IMEI da Anatel: para que serve e como descobrir o meu

Você sabia que o seu celular possui um código único de identificação? O IMEI da Anatel funciona como o CPF de um indivíduo ou o chassi de um automóvel. Trata-se de uma sequência numérica que define alguns aspectos de um aparelho telefônico móvel.

O IMEI é um sistema reconhecido internacionalmente que garante mais segurança ao usuário de um smartphone. Por meio dele você pode bloquear as principais funções do dispositivo em caso de perda ou roubo, além de verificar a autenticidade de um aparelho de segunda mão.

Neste artigo você vai entender como funciona o IMEI do celular, para que ele serve, como descobrir qual o código no seu iPhone ou smartphone Android e como consultar se o seu dispositivo está irregular de alguma forma. Confira tudo isso abaixo!

Leia mais: Aplicativos contra roubo para recuperar o seu celular

O que é o IMEI?

O IMEI é um certificado digital que registra e protege um aparelho telefônico móvel. A sigla em inglês significa International Mobile Equipment Identity, ou, em português, identidade internacional de equipamento móvel.

Ao todo, o IMEI possui 15 dígitos que tornam o seu smartphone único no mundo. A sequência segue o padrão xxxxxx – xx – xxxxxx – x. Os seis primeiros números são conhecidos como TAC (Type Allocation Code ou Código do Tipo de Alocação), os dois seguintes são o FAC (Final Assembly Code ou Código de Montagem Final). O IMEI termina com seis dígitos que compõem um número de série e um código verificador.

Apenas com essa sequência numérica é possível identificar o fabricante do aparelho, sua marca e o modelo. Além disso, também é possível saber para qual empresa o dispositivo foi vendido.

Aqui no Brasil todos os aparelhos telefônicos precisam ter um código IMEI obrigatoriamente validado e homologado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) antes de serem comercializados. Dessa forma a rede telefônica fica completamente registrada e identificada.

Para que serve o IMEI da Anatel?

Se você já ouviu falar no IMEI, provavelmente foi vinculado a perda, furto ou roubo de celulares. O código geralmente está associado ao bloqueio do aparelho para que outra pessoa não possa utilizá-lo.

No entanto, a Anatel afirma que nesses casos não é mais necessário fornecer o IMEI para bloquear um aparelho celular. “A Anatel alterou as regras para bloqueio de celulares no início de março de 2016. Antes, as prestadoras poderiam demorar até uma semana para bloquear um aparelho. Agora, esse processo acontece em algumas horas”, explica a agência em seu site.

Basta entrar em contato com a sua operadora e solicitar que o bloqueio seja realizado. Informar o número do aparelho já é o suficiente, porém a prestadora pode solicitar algumas informações de segurança e identificação, como número de documento e registro de boletim de ocorrência. O desbloqueio, caso a pessoa reencontre o celular, também pode ser feito entrando em contato diretamente com a operadora telefônica.

Bloquear um smartphone nesses casos é importante, pois ele perde suas principais funções, como o recebimento e a discagem de ligações, o acesso à internet, o envio de SMS, entre outras. O procedimento é diferente do bloqueio do chip, que apenas cancela o número.

Ainda assim, o IMEI é importante em outros casos. Quando você compra um celular, principalmente se for usado, faça o teste comparando o código IMEI que aparece na caixa, no adesivo no celular e no sistema (veja abaixo como encontrar). Se os números forem diferentes, o aparelho pode ter sido adulterado, roubado ou ter algum outro tipo de irregularidade.

Como descobrir o IMEI da Anatel?

Para encontrar o seu código IMEI, a maneira mais simples é utilizando o próprio discador nativo do aparelho. Acesse o teclado utilizado para realizar chamadas e digite *#06#. O seu código será exibido na tela do smartphone. Se o seu celular é um modelo dual chip, você irá notar que cada chip inserido possui um número IMEI da Anatel diferente.

Outra maneira de encontrar o código, como já mencionado acima, é verificando a embalagem do seu smartphone. As caixas dos aparelhos costumam apresentar o número IMEI impresso em uma etiqueta adesiva e na nota fiscal do produto. Além disso, alguns modelo que possuem a bateria removível, em geral mais antigos, também contêm o código registrado em seu interior, logo atrás de onde a bateria fica encaixada.

Como encontrar o IMEI no celular Android?

Há ainda outra formas de localizar o certificado no sistema do smartphone. Se você estiver com o seu celular Android em mãos, uma alternativa para verificar o IMEI é nas preferências e informações do sistema. No menu de configurações, toque em Sistema e depois em Sobre o dispositivo. O caminho pode variar um pouco entre os modelos, mas nessa tela você deve encontrar o seu código de registro.

Em caso de roubo, furto, perda ou qualquer motivo pelo qual o seu celular não está por perto, você pode acessar o código IMEI de forma remota. Acesse o serviço do Google chamado de Encontre meu dispositivo por meio de um computador ou outro smartphone e faça o login com a sua conta Google. No ícone para mais informações você encontrará seu código IMEI.

Como encontrar o IMEI no iPhone?

Para quem possui iPhone, o caminho para o IMEI fica em Configurações do celular e, em seguida, Ajustes. Nesse menu, toque em Geral e Sobre. Na tela serão exibidas várias informações sobre o seu celular.

Outra forma para os usuários da Apple é verificar a parte traseira do dispositivo ou até a bandeja lateral de inserção do chip e cartões. O IMEI pode estar marcado ali.

Se não estiver próximo ao seu iPhone, basta acessar o Apple ID por sua central de controle. Role a página inicial até encontrar a opção Dispositivos, depois selecione e encontre o iPhone na lista.

Como consultar o IMEI?

Estando com o seu código IMEI em mãos, você pode fazer uma consulta através do portal Celular Legal. Acesse a página oficial do projeto, e clique em Consulte aqui a situação do seu aparelho celular. Preencha as informações necessárias, clique em Consultar e espere pela mensagem que irá esclarecer se o seu número de identificação está limpo ou com algum tipo de restrição.

O Projeto Celular Legal é coordenado pela Anatel em uma parceria com empresas que vão desde os fabricantes e fornecedores de peças até as operadoras de telefonia móvel. O objetivo do programa é diminuir as taxas de equipamentos ilegais em circulação no mercado e reduzir o número de roubos e furtos de celulares no país.

Agora que você sabe o que é o IMEI da Anatel e qual a sua função, continue lendo sobre segurança digital em outros artigos publicados em nosso blog:

Aqui no Compara Plano segurança na internet é um assunto recorrente. Você encontra também artigos publicados diariamente com conteúdo sobre tecnologia e tendências, dicas sobre planos e pacotes das principais operadoras, direito do consumidor, lançamentos de celulares e tablets, entre outros. Fique atento e não perca!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Contrate via chat