Fim do Esporte Interativo: entenda o que aconteceu

fim do esporte interativo

Se te falassem que no “país do futebol”, as pessoas estão vendo outros esportes, você acreditaria? Pois, é. Com a popularização dos serviços de streaming e TV a cabo, é cada vez maior o público por basquete, futebol americano e até hóquei. E, com isso, os canais começam a dar atenção também para essas outras modalidades. Porém, uma emissora que fazia isso perdeu a atuação na TV. Você sabia como foi o fim do Esporte Interativo?

Bom, vamos explicar tudo o que aconteceu. Afinal, era um dos poucos canais que não passavam apenas matérias e jogos do famoso futebol. Diversificando sua programação, a Turner tirou o canal do ar.

Mas, calma! Apesar de não passar mais na TV a cabo, o canal continua transmitindo programação pelas redes sociais ou aplicativo e é muito popular no YouTube. Confira!

Leia também: TV por assinatura Claro: conheça os planos

O início e o fim do Esporte Interativo

O público do canal ficou muito surpreso ao saber sobre o fim do Esporte Interativo. Afinal, era muito recente sua atuação. Começou em 2007 como um projeto entre as TVs abertas Gazeta, Band, RedeTV, Rede Gospel e TV Cultura. Ele exibia eventos de basquete, esportes radicais e olímpicos, além dos campeonatos europeus de futebol. Porém, a TopSport – sua dona – foi fundada em 1999.

Inicialmente só era exibido no Rio de Janeiro. Em 2010, após um acordo com o Grupo Estado, passou também pela TV aberta em São Paulo. Depois passou a ter alcance nacional, com transmissões pela internet. 

O Esporte Interativo também transmitia a Copa do Mundo sub-17, sub-20, Copa do Mundo de Futebol Feminino e Futebol de Areia. Diversificando mais sua grade de programação do que os outros canais da TV aberta, que só focam nos campeonatos de futebol brasileiros.

Depois, o canal também passou a ter direito nas transmissões dos campeonatos europeus, e na NFL – liga profissional de futebol americano. Já nas Olimpíadas, teve parceria com o Ministério do Esporte, liderando o projeto “Brasil de Ouro”. Dessa forma, o Esporte Interativo divulgava e promovia o esporte olímpico e paraolímpico no país.

Dados revelados pelo próprio canal, mostram que a transmissão chegava para mais de 20 milhões de casas em todo o Brasil. O Esporte Interativo possui ativamente redes sociais e uma loja virtual.

Já em 2012, lançou o Esporte Interativo Plus. Sua plataforma de conteúdos online, para que o usuário possa assistir sua grade 24 horas por dia. Seja ao vivo ou on-demand, para ver em qualquer lugar e em qualquer horário.

No mesmo ano, fez uma parceria com o Yahoo Brasil e ambos passaram a juntar seus conteúdos. Dessa forma, o Yahoo passava o vídeo dos melhores momentos da programação do Esporte Interativo na sua página de notícias.

Leia também: Os melhores canais de esporte no Brasil

Esporte Interativo na TV a cabo

Em 2013, o Esporte interativo teve 20% das suas ações compradas pelo Grupo Turner, dono de canais famosos na TV paga, como a TNT, Space e Cartoon Network. Dessa forma, passa a fazer parte de algumas operadoras de TV fechada. Mas, no final de 2013, a Turner anunciou a compra de 100% da TopSport, dona do Esporte Interativo. 

Apesar de ter sido substituído pela ESPN+ na TV a cabo da Claro, no começo de 2015, ele foi incorporado pela NET no final do mesmo ano. E, como as duas operadoras se juntaram, o Esporte Interativo voltou, com os canais EI Maxx e EI Maxx 2.

Em 2016, o canal conseguiu o direito de transmitir o Brasileirão Série A, pela TV a cabo. Contrato esse, que começou a valer em 2019. Dessa forma, o Esporte Interativo acabou com a hegemonia da Globo nessas partidas. Também é nesse ano, que entrou na grade de canais da SKY, com versões em HD.

Direitos de transmissões

Durante os anos, o canal perdeu o direito de transmitir a Copa Nordeste, o Campeonato Italiano, Campeonato Inglês, Copa Africana de Nações, Argentino, Português, Alemão e a NBA. Afinal, essas são partes dos conteúdos que faziam com que o Esporte Interativo fosse o mais diversificado.

Mas, ao mesmo tempo, o canal adquiriu outros conteúdos como a UEFA Champions League, Copas do Nordeste e Verde, Campeonato Brasileiro Série C e D, MMA e a NFL – assim como o Super Bowl. 

Sendo esse, o maior evento esportivo da TV americana, e quem vem ganhando muita força no Brasil. O Esporte Interativo conseguiu o direito de divulgar as finais de 2012 e 2013 com exclusividade na TV aberta. Mas, teve que deixar a NFL em 2017.

Fim do Esporte Interativo na TV a cabo

Em 2018, a Turner anunciou que todos os canais do Esporte Interativo sairiam da TV a cabo. E o motivo foi pelo empecilho de uma lei brasileira. Já que há uma legislação que proíbe a propriedade cruzada. Isso significa que uma operadora não pode ter mais de 50% da parte de uma emissora ou estúdio. O contrário é de 30%. Assim, deve-se garantir que outras marcas não sejam prejudicadas pelo grande monopólio. 

Dessa forma, quando a AT&T – grande operadora de telefonia nos Estados Unidos, e dona da Turner – anunciou que compraria a SKY, houve um conflito com a legislação. Pois, ela não poderia ser dona de um canal e de uma empresa de TV a cabo. 

Porém, a Anatel barrou, alegando propriedade cruzada. E deu o prazo de 18 meses para resolverem o impasse. Ou a SKY sairia do grupo, ou teria de reduzir a quantidade de conteúdos. Você pode ler mais sobre esse caso, neste outro artigo aqui.

E assim, se deu o fim do Esporte Interativo na TV. Com isso, dos 300 funcionários, apenas 120 continuaram a trabalhar. Já que o Esporte Interativo seguirá existindo pelas redes sociais – Facebook, Instagram e YouTube -, além do seu próprio aplicativo. Através desses meios, serão transmitidos alguns conteúdos ao vivo. A Champions League e da Série A do Brasileirão serão transmitidas pelos canais Space e a TNT. 

Além da legislação brasileira, tiveram outros motivos para a AT&T optar pelo fim do Esporte Interativo. Um deles foi que o canal não gerava tanto lucro. Isso se deve ao fato de que, comprar direito de transmissões de tantos campeonatos nacionais e internacionais custam um alto valor. 

Além disso, a fusão entre a ESPN e a Fox, reduziu a força do canal. E, consequentemente, diminuindo a chance de lucro.

Aumento do serviço de Streaming

Esse é considerado outro fato muito importante para o fim do Esporte Interativo. Segundo estudo do App Annie, entre 2016 e 2018, o aumento no consumo de streaming foi de 130%. Deixando o Brasil na sexta posição entre todos os países. A Índia está em primeiro lugar, seguida pela Coreia do Sul, Austrália, Indonésia e Tailândia.

Já na pesquisa realizada pelo Ibope Conecta e Omelete Group – divulgada na Comic Con 2018 -, o motivo que leva tantas pessoas a optarem pelo serviço é o valor. Pois, comparado aos preços de planos de TV a cabo, o streaming sai bem mais em conta. Dessa forma, o consumo da TV paga caiu de 73% para 68%, de 2014 a 2017.

Isso se dá pelo novo tipo de conteúdo que os telespectadores esperam. A TV aberta, na sua maioria, têm a mesma programação há anos. O que sua mãe via quando era adolescente, tem uma grande chance de ainda estar no ar. E, as novas gerações querem mudanças. Não só na programação, mas nos seus conteúdos.

Por isso, o streaming vem se tornando uma poderosa ferramenta de transmissão de conteúdos. Além disso, você tem acesso a todos os filmes e séries na hora e no dia que preferir. E, sem nenhuma propaganda interrompendo. Esses realmente são motivos mais que suficientes para largar a TV aberta.

E quanto a TV fechada, podemos usar muitos desses argumentos. E, claro, falar sobre os altos preços, comparados com os serviços de streaming.

Mesmo com o fim do Esporte Interativo nas TV, você ainda pode assistir pelas redes sociais ou aplicativo. Então, mesmo com todos os motivos que levaram a esse canal não passar mais, ainda sim, podemos assisti-lo.

Saiba também, que além do Esporte Interativo existem outras formas de acompanhar jogos em tempo real, conforme mostramos neste post. Veja também quais são os melhores canais de futebol na TV e no YouTube.

❌Chega de ficar sem internet!

Na TIM, você navega à vontade e dispõe de uma série de benefícios exclusivos.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.