Kindle ou tablet: qual vale mais a pena para você?

kindle ou tablet

Você sabia que pode ter uma biblioteca gigante em casa sem sequer ocupar um armário? Isso é possível com os ebooks, idênticos aos convencionais, cuja leitura pode ser feita em aparelhos com tablets também no Kindle. Ou seja, na internet, é possível ter acesso a inúmeros títulos para leitura, tanto gratuitos como pagos. Mas qual será o melhor dispositivo para leitura: Kindle ou tablet?

Em resumo, o tablet pode ser considerado um smartphone com tela ampliada – apesar de que há versões sem cartão SIM. Muita gente compra um deles para assistir filmes e séries em plataformas de streaming, para jogos e acessar redes sociais, além de livros virtuais. E, assim, ganhando uma uma maior mobilidade em uma tela maior.

Por outro lado, o Kindle é um aparelho quase similar ao tablet em tamanho físico, no entanto, dedicado à leitura de livros virtuais. Na verdade, foi o Kindle que iniciou o movimento de levar para o mundo virtual os livros tradicionais. O aparelho também conta com uma tela fabricada especificamente para deixar a leitura mais confortável – para quem quer passar horas no seu livro.

Portanto, a decisão entre comprar kindle ou tablet depende muito dos seus objetivos e perfil de uso. Para ajudar você nessa missão, vamos detalhar neste post as vantagens e desvantagens de cada aparelho, além de listar alguns modelos e preços. Ah, e não esqueça de manter sempre um bom plano de internet da Claro ou da TIM para ter todos os recursos à mão.

Leia também: Descubra o melhor plano de TV, internet de celular no Compara Plano

CONFIRA AS OPÇÕES DE PLANOS DA CLARO QUE MAIS DE ADAPTAM A VOCÊ!

Kindle ou tablet: há grandes diferenças

Apesar de fisicamente serem bem parecidos, como adiantamos no início do post, um kindle e um tablet são aparelhos muito diferentes. A começar pelos valores nas lojas. Você pode adquirir um tablet por cerca de R$ 500 tranquilamente (modelo básico), mas passar também de R$ 2 mil facilmente. Já o Kindle pode ser encontrado por R$ 350 – apesar de também ter versões premium mais caras.

Isso porque o tablet é um aparelho bem mais abrangente do que o Kindle. Ou seja, pode rodar games, vídeos, fotos, browsers, sites, e ainda virar câmera e filmadora. Para você ter uma ideia, nessa pandemia do novo coronavírus, o tablet transformou-se em um dispositivo bem indicado para acompanhar aulas e reuniões online.

Ao contrário, o Kindle é fabricado especificamente para ler ebooks disponíveis na internet. Portanto, não espere encontrar no Kindle uma espécie de tablet. Por outro lado, ser dedicado à leitura online faz do Kindle um aparelho com mais requisitos para esse objetivo. Abaixo vamos listar algumas características de cada aparelho para dar mais detalhes.

É importante pontuar que há algumas semelhanças entre os dois, como a conexão com a web, o acesso à App Store e Play Store, e até na resistência à água. Além de claro, a aparência física.

Abaixo vamos listar algumas características de cada aparelho para dar mais detalhes.

Leia também: Quais são os melhores tablets para estudar?

As peculiaridades do Kindle

O Kindle é um e-reader fabricado e popularizado pela gigante Amazon. É indicado para leituras, principalmente, por períodos muito longos. O grande diferencial do Kindle é a sua tela perfeita para a leitura de ebooks, com a tecnologia e-ink. Em outras palavras, são telas em preto e branco que não emitem luz, diferente dos displays OLED do tablet.

Isso significa que a visualização fica menos cansativa e se aproxima mais do papel do livro impresso. Na prática, ao ler em um Kindle, o aspecto é de estar visualizando uma página de um livro convencional. Essa tecnologia faz muita diferença para quem precisa ficar horas em frente à tela para ler um ebook. Não vai dar dor de cabeça, isso é garantido – a não ser se o conteúdo do livro for ruim.

Outro fator interessante do Kindle é melhorar a experiência de leitura. Isso quer dizer que é possível acessar links para complementar o conteúdo do livro, já que o dispositivo tem acesso à internet. Então, imagine você encontrar uma palavra desconhecida em uma leitura e procurar a tradução com um toque, com um dicionário online.

Também é possível fazer marcações no texto e compartilhá-las nas redes sociais, além de uma série de outras funcionalidades. É preciso destacar também o consumo da bateria do Kindle, que é bem mais reduzido em relação a um tablet. Isso porque a tela não emite tanto brilho e luminosidade, o que contribuiu para uma maior autonomia da bateria.

Leia também: Aplicativos para leitura: conheça os melhores

Preço e especificações do Kindle

A décima geração do Kindle é vendida em lojas online a partir de R$ 330. A tela do aparelho tem 6 polegadas. Conta com uma memória interna de 4 GB para armazenar ebooks, além de conexão sem fio. Traz iluminação embutida para leitura em ambientes ao ar livre ou fechados, com antirreflexo e display touchscreen.

As características do tablet

Como falamos anteriormente, o tablet é um aparelho com muito mais possibilidades do que o Kindle. Com eles é possível assistir ou ouvir qualquer tipo de conteúdo, além de jogar, bater fotos, fazer vídeos e… ler ebooks! Ou seja, o tablet também possibilita baixar ebooks na internet para fazer a leitura, inclusive baixar o app do Kindle.

A questão aqui é a tela, que não foi fabricada especificamente para leitura de forma prolongada. No entanto, o tablet é um aparelho muito mais poderoso em quase todos os outros aspectos, como processador, por exemplo. Há ainda no mercado mais opções de tamanho de tela (até 12 polegadas). Para o entretenimento de forma mais geral, não tem aparelho melhor que o tablet

Mas o preço é bem mais elástico que um Kindle. Um Samsung Tab A de 10.1 polegadas, por exemplo – um aparelho intermediário mas com bom custo-benefício – custa por volta de R$ 1.300 na internet. Isso sem falar quando partimos para os iPads, um sonho de consumo que pode passar de R$ 5 mil facilmente.

Faça a melhor escolha

Em resumo, se você busca um dispositivo especificamente para leitura de ebooks e não quer gastar muito, o caminho é comprar um Kindle. Agora, se você quer unir o úlil ao agradável, ou seja, ter mais opções de entretenimento além de ler livros virtuais em um único dispositivo, a saída é investir em um tablet.

Por outro lado, se você precisa ficar horas e horas debruçado na leitura, volte para o Kindle. E depois, de repente, invista em um tablet.

Leia também: Aplicativo Kindle: saiba como ler e-books da Amazon no celular

CONFIRA OS MELHORES PLANOS DA TIM PARA O SEU CELULAR

Kindle ou tablet: decidiu qual comprar?

Agora que você já conhece as vantagens e desvantagens do Kindle e do tablet, que tal conhecer 10 aplicativos top para organizar a sua rotina?

Se você gostou do nosso conteúdo e quer saber mais sobre tecnologia, planos e pacotes, dicas e curiosidades, acompanhe o Compara Plano. Estamos muito satisfeitos em te ver por aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *