para aparecer em todas redes sociais.

Saiba mais: App para fazer memes: confira os 5 melhores

Quer saber mais sobre as últimas novidades em tecnologia? Então, não deixe de conferir nosso blog. Dessa forma, você está sempre por dentro das últimas tendências do mercado tecnológico, smartphones, games, internet e muito mais. Além disso, fica bem informado e toma sempre as melhores decisões!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Contrate via chat