Astrofotografia: recurso está disponível em celular

Imagine poder fotografar o céu e as estrelas com a câmera do seu celular e obter imagens muito parecidas com as que são feitas por equipamentos profissionais. O Google conseguiu isso através de uma tecnologia que viabiliza a astrofotografia.

Por enquanto, o recurso está disponível nos dispositivos móveis da marca Pixel 4 e Pixel 4XL, porém a marca pretende disponibilizá-lo também para usuários do app G Câmera, compatível com alguns modelos de aparelho Android.

Neste artigo vamos explicar o que é esse tipo de imagem e como a empresa conseguiu levar a função aos seus smartphones e deixá-la a alcance de qualquer usuário. Confira!

Leia mais: Os melhores aplicativos para editar fotos no celular.

O que é astrofotografia

A astrofotografia é uma dessas práticas que requer paixão, planejamento e muita paciência. Afinal, fotografar qualquer elemento da natureza depende de fatores totalmente imprevisíveis. Quem costuma investir nesse hobby, porém, garante que todo o trabalho vale a pena.

Esse esforço por parte do fotógrafo resulta em imagens impressionantes que mostram o céu noturno em tantos detalhes que é possível identificar estrelas, constelações e todo o perfil da nossa galáxia.

Embora a prática mais comum seja à noite, a astrofotografia também pode ser realizada durante o dia. Para issom são necessários filtros específicos que captam o sol.

O app do Google é voltado especificamente para a produção de imagens noturnas, e a empresa não deu indícios de que pretende expandir a ferramenta para fotografias que captem detalhes do céu durante o dia.

astrofotografia
Astrofotografia – Reprodução Pixabay

Lua foi primeiro corpo celeste fotografado

O primeiro registro feito de um corpo celeste a partir da terra é de 1840 em uma fotografia que mostra a Lua, ainda sem muitos detalhes. A partir do final do século XIX o avanço tecnológico passou a permitir que as imagens feitas do satélite fossem aprimoradas cada vez mais.

Os registros fotográficos ganharam resultados profissionais muito rapidamente e, além da Lua, começaram a conter estrelas, constelações inteiras. Técnicas e equipamentos mais avançados conseguem captar inclusive nebulosas e galáxias.

Técnica e tipos de astrofotografia

Não importa se o registro astrofotográfico será feito de forma artesanal com filme ou de maneira digital: para obter os resultados esperados é preciso um pouco de técnica e equipamentos próprios. A prática requer como configurações básicas a combinação adequada de ISO, longa exposição e abertura de lente adequada.

Mesmo na prática amadora, a astrofotografia possui diferentes tipos de resultados de imagem. Veja alguns deles.

Campo Amplo

Esse é o tipo de fotografia que costuma atrair quem está começando a investir na técnica porque não exige equipamentos sofisticados.

Nele o fotógrafo utiliza uma lente grande angular para captar a imagem de um céu estrelado acima de uma paisagem com grande campo de visão. É o tipo de fotografia do céu noturno mais fácil de se encontrar em páginas na internet, por exemplo.

Por não necessitar de equipamento sofisticado nem técnica muito avançada, acaba sendo uma das formas de astrofotografia mais praticada em todo o mundo.

Time-lapse

O recurso time-lapse é bastante conhecido e está presente inclusive em câmeras de celulares. Com ele diversas imagens são captadas em um período de tempo e depois combinadas em velocidade mais acelerada para formar um vídeo.

No caso da astrofotografia, a ferramenta é utilizada para registrar em foto o movimento das estrelas no céu durante o tempo de exposição.

Sistema Solar

Esse tipo de imagem, em geral, requer um telescópio, pois o objetivo é fotografar os planetas e suas luas. No entanto, para quem quer testar a técnica, uma lente superteleobjetiva já consegue dar bons resultados iniciais.

Esse tipo de imagem é para fanáticos por fotografia e pelo céu. Afinal, se investir em boas lentes não é barato, ter que agregar um telescópio à lista de investimentos não é tão simples.

Deep Space

Essa é a técnica mais avançada de astrofotografia. A prática só é possível com equipamento sofisticado e telescópio. O grande objetivo é capturar imagens de objetos que estão fora do Sistema Solar, como nebulosas e outras galáxias.

Leia maisVeja qual o celular com melhor câmera em 2019 

Equipamentos para praticar astrofotografia

O primeiro e mais essencial equipamento para quem quer fazer imagens de astrofotografia é uma câmera profissional DSLR. Embora esse seja o aparato mais caro, é possível avaliar opções como sensor full frame ou sensor convencional e câmeras com lentes intercambiáveis.

Lentes

O segundo item importante no kit do fotográfico de quem quer captar imagens do céu são as lentes adequadas. Quanto maior for a abertura da lente, melhor o resultado. Ainda que o ideal sejam acessórios com distância focal específica, de 24mm ou 35mm, o convencional 18-55mm dá resultados interessantes para quem está começando e, ainda, não quer investir tanto em equipamento.

Ainda sobre as lentes, o foco manual é uma das exigências básicas, e opções com maior abertura são as ideais.

Tripé

Quem entende de fotográfica básica já sabe que o tripé é indispensável para fazer imagens com longas exposições. O acessório mantém a estabilidade da câmera para evitar que haja borrões na foto devido ao movimento da lente durante a captura.

Lâmpada de cabeça

Embora não seja um equipamento essencial para a prática da astrofotografia, uma lâmpada de cabeça será muito útil. Em geral esse tipo de imagem é feita em locais de completa escuridão, e a luz direta na câmera irá ajudar você a configurar a câmera e posicionar o tripé com segurança.

Aplicativos podem ser aliados no momento de fotografar

Esse item é um extra, pois, apesar de dispensável, pode ser interessante ter um aplicativo no celular que ajude a mapear o céu no momento de fotografar.

Algumas boas opções são o Stellarium e o Star Chart, ambos estão disponíveis para Android e iOS.

Como o Google tornou a astrofotografia acessível ao público

Como vimos, a astrofotografia não é uma prática simples. Exige técnica, atenção a muitos detalhes, além de equipamentos bastante sofisticados e caros. Apesar disso, o Google conseguiu desenvolver uma tecnologia que viabiliza a captura de imagens do céu noturno com a câmera do celular.

O resultado não é exatamente o mesmo das fotos feitas com as câmeras profissionais, claro. Mas, é muito satisfatório e atende bem ao público geral que quer fazer imagens incríveis sem muito trabalho e investimento.

Desafio com a exposição longa necessária na astrofotografia

Uma das grandes limitações das câmeras amadoras, principalmente as de celular, são os sensores pequenos, que dificultam a captura de imagens em alta exposição. Com um equipamento DSLR, o grande sensor permite que apenas alguns segundos de exposição resultem em ótimas imagens noturnas.

Sendo assim, uma das soluções seria compensar o tamanho do sensor das câmeras mais simples aumentando a capacidade de tempo de exposição. Entretanto, o prolongamento desse tempo aumenta a chance de erros e baixa a qualidade da imagem.

No caso da astrofotografia, como a Terra está em movimento constante, um longo tempo de exposição resulta em fotos com rastros de luz deixados pelas estrelas. Ou seja, é impossível obter um céu estrelado.

Solução do Google utiliza sistema com inteligência artificial

Quantas inovações uma única empresa pode ofertar ao mercado? Bom, inteligentes e inovadoras as soluções do Google com certeza são!

Para disponibilizar o Modo Astrofotografia nas câmeras dos seus celulares, o Google primeiro expandiu e aprimorou os recursos do Modo Noturno. Em seguida, desenvolveu uma tecnologia para corrigir o problema do movimento da Terra e a instabilidade na longa exposição.

Para isso, a câmera captura diversas fotos do céu noturno por até quatro minutos. Depois a inteligência artificial criada pela empresa faz a combinação das imagens automaticamente e em tempo real. O algoritmo avalia em milésimos de segundos as mudanças em cada captura e monta a foto final.

O resultado é uma imagem com qualidade comparável à de fotos feitas por amadores com câmeras intermediárias.

astrofotografia
Imagem feita com Google Pixel 4 / Reprodução Android Central

Legal, né? Se você captar uma imagem como essa, vai precisar de um bom plano de internet para poder publicá-la imediatamente nas suas redes sociais, sim? Então, veja planos da melhor operadora de internet do Brasil, segundo dados do Speed Awards Test, uma referência no segmento.

Quer saber todas as novidades sobre o mundo da tecnologia? Acompanhe o conteúdo exclusivo publicado diariamente no blog do Compara Plano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Contrate via chat