Saiba as diferenças entre os tipos de chip de celular

Com o mercado de telefonia se reinventando a cada dia, é difícil acompanhar todas as novidades,  a não ser que você vá trocar de celular. Então vai perceber e pesquisar   quais são as novidades do momento, o que mudou desde a sua última compra até agora. E vai saber que agora há diversos tipos de chip de celular.

É através do chip que quando adquirimos uma linha de celular, o aparelho começa a procurar a rede GSM que foi registrada. Assim, a identificação da conta é feita pelo chip. Ele consegue guardar todos os contatos e criptografias das chamadas, dificultando a quebra de privacidade. 

Mas calma! Você nem precisa ir muito longe para entender qual chip se adapta melhor ao seu celular, ou o porquê eles são diferentes. Vamos explicar as diferenças entre cada tipo de chip de celular, se existe algum adaptador, se você pode cortar o seu e as novidades que vem por aí. Confira!

Leia também: Celular dual chip: conheça os melhores de 2019

Tipos de chip de celular

É no chip que fica salvo nosso número e plano de celular. Ele faz a conexão entre a operadora e o aparelho, fornecendo internet e ligações em qualquer parte do mundo. Atualmente, ele apresenta três tamanhos diferentes: o mini, o micro e o nano chip. Os três modelos têm a mesma funcionalidade. Confira a diferença:

tipos de chip de celular

Mini

Lançado em 1996, é aquele mais antigo e o maior dos três modelos. É chamado também de 2FF, com as medidas de 25mm x 15mm x 0,76mm. É utilizado, normalmente, em celulares mais antigos ou com preços mais acessíveis.

Micro

Lançado em 2003, é a “evolução” do mini. Foi criado junto do iPhone 4, e é também conhecido como 3FF. Suas medidas são 15mm x 12mm x 0,76mm. Utilizado em smartphones mais avançados tecnologicamente.

Nano

O outro tipo de chip de celular é o nano. Também chamado de 4FF, é o menor de todos. Mede 12,3mm x 8,8mm x 0,67. Atualmente é usado nos últimos modelos de smartphones top de linha. Foi lançado em 2012.

Mas você deve estar se perguntando: se eles têm a mesma funcionalidade, por que diminuíram de tamanho?

Bom, a principal diferença entre um aparelho de 2002 e um aparelho de 2019 está no número maior de funcionalidades. Hoje, escutamos músicas, temos internet, assistimos vídeos, ligações, mandamos mensagem, tiramos fotos, baixamos aplicativos de jogos, redes sociais, e várias outras coisas.

Para que tudo isso pudesse acontecer, foi preciso que muito mais componentes fossem inseridos dentro do celular. Por exemplo, os aparelhos precisaram de um hardware mais potente sem que perdessem o design moderno. Por isso, foi necessário reduzir o tamanho do chip.

Leia também: Como reativar chip cancelado

Conheça o e-SIM, o chip do futuro

Como vimos, a tecnologia evolui muito mais rápido do que conseguimos acompanhar. O Google e a Apple já estão começando a utilizar em alguns de seus produtos o e-SIM, um tipo de chip de celular eletrônico

Ele tem até um terço do tamanho do nano chip. E mesmo tendo muitas funcionalidades idênticas aos outros tipos de chip de celular, como segurança, com o e-SIM os smartphones terão mais espaço para outros componentes, como o leitor.

Para a tecnologia e a telefonia, isso é um grande passo. Será possível utilizá-lo em outros dispositivos móveis para conectar-se a internet, como os relógios que já tem a funcionalidade de música, batimento cardíaco, etc.

Mas a maior novidade vem na ativação desse chip. Tudo será feito através de aplicativos. Você comprará o e-SIM sem nenhum dado dentro dele, e irá configurar pelo aplicativo seu o plano e suas credenciais. Isso facilitará a troca de operadores e possibilitará ter mais de um número no mesmo chip.

Mas enquanto essa tecnologia não chega nas lojas brasileiras, você deve se ater a qual tipo de chip escolher para seu celular ou como adaptar o que você já tem. 

E você já deve estar pensando em cortar o seu. Mas calma! Leia nossas dicas primeiro.

Como usar o seu chip em um aparelho com outro formato

Na maioria dos casos, ao trocar de aparelho de celular, você terá que trocar de chip. Isso porque cada modelo de smartphone terá uma entrada diferente. Pesquisando, você já pode olhar qual dos tipos de chip de celular que você precisará.

Mas nas lojas, o vendedor vai lhe informar ou na embalagem do produto terá escrito qual tipo que é o correto. Se você comprar pelos e-commerce, procure na ficha técnica do celular qual chip ele aceita. Caso seja de um tamanho diferente do seu, não tem problema. Há uma solução para todos os casos.

Se você comprar um aparelho que use o mini chip, mas tem o nano, ou tem o mini chip e precisará do micro chip, saiba que hoje em dia já existe um adaptador triplo. Assim, você pode colocar seu nano chip nele e transformá-lo num mini ou em um micro chip, adaptando para qualquer celular. Caso você tenha um micro, também conseguirá transformá-lo em um mini desta forma.

Isso facilita se você troca de aparelho facilmente, assim não precisará trocar de chip junto.  Algumas operadoras de telefonia já estão comercializando esse adaptador.

Porém, algumas pessoas preferem cortar seu chip em casa.

Posso cortar meu chip para adaptá-lo ao tamanho?

Para algumas pessoas é bem simples cortá-lo em casa e evitar mais gastos – afinal, você acabou de trocar de celular. A internet está lotada de tutoriais de “como cortar seu chip micro” ou “transformando seu chip mini em um nano”. Muitos ensinando a imprimir um molde numa folha de sulfite e com a ajuda de um estilete ou tesoura, cortar o chip.

Você vai encontrar também, pessoas que possuem cortadores com moldes por aí como se fossem tesouras que cortam no formato certo do chip que você precisa. O que facilitaria o trabalho de cortar no tamanho certo sem danificar nada. O famoso “jeitinho brasileiro”. 

O barato pode sair caro

Mas nenhuma dessas práticas são aconselháveis. Pois, você pode acabar cortando o chip na parte amarela, onde é feito a leitura dos dados, e isso irá danificá-lo. Além disso, há uma diferença de espessura entre os tipos de chip de celular, principalmente do mini para o nano. Mesmo cortando corretamente, ele continua grosso para entrar corretamente no celular. E forçar sua entrada pode estragar o aparelho.

Na tentativa de economizar na compra de um chip novo, você pode estragá-lo e então, terá que comprar outro de qualquer forma. Já dizia o ditado “o barato sai caro”.

Então, caso você tenha um micro chip e seu próximo aparelho só aceita nano, é aconselhável você procurar sua operadora e pedir para trocar. Normalmente eles custam entre R$ 10,00 e R$ 20,00. O número continuará o mesmo, assim como o plano contratado. 

Esta é a forma mais segura e, se você já investiu um dinheiro a mais para ter um aparelho de maior qualidade, vale incluir o valor do chip no orçamento e não correr o risco de perder dados importantes ou danificar a nova aquisição, não é mesmo?

Tipos de chips de celular nos modelos mais populares


Para acertar qual dos tipos de chip de celular que você precisará, separamos uma lista com os modelos mais famosos no mercado:

Para o micro chip:

  • Iphone 3G e 3GS;
  • LG L70, ​LG Optimus L5 II;
  • ​Samsung Galaxy Ace, ​Samsung Galaxy Note, ​Samsung Galaxy S III e S4.

Para o mini chip:

  • Iphone 4 e 4S;
  • LG G2 e G3, ​LG Optimus G, ​LG Nexus 5;
  • ​Motorola Moto G 4G;
  • ​Samsung Galaxy S5, ​Samsung Galaxy Young 2, ​Samsung Galaxy Note 4.

Para o nano chip:

  • Iphone 5 e todos os modelos que vieram depois;
  • ​Motorola Nexus 6, ​Motorola Moto X (2014);
  • ​Samsung Galaxy Alpha.

Por fim, vale relembrar a importância de pesquisar qual será o seu futuro tipo de chip quando você estiver buscando informações sobre qual pode ser o novo smartphone ideal para você. Assim, você irá adquirir os dois juntos e evitará surpresas na hora de abrir o aparelho novo, como perceber que não terá como ligá-lo imediatamente por não ter um chip compatível.

Pesquise bem, avaliando como trocar o chip de forma segura e sem danos, tanto a ele quanto ao celular. 

Este artigo lhe ajudou a solucionar as suas dúvidas? Acompanhe o nosso blog Compara Plano e fique por dentro de todas as novidades do mundo da tecnologia e telecomunicação. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Contrate via chat