Amazon Go: saiba como é a loja física tecnológica da Amazon

Visando conquistar outros mercados e sair do meio virtual, a Amazon decidiu expandir seus horizontes para além das telas e criou uma nova versão de si: o Amazon Go.

A Amazon é uma das empresas que mais crescem no mundo. Fundada em 1994, iniciou suas atividades apenas como uma loja de livros online. Muito popular nos Estados Unidos, a Amazon foi ganhando espaço em todos os setores do varejo e expandiu suas atividades para o mundo.

Seus armazéns são gigantes e quase totalmente automatizados o que torna-se o chamariz da sua eficiência e velocidade de entrega, que conquista a cada dia mais clientes.

Mas a Amazon não se rendeu apenas aos setores do varejo, e em 2007 começou a investir no setor de hardwares. O Kindle foi o primeiro dispositivo desenvolvido e produzido pela Amazon e deu um grande enfoque para o setor literário.

A tendência continuou, e hoje são inúmeros os dispositivos produzidos pela empresa. A assistente virtual, Alexa por exemplo, bate de frente com outros dispositivos similares de grandes empresas de tecnologia como Google e Apple.

Os serviços de streaming de vídeo, música e conteúdo digital é outro meio onde a Amazon ganha espaço diariamente, conquistando clientes aonde for que disponibilize o serviço.

Apesar de existir a bastante tempo, foi recentemente que a Amazon iniciou suas atividades no Brasil, de forma tímida porém progressiva. Seus preços são admiráveis e batem de frente com outras lojas que trabalham com os mesmos segmentos.

O que é o Amazon Go?

A Amazon sempre foi revolucionária quando o assunto é distribuição de mercadorias. Seus armazéns de distribuição são completamente predominados por máquinas, e suas entregas podem ser feitas por drones. Não seria diferente então, que quando a Amazon decidisse abrir uma loja física que a mesma seria revolucionária para seu segmento.

A Amazon Go é a evolução das lojas de departamento e uma extensão da loja virtual da Amazon. Com 18 lojas espalhadas pelos Estados Unidos que operam de forma semi-automatizada, a proposta da loja é não depender de nada nem de ninguém para que se possa comprar os mais diversos produtos.

Ou seja, o cliente tem a autonomia de entrar na loja, escolher o produto e sair, sem nem mesmo ter que falar com um atendente. É uma loja sem caixas, que dá total liberdade e conforto para os clientes. A primeira loja foi aberta em meados de 2018 e desde então tem se tornado uma tendência para outras lojas do ramo.

Como funciona?

A premissa da loja é bem simples. Ao entrar na unidade é necessário passar por uma catraca com o aplicativo da Amazon Go instalado e logado, escolher os produtos e então sair da loja normalmente.

Na sequência, o cliente recebe pelo celular uma nota fiscal com os produtos comprados.

Para conseguir dar conta da leva de clientes que transitam pela loja e fazer os registros dos produtos escolhidos pelos clientes, as lojas da Amazon Go são repletas de câmeras e sensores que capturam todos os movimentos e objetos que o cliente seleciona.

Apesar da premissa simples de compras automatizadas a tecnologia por de trás dos panos é um pouco complexa.

Seguindo a mesma lógica usada em carros automáticos, a Amazon utilizou uma tecnologia similar para compor suas lojas. A partir da visão via computadores, uma fusão de diversos sensores, algoritmos e deep learning (o ato de treinar computadores que executam tarefas da mesma forma que humanos) foram peças chaves no desenvolvimento do supermercado do futuro, como é chamado mundo afora.

O resultado disso foi a tecnologia que permite a detecção automática e imediata dos produtos que são retirados da prateleira e colocados em um carrinho virtual do usuário.

O contrário também é possível e ao colocar um produto de volta da onde foi retirado o item é subtraído da conta do usuário.

Como faço para comprar?

Just walk out. Essa é o slogan que a empresa norte-americana adotou em suas propagandas. Como já falamos, basta possuir o aplicativo da Amazon Go devidamente instalado no seu smartphone.

O aplicativo está disponível para Android e para IOS e é necessário para entrar na loja, já que o mesmo deve ser passado na catraca e então começar a comprar.

Os produtos são cobrados a partir da conta integrada da Amazon e por isso não é necessário fazer nenhum tipo de pagamento. Simples. Fácil. Prático.

Amazon Go no mundo

As lojas da Amazon Go são verdadeiros sonhos de consumo para os ávidos por tecnologia.

Apesar de estarem todas localizadas nos Estados Unidos existem rumores acerca da empresa de que a mesma já pensa em expandir seus horizontes para outros locais, como aeroportos e cinemas.

Não são claros os planos da Amazon para a sua ramificação Go, porém é um fato que esse desenvolvimento mexeu com todo o segmento de compras mundial.

Segundo os rumores, a intenção da empresa seria vender sua tecnologia “Go” para outras empresas e marcas do segmento do varejo (como Walmart, Target, Sears e afins) que possuem o interesse de automatizar seus serviços.

Além disso, existem rumores que indicariam uma expansão em grande porte por parte da Amazon.  Algumas fontes de notícia acreditam que já existem acordos e planos por parte da empresa de expandir até 2021 suas lojas sob o selo Go de 16 para 3 mil lojas.

Nenhum funcionário da empresa confirmou essa notícia, mas os indícios de que são verdade são grandes e as esperanças também.

A influência foi tão rápida, que com o lançamento dessa tecnologia, várias outras empresas já procuram se adequar ao novo segmento. Até a NBA abraçou a causa e em setembro deste ano lançou uma loja completamente livre de caixas e funcionários.

A empresa que ajudou nessa empreitada se chama Zippin, e eles entram forte nesse segmento com a promessa de eliminar as filas em todos os tipos de estabelecimentos.

Leia também: E-book grátis: conheça tecnologias para deixar a sua casa inteligente

A repercussão

Mas nem tudo foram flores com o lançamento da Amazon Go nos Estados Unidos. A Amazon sempre foi muito questionada em relação a direitos trabalhistas e dessa vez não foi diferente.

Apesar de bem aceito pelo público em geral, algumas pessoas não concordam com a forma de funcionamento da loja, e sua filosofia de just walk out.

A premissa de não possuir caixas e nem atendentes abriu as portas para esse assunto novamente e vários protestos foram registrados em frente às lojas.

Pautas como o desemprego e mudanças climáticas foram levantadas já que o rápido crescimento da empresa e o consumo em massa interferem diretamente no aquecimento global.

Os protestos geraram frutos e o fundador da marca,  Jeff Bezos prometeu a neutralização da emissão de carbono até 2040.

Veredicto

A Amazon é uma empresa em crescimento e como qualquer outra está sujeita a cometer erros, dito isso, a inovação do Amazon Go é no mínimo excitante.

O design das lojas é atraente e a forma que é colocada é interessante. Como toda nova tecnologia, está fadada a erros e já foi registrado por exemplo, pessoas que compram itens e o mesmo não foi registrado.

Segundo representantes da marca que ouviram tais relatos, a taxa de erro é tão pequena que acaba saindo mais caro para eles resolverem o problema do item que não foi registrado, do que a pessoa só sair com o item sem pagar.

Pensar que a tecnologia chegou em um ponto onde não é necessário interagir com outras pessoas para comprar qualquer tipo de item é admirável e esperamos que mais empresas adotem essa forma de fazer negócio. No mais, aguardamos ansiosos a chegada de uma Amazon Go aqui no Brasil!

Se você gosta de ficar por dentro do mundo da tecnologia, não deixe de conferir o blog da Compara Plano, que está sempre recheado com noticias quentinhas do mundo tecnológico, como noticias de games, informática, celulares e muito mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Contrate via chat