Celular dobrável: conheça os modelos dessa nova tendência

A grande tendência tecnológica de 2019 no que diz respeito a dispositivos móveis foi o celular dobrável. Diversas marcas líderes de mercado anunciaram que estão investindo na inovação e desenvolvendo seus modelos flexíveis. Algumas, como Samsung e Huawei, chegaram a lançar aparelhos que já estão disponíveis nas lojas de alguns países.

O primeiro smartphone dobrável do mundo a ser lançado oficialmente, no entanto, não pertence a nenhuma das grandes marcas que disputam a liderança do mercado mobile. A desconhecida startup chinesa Royole saiu na frente das gigantes da tecnologia que haviam apenas anunciado seus novos modelos e surpreendeu ao colocar à venda na China o aparelho FlexPai.

Saiba como foi o desempenho do primeiro smartphone flexível, que inaugurou o novo conceito, e como chegaram ao público os celulares dobráveis mais esperados do mercado.

Primeiro celular dobrável do mundo

Ainda que o modelo não seja um sucesso entre o público, o FlexPai da Royole fez história ao ser o primeiro celular dobrável do mundo. Ele foi lançado ainda no primeiro semestre de 2019 por US$1300, o que em reais seria aproximadamente R$4900, por conversão direta sem taxas e impostos.

Um dos pontos que chamou mais a atenção no FlexPai é que ele não dobra completamente. O sistema de dobradiça central permite que as pontas fiquem em contato, mas sobra um espaço no lado oposto. Em seu formato fechado, as telas ficam expostas para a parte de fora e funcionam de forma independente.

Testes com a novidade

Como costuma acontecer com qualquer grande novidade, logo que o FlexPai chegou ao mercado, especialistas trataram de realizar testes. A tela OLED de 7,8 polegadas é feita em plástico, material que possibilita a dobra, e apresentou baixa resistência com vincos e marcas. Além disso, apresentou diversos sinais de dano com a manipulação.

Leia mais: Os celulares mais caros do mundo!

Samsung Galaxy Fold

A sul-coreana Samsung é uma das maiores fabricantes de dispositivos móveis do mundo. Por isso, nada mais natural que o seu celular dobrável ser um dos mais esperados do ano. Também porque, pelo tamanho da marca, é um dos modelos que tem mais chance de chegar amplamente ao mercado internacional e a países emergentes como o Brasil.

Após anúncio oficial, demora e expectativa, o Galaxy Fold finalmente chegou às lojas em outubro, por US$1980 (o equivalente a quase R$8 mil). O aparelho possui uma tela principal de 7,3 polegadas e uma tela secundária que aparece ao fechar o sistema de dobra. Esse segundo display possui 4,6 polegadas.

Nós preparamos um material completo sobre o Samsung Galaxy Fold. Confira o review completo.

Promessa de novos modelos com tela de vidro

Um dos principais inconvenientes de todos os modelos dobráveis apresentados é o display plástico. As telas precisam ser feitas de um material flexível para que a dobra funcione. Entretanto, isso deixa os dispositivos muito frágeis, e eles acabam oferecendo menos resistência do que as tradicionais telas de vidro reforçadas por camadas de proteção.

Ciente disso, logo após lançar o seu primeiro celular dobrável, a Samsung anunciou que está trabalhando no desenvolvimento de um aparelho com tela de vidro ultrafino do tipo UTG para solucionar o inconveniente. Nesse projeto, o display estaria protegido por um flip e seria mostrado somente no formato aberto. Informações passadas pela empresa dão a entender que o smartphone não seria uma nova geração do Galaxy Fold, mas, sim, uma nova linha da marca no segmento.

Celular dobrável da Huawei

O Mate X foi lançado pela Huawei somente na China e em edição limitada por 16.999 yuan, valor que em reais seria de quase R$10 mil. O aparelho chegou movimentando o mercado não apenas pelo novo conceito de tela dobrável, mas também pelo seu desempenho de conexão com a internet. Testes divulgados pela marca mostraram o celular chegando a velocidades recordes de download com o seu suporte à rede 5G. É preciso notar que há, por enquanto, poucos modelos de celular compatíveis com a rede 5G, além de pouca disponibilidade do serviço. Mas, a Huawei está se esforçando para trazê-la ao país, em parceria com a Oi.

Quanto à tela flexível, o Mate X se destaca pela excelência no acabamento. A tela principal de 8 polegadas lembra a de um tablet e, na versão compacta, se transforma em duas telas de 6,6 polegadas cada. O inconveniente: elas permanecem constantemente expostas, em razão de a dobra ser para fora.

Além de ser maior que o principal concorrente, o Galaxy Fold, o celular da Huawei também é mais fino e tem um sistema de dobradiça patenteado pela própria marca.

Seu sistema de câmeras tripla, com 40MP, 16MP e 8MP, também chama a atenção, porque faz o papel tanto de câmera principal como de selfie, tudo com a mesma qualidade de imagem.

Se você quiser conhecê-lo mais a fundo, neste outro artigo do nosso blog trazemos o Huawei Mate X por completo.

Microsoft anuncia Surface Duo

A nova tendência dos celulares dobráveis fez reaparecer no mercado a Microsoft, que estava adormecida nesse segmento desde o pouco sucesso do Windows Phone, já há alguns anos. A fabricante anunciou o lançamento em breve do seu exclusivo Surface Duo, que será uma mescla de celular flexível com laptop compacto.

Ainda que com poucos detalhes, a marca confirmou que o smartphone chegará ao mercado em 2020, assim como o notebook com design futurista Surface Neo. O celular dobrável terá duas telas de 5,6 polegadas cada, e elas estarão localizadas na parte interna do aparelho. Ao que tudo indica, o Duo será muito semelhante ao Neo, porém em formato bem menor, para se carregar na mão como qualquer telefone.

Para evitar a necessidade de usar display plástico, muito menos resistente, a Microsoft optou por dividir as duas telas por uma borda ultra fina. O aparelho em formato aberto terá a maior tela anunciada até o momento: serão 8,3 polegadas.

Uma informação importante animou os usuários. O Surface Duo rodará com sistema operacional Android, ainda que customizado para oferecer uma experiência que lembre o Windows, um dos principais produtos da marca.

Apple avalia lançar celular dobrável

No meio de tantos anúncios de inovações tecnológicas em dispositivos móveis, todos se perguntam o que estará planejando a Apple, empresa conhecida pelo seu pioneirismo em aparelhos digitais.

Embora ainda não tenha feito nenhum comunicado oficial mencionando celulares com sistemas de telas flexíveis, a empresa americana já registrou uma patente do seu projeto de celular dobrável.

Especulações de mercado sugerem que o modelo poderá ser lançado no segundo semestre de 2020 e deverá apresentar características que concorrem diretamente com os modelos apresentados por outras marcas.

Novos modelos devem chegar em 2020

O ano de 2019 marcou a arrancada de celulares dobráveis, e 2020 deve ser o ano em que os modelos chegarão de vez ao mercado. Assim como a Apple, marcas como Motorola e Xiaomi têm projetos de aparelhos com telas flexíveis patenteados e estão trabalhando nos seus desenvolvimentos.

Além disso, a fabricante TCL – que possui as marcas Alcatel, BlackBerry e Palm, a chinesa Oppo -, pouco conhecida no mercado ocidental, e a LG também mostraram protótipos de modelos que seguem esse conceito.

É esperar pra ver o que o mercado de telefonia móvel tem a oferecer nesse avanço desenfreado de desenvolvimento pelo qual estamos – agradavelmente – passando. Contudo, enquanto o futuro dobrável não chega às lojas, dá pra checar os melhores celulares com tela de 2019, pra que você já vá se acostumando com displays dessas proporções.

Leia maisInternet das Coisas: o que é e como funciona

Se você gostou do nosso conteúdo e quer saber mais sobre tecnologiaplanos e pacotesdicas e curiosidades, acompanhe o Compara Plano. Estamos muito satisfeitos em te ver por aqui!