Mi Mix Alpha é o novo smartphone da Xiaomi

A cada ano que passa, temos mais uma variedade de celulares novos sendo inseridos no mercado. Com o avanço da tecnologia, aparelhos cada vez melhores estão sendo vendidos, com funções que já são básicas no nosso dia a dia. Por isso, você vai conhecer agora tudo sobre o Mi Mix Alpha, o novo smartphone da Xiaomi.

Veja as especificidades desse aparelho e toda a ficha técnica, com câmera, tela e preço, uma parte essencial do processo de decisão. E, ainda, a comparação desse modelo com outros. Confira!

Mi Mix Alpha

O Mi Mix Alpha foi anunciado no final de setembro de 2019 pela Xiaomi. Possui dimensões de 72,3 mm x 154,4 mm x 10,4 mm e pesa apenas 241 gramas, com uma tela de 7,9 polegadas.

O aparelho virá com o processador Qualcomm Snapdragon 855 Plus com modem 5G e 12 GB de memória RAM – sendo um número surpreendentemente alto, garantindo muita potência para esse celular. Além disso, contará com 512 GB de armazenamento interno. Já a bateria será de 4050 mAh, com carregamento rápido de 40 watts. Terá leitor de biometria sob a tela, além de alto-falantes para chamadas e sensor de proximidade ultrassônico. 

Esse smartphone será lançado oficialmente apenas em dezembro de 2019 na China, mas já há vários vídeos mostrando seu design revolucionário. No projeto desse celular, a marca gastou em torno de US$70 milhões. E  a Xiaomi conta que a fabricação dele será em pequena escala, caso você tenha ficado empolgado. Por isso, não esperam gerar lucro com sua venda.

Além disso, a própria marca divulgou que esse será o último smartphone da linha Mi Mix, um comunicado triste para os fãs da empresa, já que eles usam essa linha para apresentar as mais novas tecnologias em telefonia móvel. 

Isso, porque o primeiro Mi Mix trazia um aparelho sem moldura dos três lados e um alto-falante piezoelétrico. O Mi Mix 3, por sua vez, tinha um design deslizante, que escondia as câmeras frontais, e agora já recebeu a tecnologia 5G.

Com o Mi Mix Alpha a coisa não é diferente: ele tem uma construção de cerâmica, titânio e vidro de safira. Ainda não há data para esse smartphone chegar a outros países, quanto menos ao Brasil. 

Leia maisConheça o novo Xiaomi Redmi AirDots e descubra se ele vale a pena

Valor

Esse é, provavelmente, o smartphone mais caro lançado até agora. A Xiaomi divulgou que o preço será de 19.99 iuanes. Numa conversão direta, seriam US$2.850 ou R$11.500, aproximadamente. Esse valor consegue ser superior ao do Samsung Galaxy Fold, que é de US$1.980, ou ao do novo Huawei Mate X, que será de US$2.400.

Mas, para um preço tão alto desse, é esperado um smartphone de primeira linha. Veja as configurações de câmera e tela.

Tela do Mi Mix Alpha

O Mi Mix Alpha traz uma tela totalmente diferente do que já vimos até agora em smartphones de primeira linha. Já era de se esperar que no mínimo tivesse o efeito cascata, que está presente na linha Mi Mix, porém esse modelo vai mais longe. Ele vem com um painel que se estende pelas laterais até as câmeras traseiras.

Ou seja, a tela é todo o celular, seja de frente, de lado ou detrás. Apenas na parte traseira há uma faixa vertical, em que se encontram as câmeras de que falaremos mais adiante. Por esse motivo, a Xiaomi divulgou que o Mi Mix Alpha tem mais de 180% de tela.

Os níveis de bateria e sinal e os ícones como Bluetooth constam nas laterais do smartphone. Além disso, não há nenhum botão no aparelho, e, com isso, o controle de volume também é feito por pontos sensíveis nas bordas.

Porém, a tela terá um funcionamento selecionado. Ela não ficará com o celular todo acesso a todo momento, até porque a bateria não iria aguentar. Só acenderá a tela que estiver voltada para você, assim economizando carga e sendo mais funcional.

Ele é capaz de reproduzir 16 milhões de cores, e conta com 388 pixels de densidade.

Câmera do Mi Mix Alpha

A faixa vertical na parte de trás do smartphone vem com uma câmera de 108 megapixels. Esse é um ponto surpreendente do Mi Mix Alpha, já que ele será o primeiro aparelho com o novo sensor ISOCell Brigth HMX da Samsung. 

Com isso, o smartphone se aproxima de câmeras mirrorless, com tamanho de 1/1,33 polegadas, com capacidade de se ajustar a qualquer ambiente – seja com muita luz ou não -, selecionando o nível de ISO, ou deixando-o no modo automático. Além disso, com essa tecnologia você poderá gravar com resolução superior a 6K, o que eleva em muito a qualidade de imagens atuais. Esse ponto de corte em termos de fotografia só parece ser alcançado pelo das smart TVs com imagem em 8K, uma verdadeira revolução. 

Com a tecnologia Tetracell – também desenvolvida em parceria entre as duas marcas -, as câmeras podem gerar fotos de 27 MP, tendo 12.032 x 9.024 pixels. Em caso de  ambientes com baixa luz, é possível ajustá-las para fotos com excelente qualidade.

A câmera traseira ainda possui uma lente grande angular de 20 MP, com f/1,69, e uma teleobjetiva de 12 MP, com f/2 e 2x zoom óptico. Com isso, você conseguirá tirar fotos nítidas a apenas 1,5 centímetro do objeto. 

Somando, são 3 câmeras traseiras e nenhuma frontal. Mas, levando em consideração que todo o celular é a tela, podemos dizer que ela tem também 3 frontais.

Android

O Mi Mix Alpha virá com o Android 10 rodando sob a MIUI 11. Essa tecnologia foi desenvolvida pela Xiaomi e é uma nova interface do Android. Essa versão começou a ser utilizada na linha Mi de celulares, e estará presente nesse novo lançamento da marca.

Assim, terá a interface dos aplicativos e adaptações do design que a marca chinesa fez. Essa versão 11 do MIUI trará atualizações de segurança de sistema, como no patch, uma grande modificação no Game Turbo, que é um booster de velocidade para jogos, além de um novo Mi Doc Viewer. Além desses, efeitos de tela sempre ativa, aplicativo de notas para gerenciar tarefas e melhorias no Mi Share – função para transferências de arquivos.

Mi Mix 3

Esse é o antecessor do Mi Mix Alpha. Ele tem três modelos diferentes, variando na quantidade de memória RAM, que pode ser de 6, 8 ou 10 GB. O armazenamento interno pode ser de 128 GB ou 526 GB. Lançado em novembro de 2018, todos esperavam que o próximo fosse o Mi Mix 4, mas a Xiaomi veio revolucionando com o Alpha.

Ele possui 74,69 x 157,89 x 8,5 milímetros, com 218 gramas, sendo um pouquinho maior que o modelo novo. É feito em alumínio, com tela de vidro e traseira de cerâmica. O processador é muito bom, sendo o Qualcomm Snapdragon 845, mas inferior ao do Alpha.

A resolução da tela é de apenas 1080×2340 pixels, e ele tem 6,39 polegadas. Possui duas câmeras traseiras de 12 MP, mas uma delas tem 1/ 3.4’’ 1.0 µm telephoto. Com resolução de 4000×3000 pixels, grava vídeos em 4 K. Tem zoom digital e ótico, detecção de rosto ou sorriso e tecnologia HDR.

Já na parte frontal, tem duas câmera de 24 MP e outra com 2 MP de depth sensor. Resolução de 5656×4224 pixels nas fotos e Full HD de 1920×1080 pixels para os vídeos.

Mesmo com 24 MP na câmera, ainda é menor que os incríveis 108 MP do Mi Mix Alpha. Mas, ainda assim, trata-se de sensores com ótima qualidade. O preço da Mi Mix 3 fica na faixa dos R$2.200, o que é uma enorme diferença para o modelo novo.

Conclusão

Apesar de ter um preço muito elevado – se for realmente esse valor que chegar no Brasil -, o Mi Mix Alpha mostra nas suas especificações que não é um celular comum, e tem todo o potencial para ser o melhor lançado até agora. Possui ótimas qualidades, como nas 3 câmeras, especialmente com uma de 108 MP, além de ter tela por -quase – toda a extensão do smartphone. 

Leia mais: Redmi Note 8: conheça a novidade da Xiaomi

Se você gostou do nosso conteúdo e quer saber mais sobre tecnologiaplanos e pacotesdicas e curiosidades, acompanhe o Compara Plano. Estamos muito satisfeitos em te ver por aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *