7 podcasts de tecnologia para quem curte o tema

Se você tem o hábito de ouvir podcasts, não está (nem de longe) sozinho. A nova forma de consumir conteúdo em áudio vem crescendo cada vez mais no Brasil e no mundo. Por aqui, no impulso das plataformas de streaming, os podcasts cresceram 69% em 2019, segundo dados levantados por um estudo da Deezer. Neste artigo separamos 7 dicas de podcasts de tecnologia para quem curte tanto o tema quanto o formato. Veja abaixo:

Leia também: E-book como economizar: veja aplicativos e dicas para reduzir as despesas diárias

1 – Braincast

Tecnologia, cultura digital, criatividade, inovação e negócios. A proposta do Braincast é debater as intersecções entre estes cinco temas em uma conversa entre convidados e especialistas.

Os assuntos variam, por exemplo, desde “Como a tecnologia revolucionou as compras”, onde a discussão trata sobre a evolução e o futuro do comércio eletrônico, até “A radicalização ideológica no YouTube”, episódio no qual a pauta é a influência do algoritmo do YouTube na criação de um ecossistema hostil e polarizador do debate político.

Os programas são apresentados por Carlos Merigo e, de forma geral, contam com a participação de convidados recorrentes e especialista no assunto da vez.

A maioria dos episódios gira em torno de 1h10min e 1h30min de duração. O Braincast faz parte do catálogo de podcasts do Brainstorm9 (ou B9), um dos principais portais brasileiros de tendência e inovação.

Além do Braincast, o B9 é responsável por outros podcasts de sucesso, como o Mamilos (jornalismo) e o Mupoca (variedades).

2 – Código Aberto

Ainda dentro do leque de podcasts de tecnologia produzidos pelo B9, destacamos também o Código Aberto. São entrevistas comandadas por Juliana Wallauer e Carlos Merigo com profissionais inovadores e influentes em diversos segmentos do mercado brasileiro.

A temporada lançada pelo programa em 2019 teve 6 entrevistas focadas nas transformações digital, inovações corporativas e parcerias de negócios entre startups e grandes empresas.

O primeiro episódio contou com a participação de Fiamma Zarife, diretora Geral do Twitter no Brasil. A entrevista fala sobre a retomada da empresa depois de um tempo de crise, qual o seu papel atualmente e sobre a trajetória profissional de Zarife.

A ideia do Código Aberto é entender o que profissionais referência em inovação no Brasil pensam sobre o futuro da tecnologia, da mídia e da comunicação. 

3 – Mulheres de Produto

O Mulheres de Produto é um podcast de tecnologia que faz parte de uma comunidade que leva o mesmo nome. A ideia é produzir conteúdo para mulheres interessadas ou atuantes no mercado de tecnologia.

Da comunidade nasceu o podcast Mulheres de Produto. São convidadas mulheres com carreiras inspiradoras para dar seus depoimentos sobre experiências no mercado de trabalho dos segmentos voltados para tecnologia e produtos digitais.

A cada episódio designers, desenvolvedoras, programadoras, product managers, entre outros cargos conversam com a roda de apresentadoras em uma bate-papo que dura pouco menos de 1 hora. Vale a pena conferir:

Leia também: Saiba qual o melhor plano de celular com redes sociais ilimitadas

4 – Zofe

O Zofe é um exemplo mais segmentado. Entre os podcasts de tecnologia, este é voltado especificamente para desenvolvedores web front-end. O próprio nome significa Zone of Front Enders. Apresentado pelos programadores Daniel Filho e Isa Silvera, o objetivo do Zofe é trazer notícias, discussões, novidades e opiniões sobre o universo da programação.

O podcast tem uma dinâmica variada ao longo dos seus programas, trazendo episódios com discussões descontraídas entre os próprios apresentadores sobre questões de programação, mas também episódios especiais – como o #41 em que a psicanalista Mariana Anconi foi convidada para falar sobre saúde mental.

5 – Hipsters Ponto Tech

A Caelum, escola de tecnologia e inovação, e sua plataforma online Alura juntaram parte de seu pessoal e criaram o podcast Hipsters Ponto Tech. Nele são discutidos temáticas inseridas no universo da programação, design, ux, gadgets, startups e outras tendências tecnológicas.

Entre os episódios recentes promovidos pelo Hipsters Ponto Tech está o JavaScript: manual de sobrevivência 2020. O nome do episódio é uma piada referente à grande quantidade de ferramentas relacionadas à linguagem Javascript, que sofre alterações frequentes. O Hipsters é um dos mais citados e lembrados quando o assunto é podcasts de tecnologia

6 – PodProgrammar

Assim como o Mulheres de Produto, o PodProgrammar é um podcast de tecnologia com perspectiva feminina. Apresentado pelas desenvolvedoras Jessi Zanelato e Ana Eliza, o programa é definido como um podcast “focado em programação, notícias e histórias da área, tudo com o toque feminino numa área dominada por homens”. 

As apresentadoras conversam com profissionais de áreas diversificadas e convidados que trazem suas ideias e dicas sobre programação, JavaScript, Machine Learning, PWA, PHP, além de novidades e opiniões sobre tecnologia em geral. 

Entre os assuntos abordados estão os episódios #60 – Desenvolvimento de jogos, #40 – Empreendedorismo em TI e #27 – UX Design: Diversidade e Inclusão.

7 – The Changelog

Por último, uma dica para quem não tem o inglês como barreira. O The Changelog é um podcast norte-americano com episódios semanais sobre desenvolvimento de software, códigos, inteligência artificial, entre outros assuntos.

O podcast, criado e comandado por Adam Stacoviak e Jerod Santo, garante “entrevistas aprofundadas com os melhores e mais brilhantes nomes da engenharia de softwares, código aberto e liderança. Este é um podcast poliglota. Todas as linguagens de programação, plataformas e comunidades são bem-vindas.”

Além disso, o Changelog tem outros 7 podcasts irmãos que giram em torno da sua temática principal. Entre eles está o Practical AI, que discute aplicações práticas e cotidianas da inteligência artificial, e o Brain Science que explora o funcionamento do cérebro humano para entender comportamento, hábito e saúde mental. 

A explosão dos podcasts

De acordo com dados do próprio Spotify, na comparação de abril de 2017 a abril de 2018, o aumento mundial no número médio de ouvintes de podcast diários foi de 330%. Uma pesquisa da CBS News chegou à conclusão que dois terços dos norte-americanos ouvem podcasts, ainda que de vez em quando, e que 23% destes escutam algum programa de áudio mais de uma vez por semana.

A PodPesquisa, estudo de 2018 realizado no Brasil pela Associação Brasileira de Podcasters (ABPod) em conjunto com a rádio CBN, descobriu que poder realizar outras atividades enquanto ouve um podcast foi a razão mais citada entre os entrevistados (77%) pela qual eles teriam começado a ouvir os programas de áudio.

Entre as ocasiões que os brasileiros costumam ouvir podcasts, estão citadas na pesquisa o período de trajeto e locomoção (79%), durante tarefas domésticas (68%) e durante atividades físicas (46%).

O levantamento da ABPod concluiu ainda que a classe profissional que mais consome os programas de áudio são os profissionais de tecnologia (22,1%). Além disso, os podcasts de tecnologia figuram em sexto lugar entre os assuntos mais buscados pelos ouvintes, tendo sido citados por 51,2% dos entrevistados.

Diferentes linguagens

A inovação da linguagem dos podcasts acompanhou também o crescimento de consumo do formato. Ainda que a maneira mais comum de gravar os programas seja em forma de debate informal, como uma conversa de bar, outras técnicas já foram utilizadas com sucesso.

O Serial, por exemplo, é uma série de jornalismo investigativo produzida e narrada pela jornalista norte-americana Sarah Koenig. As técnicas de storytelling empregadas levaram o Serial ao status de podcast mais popular do mundo, com 340 milhões de downloads.

No cenário brasileiro também temos diversas experiências que se aventuram pelas linguagens e possibilidades dos podcasts. Entre as mais famosas está o Projeto Humanos, de Ivan Mizanzuk.

A última temporada do programa investiga o desaparecimento do menino Evandro Ramos Caetano, ocorrido em 1992 no município de Guaratuba, no Paraná. Mizanzuk narra com minúcia um dos casos mais complexos e famosos da justiça brasileira que detém o título de mais longo júri da história, com 34 dias de julgamento.

Serial e Projeto Humanos são exemplos onde cada detalhe, dúvida e particularidade do processo de apuração e investigação são compartilhados para gerar uma aproximação entre narrador/produtor e ouvinte.

Fique ligado no blog do Compara Plano para mais indicações e listas como esta. Todos os dias publicamos novos artigos sobre tecnologia e internet, planos e pacotes de operadoras, direitos do consumidor, lançamentos e tendências, entre outros.

Veja também  a nossa lista dos 10 melhores blogs de tecnologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *