Vírus no celular pode ser identificado e removido

vírus no celular

Está enganado quem pensa que vírus é exclusividade dos computadores. Os smartphones, principalmente os que possuem sistema operacional Android, também podem sofrer ataques de programas maliciosos, os chamados Malware. Assim como no PC, um vírus no celular pode fazer estragos e representar uma ameça à segurança, tanto por danificar aplicativos quanto por acessar dados pessoais do usuário.

Neste artigo vamos te ajudar a identificar se o seu celular pode estar infectado e como remover o vírus com o mínimo de prejuízo possível. Além disso, vamos ver formas de prevenir que isso aconteça.

O que é malware e vírus no celular

O termo vírus acompanha praticamente toda a história da computação, por isso é usado de maneira abrangente.

No entanto, hoje em dia, com a evolução desse tipo de software, a nomenclatura mais correta para definir uma ameaça digital é malware, termo em inglês que define um programa malicioso.

Os vírus seguem existindo, claro, mas são apenas um dos formatos de malware. Além deles, há pelo menos outros seis tipos de programas que possuem funções e comportamentos que representam diferentes ameaças.

Sendo assim, malware é o termo mais amplo para definir qualquer programa malicioso, seja de computador ou celular. Já os vírus são softwares que possuem algumas características específicas.

Por exemplo, costumam ser espalhados através de códigos anexados a diversos arquivos que podem ser instalados nos aparelhos.

Outro aspecto dos vírus é que eles dependem da intervenção do usuário para serem reproduzidos. Geralmente através da inicialização do sistema ou de um aplicativo.

Há alguns outros programas maliciosos que agem simplesmente ao terem acesso ao dispositivo, sem ativação.

É importante que o usuário entenda isso para identificar que pode haver algo errado com o seu sistema operacional. Só assim poderá buscar formas de isolar o programa que está causando danos e solucionar os problemas.

Tipos mais comuns de vírus no celular

Em geral há dois tipos de programas maliciosos mais usados para infectar celulares. Um deles são os spywares, softwares espiões, que coletam dados pessoais do usuário para vender a terceiros. O outro tipo são os chamados ransomwares que basicamente sequestram os seus arquivos e exigem um resgate para a recuperação.

Iphone não tem vírus?

É bastante comum escutar alguém dizer que os aparelhos da Apple não são infectados por vírus.

Porém a verdade é que qualquer sistema operacional pode sim ser atingido por um software mal-intencionado.

O que acontece é que a forma mais restrita do sistema operacional iOS acaba aumentando a segurança do usuário.

Um exemplo disso é que os aplicativos para iPhone e iPad só podem ser baixados através da Apple Store, loja oficial da marca. Desta forma, não há riscos de que um App falso seja instalado e contamine o aparelho.

Outros dois fatores também colaboram com a segurança da marca. Primeiro que os aplicativos para iOS são colocados em pastas muito mais restritivas do que os App para Android. Isso faz com que eles não possam acessar demais aplicativos nem invadir o sistema.

A outra medida de segurança importante é o lançamento de atualizações da Apple simultaneamente para todos os dispositivos. No Android, que possui sistema de código aberto, o lançamento atrasado de atualizações que corrigem bugs e vulnerabilidades deixa o sistema mais exposto.

📲A internet do seu celular acaba rápido?

Venha para a TIM e navegue à vontade!

Como saber se há um vírus no celular?

Quando um malware invade um smartphone o sistema operacional começa a apresentar pequenos sinais aos quais você deve dar atenção.

Em geral um celular infectado fica mais lento do que o normal e muitas vezes parece ter vida própria ao desligar-se sozinho ou abrir telas nas quais você não clicou.

Observar esses e outros sintomas irá ajudar você a detectar o problema e solucioná-lo antes de acabar perdendo arquivos ou de ter seus dados pessoais expostos. Fique atento aos sinais abaixo.

Aplicativos desconhecidos

Um dos sinais mais claros de que há algo errado com o seu celular é o surgimento de aplicativos estranhos que você não lembra de ter baixado.

Os Apps falsos são a principal ferramenta dos programas maliciosos. Por isso, se detectar algum aplicativo que pareça suspeito o ideal é desinstalar imediatamente.

Aumento no consumo do telefone e internet

Alguns tipos de malware conseguem acessar o serviço de SMS do telefone e enviar mensagens para sua lista de contatos por conta própria.

Isso pode explicar um consumo excessivo na sua conta ou mesmo dos seus créditos de recarga.

O aumento no consumo de dados móveis também indicam que algum programa pode estar conectado na internet em segundo plano e tentando transmitir informações do seu aparelho.

Maior consumo de bateria

É fato que os smartphones perdem a autonomia de bateria com o uso e o passar do tempo.

No entanto, um aumento anormal no consumo de energia pode significar que há um malware atuando no seu sistema operacional.

Se está com suspeita de que existe um vírus no seu celular, comece a controlar o consumo da bateria porque este pode ser um indicativo.

Anúncios e propagandas

Dentro dos navegadores é comum receber anúncios em pop-up e eles costumam ser inofensivos, ainda que incomodem a navegação.

Porém, se no seu celular estão aparecendo propagandas pop-up mesmo com o navegador fechado, pode ser um anúncio mal-intencionado tentando roubar seus dados.

O importante nesses casos é não clicar em nenhum desses banners antes de solucionar o problema.

Falhas em aplicativos

É normal que alguns aplicativos travem e apresentem falhas ocasionalmente.

Entretanto, pode ser um indicativo de presença de vírus se os erros começarem a ser frequentes e fora de um padrão que você está acostumado a lidar.

Como remover um vírus no celular

A forma mais rápida de remover um programa malicioso do celular é restaurar o aparelho para as suas definições de fábrica.

Ou seja, apagar tudo o que há nele e começar do zero. No entanto, ninguém quer tomar esta atitude radical e correr o risco de não recuperar alguns arquivos.

Além de ter o incômodo de perder todas as configurações usadas anteriormente.

A boa notícia é que é possível tentar algumas medidas antes de partir para o extremo de restaurar o sistema.

Remoção manual do malware e modo de segurança

Esta alternativa de ação irá ajudar você a detectar que há um vírus no aparelho.

O primeiro passo é entrar no modo de segurança do Android. Este modo desativa automaticamente todos os aplicativos que não são nativos do sistema operacional.

Isso impede que eles sejam executados e garante que o programa malicioso instalado no seu aparelho deixe de atuar. Se com o modo de segurança ativo os sintomas percebidos desaparecerem, significa que realmente há um vírus no sistema.

Já havendo suspeita de qual aplicativo é responsável pela presença do malware, mantenha o modo de segurança ativo. Com o vírus neutralizado, o próximo passo é desinstalar o aplicativo.

Feita a limpeza manual, reinicie o sistema e busque indícios de que não há mais sinais do vírus no celular.

Faça uma varredura com um antivírus

O forma mais simples e fácil de executar a remoção de um malware é com um programa antivírus.

Se você ainda não tem um instalado, baixe o programa no seu celular. Na Google Play existe uma vasta lista de opções de aplicativos gratuitos que você pode escolher conforme preferir.

Em seguida faça uma varredura completa no sistema operacional para encontrar e remover o programa malicioso.

❌Chega de ficar sem internet!

Na TIM, você navega à vontade e dispõe de uma série de benefícios exclusivos.

Repita a ação indicada no item anterior e, após reiniciar o aparelho, busque indicativos de que o vírus foi removido e o aparelho voltou a funcionar normalmente.

Mantenha o seu celular protegido

A melhor maneira de estar de vírus no celular é não correr o risco de ter seus arquivos e dados expostos.

Para isso, procure um antivírus que melhor se adapte a sua necessidade e o instale antes que aparece qualquer sinal de que há algo errado com o sistema. A ideia é que o programa de proteção evite que um malware chegue a ser instalado.

Outras duas dicas importantes são manter sempre um backup dos seus arquivos para o caso de ser necessário restaurar o aparelho e procurar medidas de proteção que garantam a sua segurança e privacidade.

Quer saber como remover definitivamente a ameaço de malware no computador? Confira esse guia completo no nosso blog!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *