Facebook Libra: conheça a criptomoeda oficial do Facebook

facebook libra

Uma criptomoeda global simples e acessível. Essa é uma das definições que o Facebook tem defendido sobre o Libra, criptomoeda da rede que deve ser lançada em 2020. O anúncio da moeda foi realizado em junho de 2019, e desde então tem gerado várias discussões e polêmicas sobre a segurança e validade do projeto.

Na prática, o Facebook Libra deverá viabilizar o acesso aos serviços financeiros a mais de 1,7 bilhão de pessoas que hoje não possuem uma conta bancária. Além de romper com os sistemas bancários tradicionais, a criptomoeda deverá transformar totalmente as operações financeiras, desburocratizando e agilizando diferentes processos.

Quer saber tudo sobre o Facebook Libra? Então, continue a leitura e entenda como irá funcionar esse novo projeto inovador da empresa de Mark Zuckerberg.

Leia também: Transações com bitcoin precisam ser declaradas à Receita Federal

O que é o Facebook Libra?

A Facebook Libra é uma criptomoeda, ou moeda digital, que funcionará de modo independente dos sistemas tradicionais de bancos e instituições financeiras. As operações e transações irão ocorrer a partir do Facebook Messenger e do WhatsApp, tendo como base uma plataforma de blockchain para garantir a segurança dos processos.

Em outras palavras, com a Facebook Libra os usuários da maior rede social do mundo poderão realizar transferências financeiras, pagamentos e compras online e físicas, de modo simples e desburocratizado. Tudo isso, representará uma verdadeira revolução nos sistemas e instituições financeiras mais tradicionais.

Investimento e juros

Diferente de outras criptomoedas como a bitcoin, que pagam juros aos investidores, a Facebook Libra não funcionará como um fundo de investimento.

Os rendimentos dos títulos não serão dos portadores do Libra, mas da Associação Libra, composta por parceiros e apoiadores do projeto.

A associação Libra irá liderar um programa de subsídios de impacto social de esforços de inclusão financeira em todo o mundo.

Na prática, a Facebook Libra irá funcionar como uma stablecoin, isto é, uma moeda estável.

Isso significa que ela não sofrerá oscilações de mercado como outras moedas, como por exemplo, o real e o dólar.

Isso irá facilitar as operações financeiras e a adoção mundial da moeda.

Mas, como funciona a Facebook Libra?

A Facebook Libra irá funcionar a partir do Facebook Messenger, o WhatsApp e ainda por um aplicativo específico.

Dessa forma, a criptomoeda estará disponível para qualquer pessoa com um celular ou dispositivo com acesso a internet.

A aquisição de uma Libra será a partir da troca de moedas reais pela moeda digital. O cliente poderá depositar um valor em dólares, por exemplo, que será convertido em Libra.

No caso do real, será necessário fazer a conversão para alguma das moedas do fundo de ativos.

Outra característica importante sobre as transações do Libra é que, inicialmente, elas serão irreversíveis.

As operações também não serão totalmente gratuitas (embora as taxas sejam muito inferiores às cobradas pelos bancos tradicionais): cada operação irá custar uma fração de centavo para cobrir os gastos de processamento, e para desestimular agentes maliciosos de criar milhões de transações (para ataques DDoS, por exemplo).

Princípios da Facebook Libra

Para garantir a segurança, a estabilidade e escalabilidade da moeda, a Facebook Libra é baseada em três princípios e características:

  1. Desenvolvimento em um blockchain escalável e confiável;
  2. Lastreamento por uma reserva de ativos criada para garantir seu valor intrínseco;
  3. Governado pela Associação Libra, uma organização independente encarregada do desenvolvimento do ecossistema.

Saiba mais sobre cada um desses aspectos a seguir.

Blockchain Libra

A moeda de Libra é desenvolvida em torno do “Blockchain Libra”.

O Blockchain é uma tecnologia que registra todas as transações de uma moeda virtual, no caso, da Facebook Libra, sendo uma fonte de dados confiável e permanente.

De modo objetivo, o Blockchain Libra irá funcionar como um banco de dados programável e descentralizado, que irá suportar e registrar bilhões de atividades da criptomoeda.

Assim, o Blockchain Libra foi desenvolvido com um código aberto e uma linguagem própria, para garantir a segurança dos usuários e das operações financeiras realizadas nos aplicativos digitais.

Reserva de ativos

Diferentemente da maioria das criptomoedas, o Libra é totalmente respaldado por uma reserva de ativos reais.

Assim, para evitar a desvalorização e garantir a estabilidade da moeda digital, o Facebook Libra terá um fundo de aproximadamente US$ 1 bilhão.

Esse fundo será composto por dólar americano (50%), euro (18%), libra esterlina (11%) e dólar de Cingapura (7%). A moeda oficial da China, o yuan, não fará parte do fundo, uma vez que o país também está desenvolvendo a sua própria criptomoeda.

Dessa forma, há maior confiança de que a moeda não será desvalorizada ou sofrerá oscilações ao longo do tempo. Os depósitos bancários e títulos públicos de curto prazo irão formar uma Reserva Libra, para cada Libra criado.

Associação Libra

A Associação Libra (Libra Association) é uma organização de membros independente e sem fins lucrativos com sede em Genebra, na Suíça. A associação tem como objetivo coordenar e regular a moeda digital sem a influência do Facebook.

O objetivo da associação é coordenar e fornecer uma estrutura de governança para a rede e a reserva de ativos, e liderar a concessão de subsídios de impacto social em apoio à inclusão financeira.

Os Membros da Associação Libra serão instituições acadêmicas, organizações internacionais e sem fins lucrativos, e empresas de diversos setores, de diferentes partes do mundo. O grupo inicial de organizações que trabalharão juntas para completar o quadro da associação, tornando-se “Membros Fundadores”, por setor são:

  • Pagamentos: Mastercard, Mercado Pago, PayPal, PayU (braço fintech da Naspers), Stripe, Visa
  • Tecnologia e mercados: Booking Holdings, eBay, Facebook/Calibra, Farfetch, Lyft, Spotify AB, Uber Technologies, Inc.
  • Telecomunicações: Iliad, Vodafone Group
  • Blockchain: Anchorage, Bison Trails, Coinbase, Inc., Xapo Holdings Limited
  • Capital de risco: Andreessen Horowitz, Breakthrough Initiatives, Ribbit Capital, Thrive Capital, Union Square Ventures
  • Organizações internacionais e sem fins lucrativos, e instituições acadêmicas: Creative Destruction Lab, Kiva, Mercy Corps, Women’s World Banking.

A expectativa é de ter aproximadamente 100 membros da Associação Libra até o lançamento da moeda, no primeiro semestre de 2020. Diante disso, vale destacar ainda que a moeda Libra não será propriedade do Facebook, sendo totalmente gerenciada e controlada pela Associação Libra.

Reações sobre a Facebook Libra

Desde a notícia de seu lançamento, o Libra tem gerado várias discussões e polêmicas na comunidade internacional.

Isso porque, nos últimos anos o Facebook esteve envolvido em vários casos de vazamento de dados e problemas de segurança na rede social. Assim, a segurança da nova criptomoeda vem sendo questionada.

Mas além dos temores relacionados ao uso indevido de dados, a moeda vem sendo alvo de duras críticas por alguns países como a França. De acordo com os opositores da moeda, o Libra pode vir a ser utilizado para fins ilícitos, como lavagem de dinheiro e financiamento de grupos terroristas.

Ademais, alguns representações políticas temem que a Facebook Libra acabe criando uma concorrência desleal com outros sistemas financeiros, desestabilizando a economia mundial.

Nesse sentido, diversas lideranças políticas têm cobrado maiores esclarecimentos sobre o funcionamento da moeda e uma regulamentação do Libra.

O Facebook defende os objetivos da moeda e sustenta que o Libra não irá substituir outras formas de dinheiro, e que o lançamento só irá ocorrer quando o projeto satisfazer plenamente questões jurídicas e de segurança.

Lançamento

Vale destacar que o lançamento da criptomoeda só está previsto para o ano de 2020, e que até lá é possível que surjam algumas mudanças e adequações jurídicas em função das polêmicas do projeto.

No site da Facebook Libra é possível conhecer mais detalhes sobre a moeda, linguagem de programação, Associação Libra e outros pontos.

Quer saber mais informações sobre criptomoedas? Então, acesse o artigo O que são criptomoedas e como usá-las, e entenda como a tecnologia cresceu tanto nos últimos anos e, principalmente, como ganhar dinheiro com ela.

Acompanhe também nossas publicações aqui no blog e fique por dentro de todas as novidades e tendências no setor de tecnologia e inovação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *