TV por assinatura em SP: como funciona o alerta de desastre

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) coordena desde setembro de 2019 um programa de notificação de alertas para riscos de desastres naturais por meio das TVs a cabo. Enxurradas, deslizamentos de terra e alagamentos são avisados por meio das operadoras de TV por assinatura em SP, por exemplo. A iniciativa é uma parceria com órgãos vinculados à Defesa Civil, representados pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres, CENAD, do Ministério da Integração Nacional.

O objetivo da medida é complementar e dar auxílio às ações da Defesa Civil na prevenção e redução dos impactos ocasionados por desastres naturais, enviando esses alertas aos cidadãos que estejam nas determinadas localidades de risco e que podem ser atingidos por esses eventos.

O sistema de notificação, além da mensagem via TV por assinatura, também é feito pelos alertas via SMS. Ainda que a coordenação seja da agência e a distribuição através das prestadoras, a Anatel reforça que a responsabilidade acerca dos alertas é dos órgãos de Defesa Civil, que possuem as informações meteorológicas, geológicas e sismológicas.

Neste post você vai entender melhor como funcionam as notificações de alertas de desastres da Anatel. Ao final da publicação você também encontra dicas de planos e pacotes de TV por assinatura em SP e confere um panorama do market share e uma pesquisa de satisfação dos clientes desse segmento.

Leia mais: Qual o melhor plano de TV por assinatura: descubra com o nosso comparador

CONFIRA AS OPÇÕES QUE A SKY OFERECE PARA SUA TV POR ASSINATURA

TV por assinatura em SP: como funciona o alerta de desastres?

O recurso está disponível para consumidores de todo o país que são clientes das empresas Claro/Net, Vivo, Oi, Sky e NossaTV. A mensagem de alerta chega em formato de notificação pop-up (janela sobre a tela) com tempo de 10 segundos.

Para recebê-la não é preciso se cadastrar no serviço, assim como não é possível bloquear o recebimento dos alertas. O layout do pop-up e a opção de fechá-lo podem variar, de acordo com a operadora, com o modelo do equipamento decodificador e também conforme o plano contratado.

Em entrevista à Agência Brasil, o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas, destacou a importância do projeto. “A ampliação dessa iniciativa é muito importante para aumentarmos o alcance dos nossos alertas. Assim, poderemos atingir um grau de resiliência maior. Esse é mais um instrumento para que possamos preservas vidas humanas e minimizar prejuízos econômicos decorrentes de desastres naturais”, disse o coronel.

Leia mais: O que aconteceu com os orelhões?

Alertas via SMS

As notificações de desastres naturais via SMS já funcionam desde 2017. Desde então, de acordo com a Anatel, mais de 6,7 milhões de usuários já cadastraram seus CEPs para receber o alerta através de mensagem de texto da Defesa Civil Nacional.

Segundo a agência, os estado com mais usuários cadastrados são, em ordem, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná.

O serviço está disponível para informações acerca de qualquer localidade do país, sendo necessário apenas o registro do CEP. O serviço por SMS também é gratuito e está disponível para clientes das empresas Claro, Vivo, TIM, Oi, Sercomtel, Algar e Nextel.

Conforme dados divulgados pela Anatel, o projeto de nacionalização do envio de alertas de emergência via SMS foi finalizado em 2017. Ao total, foram disparadas mais de 700 milhões de mensagens de telefonia móvel para todo o País, entre fevereiro de 2017 e agosto de 2019.

Para registrar o serviço, basta o usuário enviar uma mensagem pelo celular para o número 40199, com o CEP do endereço sobre o qual ele deseja ser informado e receber monitoramento. O formato do CEP para cadastramento pode seguir oito dígitos, com ou sem hífen, com ou sem ponto.

Leia mais: Como cancelar SMS de ofertas das operadoras do Brasil

O que deve ser feito ao receber um alerta?

O site do Cenad possui uma série de recomendações para cada tipo de risco. Desastres naturais diferentes exigem ações específicas que podem ser tomadas pelo próprio indivíduo a fim de proteger a sua vida e de seus familiares.

Em situações de grande urgência, como identificar rotas de fuga para evacuação ou encontrar um abrigo próximo, a Anatel recomenda entrar em contato com a defesa civil do seu município no telefone 199 ou com o Corpo de Bombeiros, no telefone 193.

Também é recomendado buscar com antecedência e ter conhecimento acerca do plano de contingência do seu município. Neste documento constumam ficar listadas as medidas, políticas e ações de contenção e resposta a serem tomadas pelos governantes do município em um momento de crise.

Leia mais: 5 doenças causadas pelo uso do celular de forma excessiva

Planos da Sky

A Sky possui diversos planos de TV por assinatura em SP no seu catálogo, com ofertas que vão desde 134 canais até pacotes completos com 193 canais. A alternativa mais em conta sai por R$ 34,95 no primeiro mês e R$ 79,90 após o segundo. O plano mais caro chega a R$ 89,95 no primeiro mês seguido de uma mensalidade de R$ 179,90 a partir do segundo.

Além disso, a Sky possui uma modalidade de serviço “pré-pago” para TV por assinatura em SP. Você escolhe quando e com qual pacote deseja recarregar o seu equipamento da Sky, sem compromissos de mensalidade e com a vantagem da flexibilidade para sua programação mensal.

Clique aqui e confira todos os planos de TV por assinatura em SP da Sky

Satisfação com clientes de TV por assinatura em SP

A Anatel realiza e divulga anualmente, desde 2015, uma pesquisa de satisfação e qualidade percebida por parte dos clientes que devem avaliar as operadoras de telecomunicações e seus serviços prestados no Brasil.

No último ano, o indicador “Satisfação Geral” da pesquisa apontou uma preferência entre os clientes paulistas pela Vivo como operadora de TV por assinatura em SP. A Sky aparece logo atrás, como segunda colocada, seguida da Claro. Veja abaixo as notas atribuídas pelos usuários São Paulo, para o ano de 2019:

Vivo – 7,54
Sky – 7,37
Claro – 7,08

Market Share

Segundo dados da consultora Teleco, a Sky aparece como a segunda colocada no ranking do Market Share entre as empresas de TV por assinatura. Em primeiro lugar está o Grupo Claro, com 49,2% do mercado.

A Sky aparece em seguida com 29,6%, acompanhada da Oi, com 9,9%; Vivo, com 8,3%. Os dados são referentes ao primeiro trimestre de 2020.

Leia mais: NET é Claro: entenda a fusão entre as operadoras

Gostou deste artigo? Fique de olho nas publicações do Compara Plano e não perca nenhuma dica e curiosidade sobre pacotes e planos, direito do consumidor, operadoras, tecnologia e muito mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Contrate via chat