O que fazer quando o celular cai na água? Veja 5 soluções!

Os smartphones viraram nossos melhores amigos. Sabendo tudo de nossas vidas, são uma fonte de centralização de informações diversas sobre aspectos sociais e profissionais do nosso cotidiano. Assim como qualquer outro dispositivo, eles estão sujeitos a acidentes. Por isso, muita gente se pergunta o que fazer quando o celular cai na água, e algumas dicas caseiras podem salvar sua vida nessa situação.

Ainda que muitos telefones contem com proteções nesse sentido, trata-se de uma propriedade restrita a smartphones intermediários ou tops de linha. E, obviamente, nem todo mundo conta com ela. Mais do que isso, inclusive proteções mais modestas não previnem acidentes de maior gravidade. Exemplo disso são os dispositivos que contam com proteção contra respingos, porém sofrem com submersão, numa piscina ou numa poça d’água.

Por isso, preparamos este texto. Assim, você pode tentar salvar o seu celular quando ele for acometido por algum tipo de situação como essa. O melhor que você tem a fazer nesse momento é agir rapidamente, pois quanto mais brevemente você tomar alguma dessas medidas, maior a chance de você não deixá-lo sofrer com oxidação. E, vale dizer, esse mal é fatal, podendo levar à danificação definitiva de componentes eletrônicos!

Leia também: Descubra o melhor plano de internet para seu celular no Compara Plano

CONFIRA AS OPÇÕES DE PLANOS DA CLARO QUE MAIS SE ADAPTAM A VOCÊ!

O que fazer quando o celular cai na água

1. Desligue o aparelho

Antes de mais nada, tenha em mente que os componentes eletrônicos são extremamente afetados quando alguma corrente elétrica entra em contato com qualquer líquido que seja. Por isso, presumindo que o primeiro impulso tenha sido tirá-lo da água rapidamente, o passo seguinte é deixá-lo desligado ou desligá-lo caso ele esteja ainda ativo.

2. Tire a bateria e o cartão SIM

Com o aparelho desligado, remova a bateria e o chip de dentro dele. Ainda nesse movimento de prevenir curto-circuito, retirar periféricos que possam estimular algum tipo de corrente elétrica ou ser afetados por ela é o melhor caminho. Além disso, retirar tais componentes pode ajudar você a se precaver de precisar comprar novos componentes em razão de panes físicas.

Muitos aparelhos modernos não contam com essa opção, pois a tampa traseira não é retirável. Nesse caso, você conta com uma proteção a mais, pois, provavelmente, seu aparelho conta com menos caminhos pelos quais a água possa passar para adentrar nele.

3. Incline o aparelho na direção de seus buracos

Os smartphones contam com várias entradas nas quais pode ocorrer a entrada de água. Por isso, o melhor que você pode fazer é deixá-lo inclinado na direção desses buracos para que a água corra. Saída de fone de ouvido, de bateria e de alto falante são alguns deles.

Nesse momento, tenha em mente que você pode dar algumas batidinhas para que a água corra nesse sentido. Porém, você não deve atuar com algum tipo de aparelho instantaneamente a fim de secar essa água.

Isso, pois, tal como acontece numa chaleira, o vapor tem tendência a subir. Ou seja, se você aquecer a água que está dentro dele, fará com que o vapor dessa água esteja sempre se direcionando para cima, o que dificultará a saída da água por completo.

No mesmo sentido, é importante que você não o exponha a calor extremo, pois, desse modo, sempre haverá vapor. É preciso, então, que você atue por etapas, e retirar a água é um passo mais importante do que a própria secagem imediata com um secador de cabelo, por exemplo.

4. Coloque o celular num pote de arroz

A dica mais clássica de todas sempre foi colocar o telefone dentro de um pote de arroz. Logo, quando você se pergunta o que fazer quando o celular cai na água, muita gente virá com essa ideia para cima de você, e o melhor de tudo é que a sabedoria popular sempre tem um fundo de verdade. Então, providencie o pote com rapidez.

Isso acontece pois o arroz é um grande coletor de umidade. Em arrozais, por exemplo, na lavoura, o arroz precisa de grandes quantidades de água para sobreviver. Depois de ele chegar à sua casa, a intuição mais genuína seria a de que nada muda nesse sentido. Ou seja, ele acaba sendo uma grande referência de secador, mas ele atua lentamente.

Então, você deve fazer o seguinte: encher um pote no qual caiba o celular na horizontal com arroz. Depois, você deve colocar o smartphone dentro dele, deixando-o coberto. Há quem diga que ele é capaz de “sugar” a água por todos os lados, mas não existe nenhuma comprovação científica desse fato. Por isso, deixá-lo na horizontal é a melhor indicação, e submerso no grão.

Dito isso, a indicação de especialistas é que você o deixe no arroz por 24h pelo menos. Qualquer coisa acima disso é bem-vinda. Abaixo, não garantimos.

Além disso, você pode fazer uso de sílica gel como um substituto do arroz. Esse produto é mais eficiente do que o próprio arroz, porém ele é mais difícil de ser encontrado. Geralmente, ele acompanha produtos industrializados de origem não orgânica, tais como calçados, roupas ou utensílios domésticos. Mas, sempre vem em pequenas quantidades.

Se você tiver bastante em casa, vai fundo porque a ajuda é fundamental!

5. Secador de cabelo ou aspirador de pó

Aqui, há duas indicações comuns na boca do povo, mas os especialistas dizem que elas não são as melhores.

Primeiro, o secador de cabelo, quando no quente, criará vapor, o que pode tornar difícil a retirada do líquido por completo de dentro do seu aparelho. Depois, o aspirador de pó pode sugar componentes físicos do seu aparelho. Ou seja, fios e botões podem acabar se deslocando, o que causará prejuízos ainda piores do que a própria água.

Por isso, apesar da ansiedade para resolver a situação, não use tais aparelhos para secar seu smartphone, porque eles podem piorar a situação.

6. Colocar o celular no sol, pode?

De maneira bem objetiva: Não, não pode. Os especialistas de tecnologia sustentam que o calor do sol pode ser ainda mais agressivo do que a própria água. Isso, pois ele é capaz de danificar definitivamente os componentes eletrônicos do seu smartphone. Por isso, ainda que a sua intuição diga que colocar no sol é o melhor, não caia nessa cilada de raciocínio.

E aí, bora começar?

Agora que você já sabe o que fazer quando o celular cai na água, o melhor caminho é começar a agir rapidamente. Por isso, não perca tempo, pois quanto mais rápido você o fizer, menor as chances de o telefone sofrer com oxidação, o que representa o pior cenário possível!

Leia mais: Qual é a melhor operadora de celular? Veja o comparativo!

CONFIRA OS MELHORES PLANOS DA TIM PARA O SEU CELULAR

Se você gostou do nosso conteúdo e quer saber mais sobre tecnologiaplanos e pacotesdicas e curiosidades, acompanhe o Compara Plano. Estamos muito satisfeitos em te ver por aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *