Sync: como funciona a sincronização?

sync

O termo “sync” aparece hoje em dia relacionado a diversos serviços e funções que você provavelmente utiliza. Mas você sabe o que ele significa? Primeiramente, sync é a tradução literal do verbo “sincronizar”, em inglês.

Dicio.com – Sincronizar: 1. Combinar movimentos para que ocorram ao mesmo tempo; fazer com que se torne sincrônico: sincronizar movimentos de dança. 2. Expor de modo a ocorrer da mesma maneira que outra; narrar, descrever sincronicamente: sincronizar a fala.

Em ciências da computação, por exemplo, sincronização é um conceito que diz respeito ao funcionamento de um sistema de dados distribuídos. Um exemplo disso é o GPS, que determina uma posição na Terra com base em sinais enviados por três satélites. Esse sistema, chamado de triangulação, requer a sincronização dos relógios dos satélites para funcionar.

Mas vamos nos concentrar em serviços e aplicativos de sincronização de arquivos. Neste artigo você vai ler sobre as vantagens e cuidados necessários com a tecnologia de sincronização de dados e qual a diferença para o “backup”. Além disso, ao final você confere um comparativo entre os principais aplicativos com essa função e os serviços sync oferecidos por operadoras.

Sincronização e armazenamento em nuvem

Para falar sobre sincronização é necessário falar sobre a computação em nuvem. Os serviços de armazenamento em nuvem são plataformas conectadas a um servidor mantido 24h pelas empresas de tecnologia. O usuário recebe ou paga por um espaço de armazenamento fora dos seus dispositivos, no qual consegue guardar arquivos como fotos, vídeos, arquivos de vários formatos, entre outros.

Sendo assim, é possível acessar, editar, excluir e compartilhar todos os arquivos da nuvem por meio de qualquer dispositivo com conexão à internet. Basta um login e senha do serviço.

Diversas vantagens foram trazidas pela computação em nuvem para o dia a dia virtual das pessoas. Entre elas, a segurança. Guardar arquivos exclusivamente em um aparelho, além de ocupar muito espaço na memória, pode ser perigoso. Isso porque em caso de furto ou contaminação por vírus, por exemplo, esses documentos podem ser facilmente perdidos.

Antigamente era comum e recomendado o “backup” de arquivos importantes em dispositivos como um pen-drive ou CDs. A tecnologia de armazenamento na nuvem (que apresentamos neste outro artigo) além de aumentar a praticidade e mobilidade, facilitou também esse backup de documentos.

No entanto, além dessa transferência manual, a maioria das plataformas também disponibiliza opções de sincronização. Dessa forma, guardar, editar e excluir arquivos são ações que você realiza no seu dispositivo e que ocorrem automaticamente na nuvem. Entre os principais serviços estão, por exemplo, o Google Drive, iCloud, DropBox e OneDrive.

As funções de sincronização significam mais praticidade, contudo, é importante estar atento a outras medidas segurança. Afinal, arquivos disponíveis a qualquer hora em qualquer lugar pode também ser algo perigoso. Para evitar problemas mantenha sempre uma senha complexa definida, dê preferência a serviços com criptografia de dados e certifique-se de que possui um antivírus atualizado.

Alguns serviços de sincronização

Além dos serviços de nuvem citados acima, algumas operadoras presentes no mercado brasileiro também oferecem os seus próprios serviços com opções de sincronização. São alternativas para facilitar a vida dos clientes mas também pontos a se considerar na hora de escolher entre os serviços dessas operadoras. Confira alguns deles:

Vivo Cloud Sync

Disponível na Google Play Store e na App Store, o Vivo Cloud Sync é o app de armazenamento em nuvem da Vivo. Nele é possível guardar arquivos como: fotos, vídeos, músicas, documentos (excel, power point, word, PDFs, entre outros), contatos e calendário.

Além da função de sincronização, no Vivo Cloud Sync você consegue montar álbuns de fotos personalizados, playlists para baixar e ouvir off-line e também grupos de contatos para facilitar o compartilhamento de arquivos.

Três pacotes estão disponíveis para assinatura:

  • 32 GB, 2 dias grátis para testar: R$ 6,99 por mês;
  • 128 GB, 7 dias grátis para testar: R$ 12,99 por mês;
  • Espaço ilimitado, 30 dias grátis para testar: R$ 30,99 por mês.

Além disso, o sistema de sincronização da Vivo pode ser encontrado dentro dos pacotes de segurança digital oferecidos pela operadora. Em geral, pagar pelo pacote completo acaba compensando em relação à assinatura exclusiva do Vivo Sync. O Vivo Protege reúne 6 serviços: Vivo Segurança Online + Vivo Cloud Sync + Vivo Wi-Fi Seguro + Vivo Resolve + Vivo Otimizador + Vivo Filhos Online.

A operadora oferece 4 pacotes, do básico ao mais avançado, cada um com mais ou menos licenças para utilizar os serviços de seguranças.

Oi Proteção Sync

O Proteção Sync é um dos eixos do Oi Segurança, um serviço de segurança digital mais abrangente. Cada pacote do serviço oferece ou não 5 funções diferentes. Além disso, cada plano também vem com uma determinada quantidade de licenças para cada função.

Proteção completa: É a função antivírus do aplicativo que está disponível em todos os pacotes. Também possui um sistema “antirroubo” para localizar e bloquear o smartphone ou tablet à distância, em caso de perda ou furto. O app ainda tira uma foto de quem está tentando acessar suas informações.

Proteção sync: É o serviço de armazenamento de dados em nuvem, semelhante aos concorrentes. Nele você também guarda fotos, vídeos, músicas, documentos, contatos e agenda.

Conexão segura: Serviço de bloqueio de anúncios e proteção de dados. Serve para garantir maior privacidade e tranquilidade ao conectar um dispositivo em uma rede pública de Wi-Fi.

Otimizador: Melhora o desempenho do tablet ou smartphone e sua memória ao limpar arquivos desnecessários. Além disso, para apps rodando em segundo plano que estão travando o aparelho, economizando bateria.

Controle dos pais: Serviço de monitoramento da navegação dos filhos na internet. Determine acesso a cada categoria de conteúdo, bloqueie sites, acompanhe a localização e monitore conversas em redes sociais.

Planos do Oi Segurança

Como mencionado, cada plano do Oi Segurança vem com algumas das funções acima e um certo número de licenças. Abaixo você confere os pacotes:

  • Básico semanal – R$ 1,90 por semana: Proteção completa (1 licença); Proteção sync (32 GB); Conexão segura (1 licença); Otimizador (1 licença).
  • Básico mensal – R$ 5,90 por mês: Proteção completa (1 licença); Proteção sync (32 GB); Conexão segura (1 licença); Otimizador (1 licença).
  • Intermediário semanal – R$ 2,99 por semana: Proteção completa (3 licenças); Proteção sync (64 GB); Conexão segura (3 licenças); Otimizador (3 licenças); Controle dos pais (3 licenças).
  • Intermediário mensal – R$ 9,90 por mês: Proteção completa (3 licenças); Proteção sync (64 GB); Conexão segura (3 licenças); Otimizador (3 licenças); Controle dos pais (3 licenças).
  • Avançado mensal – R$ 14,90 por mês: Proteção completa (5 licenças); Proteção sync (128 GB); Conexão segura (5 licenças); Otimizador (5 licenças); Controle dos pais (5 licenças).

Claro Sync

Por fim, a sincronização oferecida pela Claro é um pouco diferente. O sync aqui não se trata de um sistema de armazenamento de arquivos e dados em nuvem. Com o Claro Sync é possível sincronizar o smartphone com dispositivos wearables e utilizar neles o seu número de celular sem a necessidade de uma conexão via bluetooth.

Mais especificamente, com os modelos de relógios Apple Watch e Samsung Smart Watch.

Com o serviço você utiliza seu pacote de dados, faz e recebe chamadas e envia mensagens por meio do segundo dispositivo. Dessa forma, você pode se deslocar sem o smartphone, mas ainda assim continuar conectado.

A sincronização é feita assinando o serviço por R$ 29,99 ao mês. O serviço pode ser contratado apenas por clientes ativos da Claro de um plano pós-pago com ligações ilimitadas. Além disso, para Apple Watch você precisa ter um iPhone 6 ou superior com a última versão do iOS e um Apple Watch series 3, modelos A1889 ou A1891 ou um Apple Watch series 4, modelos A2007 e A2008.

Para o Samsung Galaxy Watch é necessário um smartphone com Android 5.0 ou superior e ao menos 1,5GB de memória RAM ou um smartphone com iOS 9.0 ou superior.

No Compara Plano você encontra dicas sobre uso da internet, planos e pacotes das operadoras, novidades sobre tecnologia, entre outros assuntos. Fique de olho em nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *