Acabou a brincadeira: o E-Sports já virou coisa séria

Nos últimos anos, a indústria de games já equiparou a cinematográfica em relação ao faturamento e audiência. Ou seja, jogar vídeo-games não é apenas uma mera brincadeira. Outra prova disso é a popularidade dos E-Sports, em outras palavras, jogos de diversos tipos disputados virtualmente por jogadores e equipes espalhados pelo mundo. É possível disputar um campeonato até o seu celular!

Os esportes eletrônicos, ou E-Sports, têm atraído legiões de simpatizantes em diversos países. Assim como nos jogos olímpicos tradicionais, os E-Sports são disputados por atletas profissionais e assistidos de forma presencial ou em plataformas de streaming em qualquer parte do mundo.

A diferença é que, ao invés do condicionamento físico invejável, aqui os atletas precisam dominar por completo um esporte eletrônico, seja futebol, basquete, corrida, tênis, lutas, entre outros. Um dos mais famosos é o League of Legends (LoL), por exemplo. Para isso, são montadas equipes e times estruturados, um investimento pesado para disputar as competições.

Nesse mundo, os jogadores mais premiados são verdadeiras celebridades. Tal qual um Usain Bolt no atletismo ou um Lionel Messi no futebol. Incrível, não? Algumas operadoras de telefonia até oferecem serviços para os fissurados em jogos eletrônicos, como a TIM Games.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira o post!

Leia também: Descubra o melhor plano de TV, internet de celular no Compara Plano

CONFIRA AS OPÇÕES DE PLANOS DA CLARO QUE MAIS DE ADAPTAM A VOCÊ!

O que são E-Sports?

Nos primórdios dos vídeo-games, as pessoas jogavam conectadas a um console, como os antológicos Master System, Mega Drive ou Super-Nintendo. O progresso do jogo era salvo no próprio equipamento e não havia qualquer comunicação externa. No entanto, com a chegada da internet, o mundo dos games mudou drasticamente.

Atualmente, os jogadores estão interligados pela web em todo o mundo, compartilhando os mesmos games e interagindo constantemente. Além disso, promovendo competições. Basicamente, foi assim que surgiram os E-Sports. A modalidade ganhou uma legião de adeptos e atletas profissionais no mundo todo.

Competições de League of Legends (LoL), Street Fighter, Counter Strike:Global Offensive e Free Fire, por exemplo, são transmitidas via Youtube para milhões de espectadores e enchem estádios ou arenas inteiras de espectadores. Além de movimentarem muita grana e entregarem prêmios também milionários aos vencedores. Como você pode ver, os E-Sports vão muito além das modalidades esportivas tradicionais.

Para você ter uma ideia, uma das primeiras estrelas desse mundo foi o jovem Tyler Blevis, conhecido como Ninja. Em entrevistas à imprensa, Ninja já confessou faturar milhões em prêmios de competições e patrocínios como da Samsung, Red Bull e Uber Eats. Seus canais no Youtube e Twitter bombam. Ou seja, é uma sumidade do mundo dos games.

Leia também: Os 10 melhores canais de tecnologia no Youtube

O que é considerado um esporte eletrônico

Podemos definir como E-Sport competições de games realizadas em plataformas digitais, com dois ou mais jogadores organizados em equipes ou não. As partidas online ou presenciais devem ser organizadas de maneira a permitir o acompanhamento da audiência. Ou seja, tal qual o jogo de futebol do seu time favorito.

É importante ressaltar que o caráter desses torneios é profissional. Os competidores ganham salários, ajudas de custo e premiações pelo trabalho. Em outras palavras, ser um gamer é hoje uma profissão como qualquer outra. Exige treinamento sério, uma rotina com regramentos, estudar muito cada jogo e também novas oportunidades.

Exemplos de E-Sports

No universo dos E-Sports, são basicamente três categorias principais de jogos as que movimentam o mercado. São elas: jogos de luta, jogos de turo em primeira pessoa (FPS) e jogos de estratégia em tempo real (RTS). É importante frisar que essas são as principais. Há torneios por exemplo de jogos de futebol, como popular Fifa, de corrida, como o iRacing, e o Multiplayer Online Battle Arena (MOBA), do League Of Legends.

Abaixo listamos alguns exemplos de títulos em cada categoria:

  • Jogos de Luta – Street Fighter, Super Smash Bros., Marvel vs. Capcom, Tekken, Instinto Assassino, Injustice.
  • Jogos de tiro em primeira pessoa – Doom, Quake, Counter-Strike, Call of Duty, Unreal, Battlefield, Warface, Fortnite.
  • Estratégia em tempo real – StarCraft: Brood War, Warcraft III e StarCraft II.
  • MOBA – Dota 2, League of Legends, Heroes of the Storm, Heroes of Newerth e Smite.

Para celular também há uma categoria de games. Ou seja, você pode ser um jogador eletrônico apenas usando o smartphone, sem a necessidade de investir em consoles ou supercomputadores. Confira alguns títulos:

  • Arena Of Valor
  • Free Fire
  • PUBG Mobile
  • Fortnite Mobile
  • Clash of Clãs
  • Vainglory

Leia também: Conheça os melhores canais de futebol no Youtube

CONFIRA OS MELHORES PLANOS DA TIM PARA O SEU CELULAR

O universo de empresas valiosas do E-Sports

O segmento de E-Sports é mais organizado do que você imagina. Tanto que o número de expectadores dessa modalidade de entretenimento já é maior do que plataformas de streaming como Netflix e Amazon Prime TV. Para você ter uma ideia, no Brasil, há a Confederação Brasileira de eSports, que nasceu da reunião de profissionais do mercado de games.

A entidade trabalha para congregar desenvolvedores, equipes, ligas, jogadores, mídia e empresas patrocinadoras. Além disso, também oferece cursos na área de E-Sports para quem quer empreender nesse mercado ou tornar-se um atleta profissional melhor preparado.

Além das entidades representativas, o que impressiona mesmo são as empresas e equipes estruturadas em torno do esporte. Para você ter uma ideia, abaixo listamos informações de uma das três mais famosas em todo o mundo (dados de 2018):

  • Cloud9 – O valor de mercado da Cloud9 é de US$ 310 milhões. São quase 100 jogadores profissionais ligados à empresa e mais de 10 times. As equipes atuam em diferentes jogos como League of Legends, Overwatch, Fortnite, Counter-Strike: Global Offensive, Rainbow Six Siege, Clash Royale.
  • Team SoloMid – Com um valor de mercado de US$ 250 milhões, essa empresa de E-Sports tem um rendimento de US$ 25 milhões. Conta com cerca de 40 jogadores profissionais e em torno de 10 times. A atuação é nos jogos League of Legends, Fortnite, PlayerUnknown’s Battlegrounds, H1Z1, Clash Royale, Hearthstone.
  • Team Liquid – Essa empresa vale cerca de US$ 200 milhões e tem uma equipe de 65 jogadores profissionais, distribuídos em 14 times. São craques nos jogos League of Legends, Counter-Strike: Global Offensive, DOTA 2, Fortnite, Hearthstone, Rainbow Six Siege, Clash Royale, PlayerUnknown’s Battlegrounds

Leia também: Assistir jogo online: confira 10 dicas de sites e apps

Que tal virar um atleta profissional de jogos eletrônicos?

Agora que você já conhece todos os detalhes sobre os esportes eletrônicos e até como virar um player profissional, que tal conferir 10 jogos clássicos e antigos para jogar nessa quarentena?

Se você gostou do nosso conteúdo e quer saber mais sobre tecnologia, planos e pacotes, dicas e curiosidades, acompanhe o Compara Plano. Estamos muito satisfeitos em te ver por aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *