Saiba qual a diferença entre modem e roteador

Ainda que sejam confundidos com frequência, a diferença entre modem e roteador pode ser entendida facilmente. Ambos são equipamentos que atuam no estabelecimento da conexão de internet, mas que possuem funções e objetivos distintos.

Enquanto o modem trabalha na conversão de sinais analógicos e digitais e funciona como uma espécie de portal para internet instalado na sua casa, o roteador é responsável por distribuir o sinal de internet para os aparelhos ao redor que podem se conectar sem fio.

Entenda melhor neste artigo a diferença entre modem e roteador, qual o papel de cada um e como eles funcionam. É possível que um único aparelho sirva como modem e roteador ao mesmo tempo?

Além disso, veja ainda quais as diferenças desses dois dispositivos para outros dois aparelhos que estão presentes nas conexões de internet: o hub e o switch. Confira abaixo!

Leia maisConheça o novo carregador turbo

O que é um modem?

O termo modem vem de modulação. Trata-se de um aparelho de hardware responsável pelo recebimento de dados do seu provedor de internet. Esses dados podem ser transmitidos de diversas maneiras, como via cabo coaxial, fibra óptica e via cabos de rede telefônica (ADSL).

No exemplo da conexão via rede de telefonia fixa, o cabo do telefone é conectado ao modem, que possui uma saída para conexão de um cabo ethernet. O modem vai atuar na modulação e na demodulação, no meio termo entre o computador e o provedor de internet.

Ele demodula as informações recebidas via linha telefônica e transmite ao computador e modula o caminho inverso. 

Essa é, inclusive, a razão pela qual muitas operadoras de telefonia oferecem descontos para usuários de telefone fixo que vão aderir à uma rede de internet ADSL, uma vez que só é necessário instalar o modem.

Por outro lado, sabemos que hoje em dia a tecnologia de internet via ADSL já não basta, uma vez que boa parte das pessoas estão conectadas para além de com computador de mesa. Para distribuir o sinal de internet que chega até o modem é que surgem então os roteadores.

O que é um roteador?

O roteador é um dispositivo que faz a ligação das redes de computadores. Ele serve como uma ponte entre o modem e os seus aparelhos que podem se conectar sem fio, como notebook, tablet e celulares.

Responsável pelo tráfego da internet, o roteador recebe o sinal do modem e o distribui via Wi-Fi. Os modelos mais antigos podem ser visivelmente identificáveis em relação aos modems, pois possuem uma antena aparente. No entanto, alguns modelos possuem antenas internas.

Além disso, é possível que você possua em sua casa apenas um aparelho e, mesmo assim, tenha conexão Wi-Fi disponível. Isso acontece graças à demanda pela internet sem fio que levou muitas operadoras a trabalharem com equipamentos que são ao mesmo tempo um modem e roteador, principalmente em planos com maiores velocidades.

A concentração das funções de modem e roteador em um só aparelho apresenta muitas vantagens, como a redução do espaço ocupado, a economia de energia e a manutenção mais simples. 

As versões mais modernas de roteadores possuem cada vez mais recursos, que vão além da conectividade sem fio. Por exemplo as múltiplas entradas para possibilidade de conexão de computadores via cabo na rede local, firewall para a proteção dos aparelhos conectados, um protocolo DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol) que diferencia o IP de cada dispositivo, entre outras.

Além da diferença entre modem e roteador, você pode já ter se deparado com outros termos utilizados em contextos parecidos e que podem gerar confusão. Entre eles estão o hub e o switch. Ambos possuem como função a interligação entre os computadores de uma rede local, diferentemente do roteador, que pode enviar pacotes de dados para outras redes. Entenda melhor!

O que é um hub?

Uma das traduções literais de “hub” do inglês para o português é “ponto central”, e é essa a função que o aparelho hub exerce na montagem de uma rede. O aparelho basicamente recebe dados de um computador e os transmite para outro.

A rede que possui aparelhos interligados por um hub, em geral, apresenta lentidão de acordo com o maior número de máquinas interligadas. Isso, porque durante a transmissão de um computador para outro todos os outros dispositivos conectados ficam bloqueados e precisam esperar para enviar novos dados.

O hub não é capaz de identificar o computador destinatário e encaminhar as informações especificamente para esse fim. Dessa forma, os aparelhos conectados acabam ficando responsáveis por verificar a sua própria titularidade em relação aos dados que atravessam a rede.

Ainda que possuam várias portas de entrada, possibilitando a conexão de vários computadores, a limitação de velocidade tornou os hubs em dispositivos obsoletos. Seu substituto é o switch.

O que é um switch?

Similar ao hub na sua função e na sua aparência, o switch também faz a ligação entre os computadores de uma rede local. No entanto, a principal diferença está na maneira de transmitir as informações.

O switch, ao contrário do hub, consegue identificar o destinatário de cada solicitação de envio feita por um remetente. Dessa forma, o aparelho cria uma espécie de mapa relacionando o endereço de cada dispositivo conectado.

Os dados enviados de um computador A para um computador E passam pelo caminho A – E, sem que os computadores B, C e D reconheçam e percam tempo com essa transação.

Em resumo, as conexões acontecem paralelamente sem que ocorra o congestionamento da rede e do fluxo de informações. A exceção é quando um mesmo destinatário está recebendo informações de mais de um remetente. Ainda assim, o desempenho da comunicação é maior que o sistema interligado por um hub.

Os switches também são encontrados no mercado com grandes quantidades de entradas para conexão e também podem ser interligados entre si, multiplicando o tamanho da rede local. Além disso, o preço também compensa. Alguns modelos também conhecidos como “hub switch” são ideais para redes menores, e possuem um valor mais acessível.

Leia mais

Agora que você já sabe a diferença entre um modem e um roteador, que tal dar uma olhada em outras dicas relacionadas à conexão de internet que já publicamos aqui no blog? Confira:

Com o Compara Plano você tira as suas dúvidas sobre as ofertas de planos e pacotes das operadoras e toma a melhor decisão na hora de contratar telefonia fixa, móvel, TV a cabo e internet.

Além disso, em nosso blog você encontra publicações sobre o mundo da tecnologia, com artigos sobre novos lançamentos, direito do consumidor, tendências da internet, dicas e curiosidades. Fique ligado, pois temos post novo todo dia!

2 responses to “Saiba qual a diferença entre modem e roteador

  1. É recomendável comprar um roteador potente (A fim de ter mais desempenho, estabilidade e proveito total da internet contratada), pra operar em conjunto com o modem entregues como comodato pelas operadoras?

    1. Oi, Francis.

      Em geral os roteadores com menor capacidade reproduzem a velocidade real entre 300 e 800MB dependendo da frequência da Wi-Fi (2.4 e 5GHz). O cabo, por outro lado, se estiver em boas condições deve passar a velocidade 100% real. Outro ponto a observar é o tamanho do perímetro que o sinal do roteador deverá cobrir, como o tamanho da sua casa ou escritório, e levar em conta a distância que cada modelo específico cobre na hora de comprar.

      Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Contrate via chat