5 tendências do setor de telecom em 2020

setor de telecom

Poucos tipos de mercado mudam tanto quanto o da tecnologia. Ano após ano somos surpreendidos por novidades que há pouco tempo seriam impossíveis de imaginar. Experimentos, misturas de tecnologias, avanços científicos e criatividade são combustíveis para essa evolução toda. Dentro da tecnologia existe o setor de telecom, que tem, naturalmente, suas peculiaridades.

Nesse texto vamos abordar algumas dessas tendências do setor de telecom e também passar por outras mudanças tecnológicas.

Leia também: Quais são os melhores planos de celular? Escolha já o seu.

Tendências para o setor de telecom

Estamos nos referindo ao presente ano de 2020, que acabou de começar. Tendências são propensões ou disposições a acontecerem. São uma tentativa de projetar o que deve ser o ano baseado no que já passou e no que temos disponível.

Sabemos que não é possível prever o futuro, mas, se você estiver bem informado, pode construir um futuro diferente. Então, fique atento às seguintes tendências:

  1. Internet das coisas

Em resumo, a internet das coisas é um conceito de tecnologia que une três pontos: usuários, objetos e internet. Com a internet das coisas é possível controlar diversos aparelhos eletrônicos através de um dispositivo móvel. Ou seja, você pode usar seu celular para, por exemplo, ligar o ar condicionado e o forno um pouco antes de chegar em casa e, assim, ao chegar do trabalho a sua comida vai estar quentinha e a casa com uma temperatura agradável.

Para 2020 as previões apontam que existirão bilhões de aparelhos eletrônicos capazes de participar da famigerada internet das coisas. Seus usos passam por setores como sustentabilidade, economia, saúde, educação e, é claro, comodidade.

O aumento de “coisas” que usam a internet gera um dado curioso. Em 2020 é estimado que existam 3 vezes mais dipositivos conectados à rede do que pessoas na Terra. É isso mesmo, enquanto nós humanos somos pouco mais de 7 bilhões, os aparelhos capazes de usar a internet ultrapassarão 20 bilhões.

Se você quiser se aprofundar nesse tema, clique aqui e confira nosso post específico sobre a internet das coisas.

  1. Aumento da velocidade da internet

Estamos chegando a um ponto interessante e curioso na história da internet. Pela primeira vez existe um debate sobre a real necessidade de termos internet com velocidade tão alta. A necessidade de continuar investindo no desenvolvimento de tecnologias vem sendo questionada. As pessoas realmente precisam de tanta velocidade? Elas querem (e podem) pagar por uma conexão muito mais rápida? Essa velocidade toda vai trazer algum impacto positivo e notável para elas?

Enquanto o debate acontece, a tecnologia segue evoluindo pelas mãos de quem acredita que deve e pode. Confira alguns pontos importantes sobre isso:

Velocidade da internet banda larga

Pesquisas que medem interesse do mercado e das operadoras divulgaram os números esperados para 2020. A média de velocidade de internet fixa deve ficar próxima de 20 Mb por segundo. Considerando as condições de infraestrutura, principalmente nas cidades menos desenvolvidas, atingir essa velocidade como média é bem impressionante para o nosso país.

Leia também: Internet para casa: veja qual o melhor pacote.

Internet fibra ótica

Vale lembrar que nas grandes cidades a internet por fibra ótica já é uma realidade. Essa tecnologia chega a incríveis 500 Mb por segundo e é o sonho de muito entusiasta de tecnologia. Para a alegria dos interessados, a concorrência e a oferta no mercado estão fazendo o preço da fibra ótica cair. A tendência é que esse tipo de internet, que além de mais rápida é também mais segura, se popularize.

5G e novas tecnologias no setor de telecom

Provavelmente você já falou e ouviu falar muito os termos 3G e 4G. Esses são os padrões de internet móvel atuais, mas e o 5G, você conhece?

A quinta geração de internet móvel se destaca pela baixa latência, alta velocidade e quantidade de dispositivos conectados. Essa rede poderá ser dividida com objetos inusitados como drones e até mesmo carros.

No Brasil a rede 5G ainda não é uma realidade, infelizmente. Mas os primeiros passos para a implantação da estrutura (e burocracia) necessária para a instalação do 5G já estão sendo dados. A chegada do 5G será fundamental para a concepção das chamadas cidades inteligentes. Uma das suas principais vantagens será fragmentar a rede física e elencar prioridades. Assim, em caso de emergência ou falha, os serviços mais importantes continuarão funcionando.

Essa última geração de rede móvel vai usar tecnologias como SDN, NFV e automação inteligente. SDN (Software-Defined Networking) adaptando para português, significa “redes definidas por softwares”. Enquanto a adaptação de NFV (Network Functions Virtualization) para português é algo como “virtualização de funções de rede”.

Essas duas tendências participam do atual processo de automação e virtualização da rede. Com elas é possível automatizar processos e dar mais poder de controle aos softwares. Essa mudança vai desde monitoramento e gerenciamento de redes até a substituição de peças físicas (hardware). Isso vai gerar mais segurança, mais economia e mais eficiência nos serviços.

Para ler mais sobre a internet 5G, clique aqui.

  1. Streaming de áudio e vídeo

A internet está ficando cada vez mais difundida e, principalmente, mais rápida. Como consequência disso, serviços de streaming têm se tornado mais comuns no cotidiano do brasileiro. Pegar o celular e escolher uma música para ouvir ou um vídeo para assistir não é mais novidade. Pessoas fazem isso diariamente no trânsito, no restaurante ou na fila do banco, e isso vai se popularizar ainda mais.

Estudos apontam que em 2020 a fatia do tráfego de internet fixa usada para streaming deve passar de 80% do volume do tráfego no período da noite. Conforme as pessoas vão tendo acesso à internet móvel de qualidade, esse comportamento tende a migrar para os celulares.

Serviços de streaming de vídeo

A quantidade de serviços de streaming de vídeo só tem aumentado. Hoje temos Netflix, YouTube, Disney+, HBO GO, Apple TV+, Amazon Prime, Globo Play como principais. Mas, alguns serviços também correm por fora com nichos específicos, como é o caso do Premiere FC. Cada vez mais assinantes desse serviço, que pertence à Globo, têm assistido a jogos em dispositivos móveis. O esperado é que em 2020 esse número naturalmente acabe superando os anos anteriores.

  1. Armazenamento na nuvem

Outra tecnologia que já existe e que deve se popularizar é a de armazenamento na nuvem. Esse conceito, que no começo era estranho para a maioria das pessoas, vem se tornando cada vez mais comum. Até mesmo usuários que não são considerados “de ponta” estão aderindo à tendência.

Hoje o mercado de armazenamento na nuvem conta com 3 gigantes: Google Drive, Dropbox e OneDrive. Esses serviços, que já existem há alguns anos, têm recebido atualizações e melhorias. Todos eles oferecem mais espaço hoje do que ofereciam quando foram lançados, por exemplo.

Nesse tipo de serviço o padrão é que exista um limite de armazenamento gratuito. Esse limite costuma ser bem razoável, e o suficiente para usuários normais fazerem backups cotidianos. Mas, todos eles também oferecem versões pagas, na quais você contrata mais espaço online. Os valores são relativamente acessíveis, especialmente se considerarmos o contexto empresarial.

  1. O declínio dos computadores

Os dispositivos móveis estão, aos poucos, “matando” os computadores. Atualmente computadores, sejam eles de modelo desktop ou notebook, estão cada vez menos populares. As pessoas estão gradativamente usando menos seus computadores, substituindo-os por tablets e celulares.

Ter um computador está se tornando algo “de nicho”. A tendência é que com o passar do tempo a maioria dos computadores pertença a profissionais que fazem home office ou a pessoas que tenham necessidades bem específicas como, por exemplo, de usar softwares pesados que precisem de muito poder de processamento e de aceleração 3D de última geração.

Meia década atrás, em 2015, os computadores eram responsáveis por mais da metade do tráfego na internet. Esse ano a estimativa é que eles representem menos de 30%. É uma mudança extremamente significativa e que diz muito sobre as preferências e o estilo de vida das pessoas.

Leia mais: Veja planos da Claro, melhor operadora do Brasil.

Esperamos que você tenha gostado de conhecer essas 5 tendências do setor de telecom para 2020. Então, para seguir atualizado e sempre por dentro das tendências e mudanças do mercado tecnológico, continue acompanhando nosso blog.

❌Chega de ficar sem internet!

Na TIM, você navega à vontade e dispõe de uma série de benefícios exclusivos.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.