Black Friday 2020: dicas para se preparar e aproveitar a data

Anote na sua agenda do celular, no despertador, na sua geladeira, na parede do seu quarto, enfim: a Black Friday 2020 cairá no dia 27 de novembro. Sem dúvida, é uma data muito esperada pelos consumidores atrás de promoções imperdíveis, principalmente, agora, em sites de compra online. Realmente, é bastante comum lojas darem descontos tentadores de 50%, 60% e até 70%. Mas vá com calma! Certifique-se onde você está fazendo a compra e veja dicas nesse post.

O Black Friday 2020 terá uma característica um pouco diferente em relação ao evento dos anos anteriores. Por conta dos reflexos da pandemia do novo coronavírus, que, para lembrar, ainda está na rua, o e-commerce deve aparecer com ainda mais força. Isso porque em muitas cidades o comércio de rua ainda trabalha em horário reduzido e com restrições para evitar aglomerações.

Independente disso, é uma ótima data para você comprar aquele aparelho eletrônico tão esperado, ou uma roupa, tênis, brinquedo, videogame, enfim, a feira é livre! Para você ter uma ideia, a Black Friday é um bom período também para contratar planos de celulares e até comprar um aparelho totalmente novo. Fique de olho, por exemplo, nas promos que a Claro ou da TIM vão preparar para você.

Neste post, vamos dar algumas dicas para encontrar as melhores promoções nesse Black Friday e também evitar ciladas e sites fraudulentos, enfim, levar aquele prejuízo ao invés de economizar. Confira!

Leia também: Descubra o melhor plano de TV, internet de celular no Compara Plano

CONFIRA AS OPÇÕES DE PLANOS DA CLARO QUE MAIS DE ADAPTAM A VOCÊ!

Black Friday 2020: tendências para esse ano

Recentemente, a Google apresentou algumas tendências para o evento deste ano. Para a gigante da internet, a nova relação com o digital, impulsionada também pela pandemia, e mudanças de comportamento, levam o consumidor a estar mais consciente e planejar mais a compra. Ou seja, na visão de executivos do Google, o próximo Black Friday será para fazer bons negócios, no sentido mais amplo, e não apenas dar ultradescontos.

Ou seja, as lojas devem aproveitar o momento não só para queimar estoque, mas para lançarem novos produtos e serviços, por exemplo. Vamos deixar claro que essa é uma visão global da data para o Google. Já no Brasil, de acordo com a avaliação da empresa, o critério preço ainda é o mais importante para o consumidor.

Em outras palavras, o brasileiro busca descontos por meio de cupons ou cashbacks, entre outras formas de abater o valor do projeto. Outra tendência é a procura pelo frete grátis, identificada nas buscas do Google. Muitas marcas de compras online, como a Amazon e a Americanas.com, inclusive, já criaram produtos como o “Prime”, que concede frete grátis e mais rápido a muitos produtos das lojas por meio de uma mensalidade.

Leia também: Black Friday no Brasil: vale a pena comprar smartphones?

Pandemia impulsiona e-commerce na Black Friday

Como falamos acima, a pandemia deu impulso gigantesco às compras online. Para você ter uma ideia, 7,3 milhões de brasileiros compraram na internet pela primeira vez nesse período, de acordo com a 42.ª edição do Webshoppers, da Ebit | Nielsen em parceria com a Elo. O mesmo levantamento mostrou que 40% mais consumidores entraram no e-commerce entre 5 de abril e 28 de junho.

Portanto, prepare sua internet para aproveitar as promoções nas lojas que você mais gosta.

Leia também: 8 dicas para comprar jogos baratos na internet

Não caia na “Black Fraude”

Infelizmente, você poderá ir do céu ao inferno na Black Friday. Isso porque empresas fraudulentas aproveitam a data para aplicar golpes nos consumidores. Principalmente, como o roubo de dados pessoais e senhas de cartão de crédito em compras online. Por essa razão, muita gente já chama a data de “Black Fraude”. Mas não é bem por aí. Na verdade, basta tomar alguns cuidados básicos para não cair em uma cilada. Veja abaixo:

1 – Atenção com e-mails e redes sociais

Durante a Black Friday ou até na pré-Black Friday (promoções dias antes do evento principal), golpistas costumam enviar e-mails se passando por lojas. Ou seja, e-mails que trazem promoções tentadoras de algum produto e fazem você passar seus dados pessoais. Esse contato também pode vir das redes sociais e SMS. Cuidado! Certifique-se se a fonte é confiável!

2 – Compre somente em sites confiáveis

Prefira comprar sempre em sites de grandes lojas, ou de empresas que você conhece ou tem referências. No entanto, mesmo assim é bastante comum cair em um golpe por achar que se está comprando em um site confiável. Porém, na verdade, trata-se de uma farsa. Para identificar, fique atento ao endereço do site, veja se bate com o site oficial da loja.

O Procon estadual também tem uma lista de sites não confiáveis. Procure o órgão da sua cidade.

Leia também: Procon lista lojas online acusadas de golpe

3 – Desconfie de promoções irrecusáveis

Quando o valor da oferta for muito menor em relação à concorrência é razão para desconfiar. Evite fazer esse tipo de compra a partir de preços absurdos. É grande a chance de tratar-se de um site fraudulento com o objetivo de roubar seus dados pessoais e de cartão de crédito.

4 – Compre somente pelo seu 4G ou em rede sem fio privada

Na hora de fazer compras pela internet evite utilizar redes de wi-fi públicas, como de restaurantes, lojas, eventos, entre outros. Isso porque é difícil saber o nível de exposição dos seus dados pessoais ao utilizar essas redes.

5 – Boletos estranhos? Apague ou jogue fora

É bastante comum o consumidor também receber boletos estranhos de produtos e serviços nunca comprados, ou ainda faturas de contas por e-mails fora do padrão. Desconfie! Boletos falsos podem cair na sua caixa e, para identificá-los, fique atento aos dados do remetente.

6 – Nunca passe senhas pelo telefone

Pode acontecer também do consumidor receber telefonemas, que podem ser confundidos com o famoso telemarketing, para pedir confirmação de dados como senhas. Pode acreditar: é fraude. Sua senha nunca será solicitada via telefone. Portanto, desconfie e acesse o portal oficial da empresa para garantir.

Você é lojista? Que tal aprender a vender mais na Black Friday 2020?

Agora, caso você seja comerciante e queira aproveitar a Black Friday para vender mais, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) está oferecendo cursos online bem interessantes e de forma gratuita. Acesse o site e confira as oportunidades.

CONFIRA OS MELHORES PLANOS DA TIM PARA O SEU CELULAR

Black Friday 2020: aprecie com moderação

Agora que você já conhece todas as dicas para aproveitar a data e também tomar os cuidados necessários, que tal conferir como a pandemia auxiliou para evoluirmos na questão da privacidade?

Se você gostou do nosso conteúdo e quer saber mais sobre tecnologia, planos e pacotes, dicas e curiosidades, acompanhe o Compara Plano. Estamos muito satisfeitos em te ver por aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Contrate via chat