Categorias: Novidades

Como funciona o Pix? Entenda e comece a usar a ferramenta

Se você se incomodava em pagar taxas toda vez que ia fazer uma transferência bancária, seus problemas acabaram. Com o Pix você tem a facilidade de realizar transações financeiras a qualquer hora do dia e sem pagar nenhuma taxa. Mas afinal, como funciona o Pix?

Ativo desde o dia 16 de novembro de 2020, o Pix permite a realização de transferências e pagamentos em até 10 segundos. Além disso, está sempre disponível: 7 dias por semana, 24 hora por dia.

Quer saber mais detalhes de como funciona o Pix? Acompanhe!

Saiba maisChave PIX: saiba como cadastrar e aproveitar a novidade!

CONFIRA AS OPÇÕES DE PLANOS DA CLARO QUE MAIS DE ADAPTAM A VOCÊ!

O que é o Pix

O Pix é um sistema de pagamento instantâneo que foi criado pelo Banco Central como uma alternativa ao TED (Transferência Eletrônica Disponível), ao DOC (Documento de Ordem de Crédito) e outras formas de pagamentos. Ele permite que pessoas físicas e jurídicas realizem transações, pagamentos ou recebimentos.

Essas transações podem todas ser feitas pelo seu smartphone, através do aplicativo da instituição bancária ou fintech. Além disso, elas são feitas de forma rápida, onde o pagamento é instantâneo em qualquer dia da semana, inclusive em fins de semana e feriados, e em qualquer horário.

Pode ser utilizado para fazer transferências e também para pagamento de estabelecimentos comerciais.

Características do Pix segundo o Banco Central

  • Aberto: possibilita pagamento entre instituições distintas;
  • Barato: é gratuito para pessoa física pagadora e tem custo baixo para os outros casos;
  • Disponível: como mencionamos, você pode realizar as transações a qualquer dia e qualquer horário;
  • Fácil: facilmente executável;
  • Integrado: facilita a automação dos processos e conciliação de pagamentos;
  • Rápido: concluído em até 10 segundos;
  • Seguro: tem mecanismos e medidas que garantem a segurança das transações;
  • Versátil: independe do tipo ou valor da transação, nem de quem está realizando.

Para facilitar a padronização e acesso a todos, todas as instituições financeiras que tenham mais de 500 mil contas ativas terão que oferecer o serviço do Pix. As que têm menos contas poderão optar por oferecer ou não.

A adoção do Pix não significa que as modalidades tradicionais, como DOC e TED, não existirão mais. No entanto, é possível que elas fiquem em desuso por conta das facilidades oferecidas pelo Pix.

Isso tudo porque o Pix tem como um dos objetivos adequar a nossa relação com o dinheiro, adequada à tecnologia que já existe. Dessa forma, aumentando a inclusão financeira e estimulando a competitividade do mercado financeiro.

Como funcionam as transações bancárias hoje em dia

Hoje em dia as transações bancárias são feitas da seguinte maneira:

  • Boleto: só é aceito em dias úteis e o dinheiro só fica disponível no dia útil seguinte que o boleto foi pago;
  • Cartão de crédito: o recebedor muitas vezes só recebe o dinheiro 28 dias depois da compra efetuada. É necessário ter uma máquina ou dispositivo para receber;
  • Cartão de débito: o dinheiro fica disponível muitas vezes apenas 2 dias depois da compra efetuada. Também é necessário ter a máquina;
  • Dinheiro: se for depositado um valor muito grande, pode gerar insegurança para o portador;
  • DOC: o dinheiro depositado cai na conta no dia seguinte, podendo levar até um dia útil, dependendo do horário que foi feita a transferência. O valor máximo para realizar um DOC é de R$ 4.999,99. Só funciona em dia útil e é necessário saber os dados completos do recebedor, incluindo CPF ou CNPJ;
  • TED: o dinheiro depositado cai na conta até as 17 horas do mesmo dia. Não tem valor mínimo nem máximo para realizar a transação. Também só funciona em dia útil e da mesma forma, também necessita dos dados completos do recebedor.

Dessa forma, o Pix passa a ser uma opção alternativa a todas essas que citamos, sendo, como já falamos, rápido e barato.

Como funciona o Pix

Para fazer as transações é necessário somente a chave Pix, que vamos falar mais na frente. Além disso, o pagamento de boletos pode ser feito usando o QR Code do recebedor, o dinheiro cai na hora e pode ser feito em qualquer dia da semana.

As transações do Pix podem ser feitas entre pessoas, com estabelecimentos comerciais, entre os estabelecimentos e para o pagamento de impostos e taxas. Tanto pagador como recebedor devem ter conta em banco ou instituição de pagamento ou ainda em uma fintech.

A transação é gratuita para pessoas físicas, enquanto pessoas jurídicas podem ter que pagar dependendo da instituição.

Quando você abrir seu aplicativo do banco, ele aparecerá na tela principal como uma opção de transação.

O que são as chaves Pix e como cadastrá-las

As chaves Pix são as identificações da sua conta. É como se elas fossem o endereço da sua conta bancária.

São 4 opções de chaves: CPF ou CNPJ, e-mail, número do celular ou uma chave aleatória que você pode criar. Dessa forma, quando você precisar fazer um Pix, você só precisa da chave da pessoa, sem necessitar de dados complementares como banco, nome completo, entre outros.

Cada pessoa física pode ter 5 chaves para cada conta que tiver. Já a jurídica pode ter até 20 por conta. No entanto, se você tem mais de uma conta, saiba que não poderá cadastrar a mesma chave para duas. Ou seja, se você colocou o seu CPF como chave Pix da sua conta no banco X, no Y terá que usar seu celular, por exemplo, ou outra chave que não o CPF.

Como funciona a transação com o Pix

Quando você abre seu aplicativo do banco ou instituição financeira, o Pix está, provavelmente, já na página principal do app.

Quando você clica no Pix, você terá uma série de opções, tais como:

  • Ler QR Code: se você quer realizar um pagamento a um estabelecimento comercial;
  • Pagar com Pix: para você pagar alguém ou fazer uma transferência;
  • Cobrar com QR Code/Receber: se você deseja que paguem a você;
  • Pix Copia e Cola: se você copiou o QR Code, é só colar nesse espaço.

Alguns apps vão oferecer outras funcionalidades como pagar serviços digitais, como Spotify ou Uber, por exemplo.

Como funciona o pagamento com o Pix por QR Code

Você pode utilizar o pagamento com QR Code de duas maneiras:

  • QR Code dinâmico: é um código que é exclusivo para cada transação. Pode incluir, além do valor, informações como a identificação do recebedor, minimizando as chances de desvio de dinheiro. Esse tipo de QR Code é o mais adequado para pagamento de compras;
  • QR Code estático: nesse caso, é um único código para múltiplas transações. Ele pode ser usado por um lojista ou prestador de serviço, onde ele define um valor para um produto ou um valor pelo pagador. Ideal para usar entre duas pessoas.

Como decidir qual a melhor opção na hora de fazer uma transação?

Para saber a melhor maneira de realizar a sua transação, você precisa, primeiramente, analisar as suas necessidades. Dessa forma, você pode utilizar os seguintes critérios:

  • Pagar produtos ou serviços à vista: para você pode não fazer diferença pagar com Pix, dinheiro, débito ou boleto. No entanto para o recebedor, o Pix ou o dinheiro vão ser melhores pelo recebimento imediato;
  • Pagar produtos ou serviços no crédito: se você não tem dinheiro na conta, deseja postergar o pagamento e o recebedor aceita cartão de crédito, provavelmente essa será sua melhor opção nesse caso;
  • Transferências: para esse tipo de serviço, o Pix é a opção mais rápida e prática.

CONFIRA OS MELHORES PLANOS DA TIM PARA O SEU CELULAR

Leia também: App Nubank: veja os cuidados que você deve ter ao usar o banco virtual

E para você, ficou claro como funciona o Pix?

Agora que explicamos como funciona o Pix, você se sente seguro para fazer sua chave e utilizar o serviço? Conta pra gente se você já está utilizando e se está gostando!

Enfim, se você gostou do nosso conteúdo e quer saber mais sobre outros assuntos, como tecnologia, planos e pacotesdicas e curiosidades, continue acompanhando o Compara Plano.

Até a próxima!

Aline Almeida

Posts Recentes

Qual a internet mais rápida do mundo? Descubra aqui!

Para falar sobre a internet mais rápida do mundo, é preciso entender como é o funcionamento da tecnologia, e onde…

23 minutos atrás

TIM Smart ainda existe? Conheça os planos da operadora

O plano TIM Smart Pré Pago não é mais comercializado na TIM. Foi um plano mais básico oferecido pela operadora…

1 dia atrás

ok- Como usar o Skype: veja como começar!

O Skype é uma ótima ferramenta, que permite conversas via videoconferência em todo mundo. Tanto indivíduos como empresas utilizam a…

2 dias atrás

Internet sem fidelidade: como encontrar o melhor plano?

Apesar de ser obrigatório que as operadoras ofereçam planos de internet sem fidelidade, a maioria das opções mais completas de…

3 dias atrás

Claro Troca: use seu aparelho atual para pagar o novo

Claro Troca é um programa criado pela operadora para facilitar a aquisição de um celular novo, onde o cliente pode…

3 dias atrás

TIM TV: existe TV por assinatura na operadora?

A TIM conta com diferentes modalidades de serviços, busca aumentar e oferecer novidades para seus clientes, mas a TIM TV…

3 dias atrás

Este site usa cookies.